Conecte-se agora

CAV garante atenção integral as vítimas em casos de violência

Publicado

em

O Centro de Atendimento à Vítima (CAV), órgão auxiliar do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), chega aos cinco anos, nesta quinta-feira (3), contabilizando cerca de 14 mil atividades realizadas em prol das vítimas de violência doméstica e familiar, de crimes contra a dignidade sexual e de crimes com motivação homofóbica.

Com estrutura especializada em violência de gênero, o CAV coloca a vítima no centro dos serviços do MP acreano. Por meio de sua equipe multidisciplinar, formada por profissionais da psicologia, serviço social, da área jurídica e da enfermagem, o órgão acolhe, acompanha, orienta e encaminha tanto as vítimas quanto seus familiares.

Preocupado com os direitos de quem sofre violência, tem como prioridade garantir atenção integral, promovendo protagonismo da vítima durante a persecução penal, com informações e proteção, desde a investigação até a execução penal, além do reparo dos danos sofridos e inserção nas políticas públicas para minimizar efeitos traumáticos.

A cada ano os atendimentos têm crescido no CAV, tanto por demanda espontânea quanto por encaminhamentos do próprio MP ou órgãos externos. O serviço já é referência para movimentos sociais e para instituições do Sistema de Justiça. Em 2020, além dos desdobramentos dos casos já acompanhados, foram recebidos mais 187 casos novos.

Desses casos novos, 50,76% são relacionados às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. Mesmo com a pandemia, o órgão continuou oferecendo atendimento, principalmente a esse público, que, com a necessidade de isolamento social, sentiu o agravamento da violência e mais dificuldades para denunciar situações de agressão.

Em 2020, houve aumento vertiginoso nos atendimentos dos casos de violência doméstica. Em relação a 2019, foi registrado crescimento de 181% no centro. Até o mês de abril desse ano, 22 casos novos desses já haviam dado entrada.

Foram disponibilizados canais telefônicos e virtuais, como o aplicativo “Centro de Atendimento à Vítima”, que oferece uma série de informações sobre os tipos de violência doméstica e possibilita o recebimento de denúncias, as quais são encaminhadas às promotorias de Justiça competentes, com indicação inclusive de medidas protetivas.

Ainda durante a pandemia, diante do crescente número de casos de violência psicológica, agressões físicas e maus tratos, o CAV se sensibilizou com a situação e reuniu grupo de profissionais da psicologia voluntários com o objetivo de oferecer atendimento remoto na área à população LGBT. O serviço se deu por telefone e aplicativo de mensagem.

Para a coordenadora, procuradora de Justiça Patrícia Rêgo, o CAV tem importância por ser um serviço de atenção humanizada às vítimas e dar foco a seus direitos. “Nesses cinco anos os resultados têm sido transformadores e motivadores. Já fomos reconhecidos pelo nosso trabalho e temos sido referência no Sistema de Justiça por garantirmos um atendimento qualificado e efetivo à vítima, colocando-a na centralidade”, disse.

Jaidesson Peres- Agência de Notícias do MPAC

Acre

Tribunal de Justiça faz nova convocação de acadêmicos para estágio

Publicado

em

A Presidência do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) tornou pública, na página 150 da edição n. 6.849, do Diário da Justiça eletrônico, de sexta-feira, 11, Edital n. 20/2021 para a convocação dos acadêmicos aprovados no Processo Seletivo Simplificado, realizado em 2018.

Foram convocados dezenove estudantes do curso de Direito, sendo oito para estagiarem no período matutino e onze no período vespertino. Dois estudantes do curso de Administração foram chamados para estágio no período da manhã.

O edital de convocação, assinado pela desembargadora-presidente do TJAC, Waldirene Cordeiro, consta no anexo único, a lista de documentos que os candidatos deverão enviar para o e-mail da Gerência de Desenvolvimento de Pessoas (gedep@tjac.jus.br), sob pena de perda da vaga da função a ser exercida no processo seletivo, no prazo de cinco dias úteis, a partir da publicação do referido edital.

Para mais informações, entrar em contato com a Gerência de Desenvolvimento de Pessoa nos telefones 68 3302-0380 ou 68 3302-0374.

Veja abaixo os documentos necessários:

CPF e RG (Original);
Declaração ou Atestado de Frequência da Instituição de Ensino Superior (atualizada);
Certidão Negativa de Antecedentes Criminais, disponibilizada no site www.tjac.jus.br;
Comprovante de residência contendo o CEP da rua (original);
Uma foto 3X4;
PIS/PASEP/NIT;
Aos portadores de necessidades especiais será necessária a apresentação do atestado médico;
Declaração Pessoal de que não possui outro vínculo DE ESTÁGIO e que dispõe de horário compatível com o expediente forense;
Título de eleitor;
Conta Salário na Caixa Econômica Federal (Ofício expedido pela GECAD)

DIREITO – MANHÃ
CANDIDATO
FILIPE SOUZA MACHADO
REBECA ARAÚJO GAMA
VÍTOR TEIXEIRA LAMAS
ANA BÁRBARA DOS SANTOS LIMA VERDE
PHILIPPE UCHÔA DA CONCEIÇÃO
ALLAN SOARES DE SOUZA
JULYANE SILVA YARZON
EVELYN DAMARIS LIMA DE OLIVEIRA

DIREITO – TARDE
CANDIDATO
BRUNA AMINE LIMA MACEDO COUTINHO
IVAEL PEREIRA MOREIRA
THALISON MATHEUS DA SILVA
LUCAS MARTINS DE BRITO
ISABEL CÍCERA DA SILVA BENÍCIO
ANDRIELLY DE OLIVEIRA SANTOS
GIOVANA FERREIRA RIBEIRO
ANNA CAROLINE NASCIMENTO BASTOS
NILTON MESSIAS CAHÚ DE OLVEIRA
REJANE CAMPOS RIBEIRO
MARCUS VENÍCIUS PACHECO JÚNIOR

ADMINISTRAÇÃO – MANHÃ
CANDIDATO
GABRIEL SOUSA LIMA
SANIELE DE LIMA CAETANO AZEVEDO

Continuar lendo

Acre

Acre registra seis óbitos em decorrência da covid-19 e mais 65 novos casos da doença

Publicado

em

Em boletim divulgado neste sábado, 12, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou o registro de 65 novos casos de infecção por coronavírus, sendo todos confirmados por exames RT-PCR. O número de infectados saltou de 84.039 para 84.104 nas últimas 24 horas.

Até o momento, o Acre registra 224.330 notificações de contaminação pela doença, sendo que 140.068 casos foram descartados e 158 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 78.886 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 127 pessoas seguem internadas até o fechamento deste boletim.

Mais seis notificações de óbitos foram registradas neste sábado, 12, sendo quatro do sexo masculino e dois do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.707 em todo o estado.

Continuar lendo

Acre

Motociclista derrapa em óleo espalhado na estrada e vai parar no Pronto-Socorro  

Publicado

em

O motociclista João Paulo Marreiros Vilasboas, 29 anos, sofreu um acidente na rodovia AC-40, na curva do Tucumã na região da Vila Acre, em Rio Branco, e foi parar em estado grave no Hospital de Urgência e Emergência (Huerb), na manhã deste sábado (12). 

Segundo informações dos Policiais de Trânsito, João Paulo trafegava em sua motocicleta modelo MT 03-300 cilindradas, de cor azul na rodovia quando ao fazer a curva passou cima de óleo que vazou de uma máquina do Deracre, perdeu o controle da moto e escorregou vindo a bater o corpo e cabeça contra a estrutura metálica da mureta de proteção da pista.

Populares que passavam pelo local, ao verem João Paulo desmaiado, acionaram a ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam o motociclista ao pronto-socorro em estado de saúde grave.

Policiais Militares do Batalhão de Trânsito isolaram a área para os trabalhos de perícia e em seguida juntamente com os policiais do Corpo de Bombeiros espalharam serragem para secar o óleo e evitar novos acidentes. 

A máquina que apresentou defeito e derramou o óleo na pista foi encontrada em uma chácara nas proximidades da curva do Tucumã. A moto do motociclista foi removida por familiares após a perícia

Continuar lendo

Acre

“Homofobia é crime”, diz Ministério Público em apoio ao Junho LGBTQI+

Publicado

em

Em apoio ao mês do orgulho LGBTQIA+, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) instalou na fachada da sede localizada na Marechal Deodoro, a frase “Homofobia é crime”, em Rio Branco (AC).

Ao ac24horas, a procuradora de Justiça, Patrícia Rêgo, afirmou que a fachada é para marcar a posição do Ministério Público do Acre (MPAC) no combate a esse tipo de violência, que configura crime de ódio e que deve ser combatido pelas instituições públicas e por toda sociedade. 

“A orientação de sexual e a identidade de gênero são direitos de personalidade ligados à dignidade humana, direito fundamental e pedra angular do Estado Democrático Direito, no qual não se admite, nem se tolera qualquer discriminação”, afirmou. 

Nesses últimos sete dias, os noticiários foram marcados por um caso envolvendo a transexual Jullyana Correia, 36 anos, que acusou funcionários da Prefeitura de Rio Branco de transfobia por usar banheiro feminino do órgão na manhã de terça-feira (8). Jullyana saía do banheiro quando foi abordada por um segurança e orientada a usar o banheiro de deficientes da próxima vez.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas