Conecte-se agora

O motivo da guerra por partidos é dinheiro!

Publicado

em

Alguém poderia se perguntar: O que está por trás dessa guerra por siglas partidárias no Acre? A resposta é mais que óbvia: a disputa pelo poder nas eleições do ano que vem! Correto, mas vamos aos detalhes…

Com o escândalo dos mensalões, das propinas e da lava jato, o financiamento privado das campanhas eleitorais acabou. O financiamento agora é público. Quem tiver mais partidos, terá mais dinheiro.

Dinheiro de onde? Do Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos. Porém, não confunda alhos com bugalhos. O Fundo Partidário, não é o Fundo Especial de Financiamento de Campanhas Eleitorais.

O primeiro, o Fundo Partidário de cerca de NOVECENTOS MILHÕES cai todos os anos nas contas dos 33 partidos registrados no TSE; já o segundo, é torrado nas campanhas eleitorais, por exemplo, a do ano passado foi de mais de R$ 2 bilhões de reais.

O Fundo Partidário é calculado a partir do número de eleitores, o Fundo de Campanha Eleitoral é projetado na Lei Orçamentária Anual (LOA) e aprovado no Orçamento da União por deputados federais, senadores e sancionada pelo presidente. Portanto, toda essa farra sai direito do bolso do contribuinte.

A lei prevê a seguinte distribuição do fundo:

– 2% distribuídos igualmente entre todas as legendas registradas;

– 35% consideram a votação de cada partido que teve ao menos um deputado eleito na última eleição para a Câmara;

– 48% consideram o número de deputados eleitos por cada partido na última eleição, sem levar em conta mudanças ao longo da legislatura;

– 15% consideram o número de senadores eleitos e os que estavam na metade do mandato no dia da última eleição.

Valor por partido

Confira, abaixo, o valor que cada legenda recebeu no Fundo Partidário em 2020, segundo o TSE:

PT: R$ 200.925.914,05

PSL: R$ 193.680.822,47

PSD: R$ 157.180.452,52

MDB: R$ 154.867.266,21

PP: R$ 140.245.548,54

PSDB: R$ 26.028.246,07

PL: R$ 123.291.771,52

DEM: R$ 114.582.014,53

PSB: R$ 109.473.374,53

Republicanos: R$ 104.420.877,14

PDT: R$ 99.268.623,40

PODE: R$ 88.650.237,68

PROS: R$ 44.662.782,92

Solidariedade: R$ 42.226.143,46

PSOL: R$ 40.671.705,00

Cidadania: R$ 39.432.103,26

Novo: R$ 36.593.934,06 (o partido teria direito a esse valor, mas informou que abriu mão).

PTB: R$ 35.104.450,75

PSC: R$ 33.174.133,61

PCdoB: R$ 30.975.329,95

Avante: R$ 28.147.299,59

Patriotas: R$ 27.486.008,90

PV: R$ 20.513.797,41

Rede: R$ 20.420.046,72

PMN: R$ 5.872.173,76

PTC: R$ 5.634.758,31

DC: R$ 4.025.171,90

PCB: R$ 1.233.305,95

PCO: R$ 1.233.305,95

PMB: R$ 1.233.305,95

PRTB: R$ 1.233.305,95

PSTU: R$ 1.233.305,95

UP: R$ 1.233.305,95

Total: R$ 2.034.954.823,96

(Fonte TSE)

Coluna do Astério

A prioridade do PP é Mailza e não Gladson!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Aumenta a pressão para que Jorge Viana dispute o governo

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Um dezembro diferente!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Leo de Brito diz que prefeitos não deixarão o PT

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas