Conecte-se agora

‘Me abraçou e disse que estava emocionado’, diz mãe de médico

Publicado

em

A mãe do médico Andrade Lopes Santana, 32 anos, que foi encontrado morto dentro do Rio Jacuípe, em São Gonçalo dos Campos, a cerca de 115 km de Salvador, participou do cortejo antes do sepultamento da vítima, na cidade de Araci, onde ele morava e trabalhava na Bahia, neste sábado (29).

Dormitília Lopes falou sobre o momento em que encontrou o suspeito do crime, que foi o responsável por registrar o desparecimento de Andrade na delegacia de Feira de Santana. Geraldo Freitas foi preso na sexta-feira (28), horas após o corpo de Andrade ser encontrado.

A mãe da vítima disse não ter ódio de Geraldo e afirma que o perdoou pelo crime, mas que espera que ele seja condenado pela morte do médico.

“Eu quero que a sociedade dê uma olhada no assassino, para ele ir preso. Ele não pode ficar solto. Eu perdoei ele. E às vezes as pessoas dizem: ‘Você perdoou, mas quer que ele vá preso’. Eu quero que ele vá preso, não que ele morra. Ele tem que viver para ver a dor de uma mãe. Ele tem que sentir por muito tempo a dor que eu estou sentindo”.

“Ele me abraçou. Me abraçou e disse que estava emocionado junto comigo. Mesmo assim eu não sinto ódio dele. Deus botou um paredão entre o ódio e eu. Eu estou tranquila sobre isso, porque sei que Deus vai fazer a parte dele”, disse Dormitília.

Ela também lembrou momentos que passou com o filho, que nasceu no Acre, e falou sobre o cuidado que ele tinha com os pacientes de Araci.

“Uma vez ele me deu um abraço e disse: ‘Mãe, às vezes eu nem curo com o remédio, é com o carinho’. Ele dava abraço, e como ele era altão, colocava debaixo do braço e abraçava. Era aquele amor que ele tinha de cuidar, que as pessoas vivendo nesse mundo não têm mais aquele carinho especial, que as pessoas merecem ter uns pelos outros”.

“Ele me dizia: ‘Mãe, a senhora quer ver pessoas necessitadas de cuidados, de olhar, é aqui em Araci’. Por isso que Deus trouxe ele para cá”.

Dormitília disse que está sentindo a dor da falta do filho e da presença dele, mas que está tranquila porque sabe que Andrade construiu um bom legado e ajudou muitas pessoas.

“Eu estou com muita dor no coração, porque eu perdi a presença do meu filho. Diante de que já perdi a presença dele, eu estou feliz porque eu tenho certeza que meu filho está ao lado de Jesus. Ele está melhor do que nós, longe desse mundo perverso, de ego, onde nós vivemos. Onde as pessoas têm inveja, ciúmes, ambição. O meu filho vivia a vida intensamente. Hoje eu estou entendendo porque o meu filho vivia intensamente”.

“Meu filho viveu tudo junto: brincadeira, estudo, família. Ele tentava se dividir em várias pessoas. Meu filho era uma pessoa muito alegre e ele continua alegre. O meu coração está em paz e eu estou sentindo que ele está bem”.

A perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT) constatou que Andrade foi morto com um tiro na nuca. O suspeito ainda prendeu uma âncora, amarrada a uma corda no braço da vítima, para evitar que o corpo emergisse nas águas do rio.

“Meu filho foi morto de joelhos, com um tiro na nuca. Meu filho se ajoelhou e ele teve oportunidade de pedir perdão a Deus, de não ter dedicado mais o tempo dele ao senhor. Ele cuidava do próximo”.

“Hoje eu não entendo o motivo do meu filho ter ido embora. Depois Deus vai me mostrando devagarzinho, a gente vai entendendo”.

Dormitília também falou sobre como as pessoas paravam ela em Araci, para falar sobre os feitos do filho e sobre como ele era querido pela população.

“Eu ia passando e as pessoas gritavam: ‘O seu filho fez isso por mim’. As meninas, as crianças, os senhores. Eu fui muito bem cuidada pelo povo daqui. Hoje eu entendi mais uma coisa: a bíblia fala de honra. O meu filho tinha que vir para Araci, aonde ele teve a honra que merecia. Deus botou ele no meio de um povo que viu o amor que ele tinha no coração, pelas pessoas mais humildes, pelas pessoas necessitadas”. “

O meu filho, se tivesse vivo, ia fazer muita coisa por Araci. Eu tenho certeza que foi Deus quem trouxe ele aqui. Infelizmente, o inimigo se infiltrou no meio da sociedade e tirou a vida do meu filho”.

Cortejo

O corpo de Andrade foi enterrado no Cemitério Paroquial de Araci, após um cortejo de despedida, que foi acompanhado por uma multidão. Os moradores da cidade foram se despedir do médico, que era querido no local.

O carro com o corpo dele saiu da casa onde Andrade morava. O cortejo parou na frente da Câmara de Vereadores para homenagem e depois seguiu para o cemitério, onde a vítima enterrada. O desejo da família era cremar o corpo de médico, mas como ele foi vítima de um crime, deve ser enterrado.

 

Com informações do G1 Bahia

 

Acre

Rio Branco amplia vacinação e inclui público em geral de 50 a 59 anos

Publicado

em

Com o intuito de acelerar a vacinação contra a Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde inicia nesta quarta-feira, 16, a vacinação do público em geral de 50 a 59 anos, em dez pontos na capital.

Desses 10 pontos, um é exclusivamente para a segunda dose, outro para trabalhadores da construção civil e indústria que integram a 4ª fase de vacinação e outros oito são para rio-branquenses que tenham entre 50 a 59 anos.

Com a baixa procura na terça-feira, 15, a prefeitura de Rio Branco decidiu ampliar a vacinação para pessoas que tenham a partir de 50 anos até 59 anos nesta quarta (16)

O público que precisa tomar a segunda dose da vacina, conforme data descrita na carteira de vacinação, ainda pode procurar o drive-thru, montado no antigo pátio do Detran-AC, em frente ao 7º BEC.

Para tomar a vacina, o cidadão só precisa apresentar documento com foto, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e ser incluído na planilha da vacinação.

O ponto exclusivo para os trabalhadores da construção civil e da indústria são:

Ginásio do Sesi, no bairro Manoel Julião.

Pontos de vacinação para público de 55 a 59 anos na capital:

URAP Cláudia Vitorino

URAP Hidalgo de Lima

URAP Roney Meireles

URAP Eduardo Assmar

URAP Vila Ivonete

URAP São Francisco

URAP Rosângela Pimentel

URAP Bacurau

UBS Valdeísa Valdez

Policlínica Barral y Barral

Drive-thru em frente ao 7º BEC (2ª dose)

Continuar lendo

Acre

Museu que homenageia Revolução Acreana está abandonado

Publicado

em

Um ponto turístico construído há mais de 10 anos se encontra em estado de completo abandono na capital acreana. O local é um museu a céu aberto contendo oito estátuas no Seringal Benfica, zona rural de Rio Branco, e conta a história da morte do herói da Revolução Acreana, o coronel José Plácido de Castro.

Nesta terça-feira, 15, dia em que o Acre completa 59 anos de emancipação política, o deputado estadual Jenilson Leite visitou a região e notou a situação de abandono. Imagens registradas pelo fotógrafo Jardy Lopes mostram que o matagal já invadiu a área, transformando num espaço abandonado.

A maior parte das construções está definhando no chão. Não há mais placas e nenhum sinal de manutenção. Moradores da região afirmam que o difícil acesso para o museu é só um dos problemas que o lugar enfrenta.

A ponte que passa sobre o Igarapé Extração está totalmente destruída. O espaço é da Fundação Elias Mansour (FEM). Há dois anos o governo do Acre tentou diálogo para buscar recursos e melhorias no local. No entanto, nada foi feito até o momento. “Esse é um “espaço de memoria”… nunca funcionou pois o acesso alaga e as pontes que já fizeram foram todas carregadas pelas águas”, disse ao ac24horas a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique.

O espaço foi inaugurado em 30 de agosto de 2008, no governo de Binho Marques. José Plácido de Castro liderou a Revolução Acreana em 1902, numa luta contra as tropas bolivianas. Ele foi morto em 1908, vítima de uma embosca.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Acre

Casal quase é linchado por populares após roubo de celular

Publicado

em

Um casal de assaltantes, de 24 e 17 anos, foi preso e por pouco não foi linchado na noite desta terça-feira, 15, após roubar o celular de uma mulher no MAPI Laboratório Veterinário, localizado na avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, a vítima foi abordada em via pública pelo casal em uma motocicleta, a adolescente de 17 anos em posse de uma faca, desceu da moto anunciou o assalto. A vítima foi colocada escorada em um muro e teve seu celular subtraído.

No momento em que a mulher foi roubada, o marido da vítima que estava chegando no seu veículo percebeu a situação e derrubou os assaltantes da motocicleta. Populares que passavam no local, deram apoio à vítima e conseguiram prender os criminosos.

A Polícia Militar foi acionada, deu voz de prisão aos assaltantes e os encaminharam à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos. A polícia informou a reportagem do ac24horas que o casal já estava sendo procurado desde a semana passada por cometer roubos na região do Bosque.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Acre

Neném Almeida anuncia greve dos bancários para a próxima semana

Publicado

em

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários do Acre – SEEB/AC realizou uma grande assembleia na segunda-feira (14) com a participação do deputado Neném Almeida (sem partido).

No encontro, realizado de maneira presencial e remoto, a categoria aprovou a realização de greve de suas atividades por tempo indeterminado a iniciar na próxima segunda-feira – 21 de junho – a partir de meia noite.

Almeida destacou que o sindicato se mostrou receptivo ao diálogo com o governo. Porém, as agendas solicitadas não foram atendidas. “Fico triste e frustrado, pois esses trabalhadores têm suas atividades consideradas como essenciais. Entretanto, ainda assim não são prioridade quando se trata de vacinação. E quem mais perde com isso é a própria população.”, comentou Neném.

O parlamentar lembrou que com o crescente número de casos de Covid-19 e a significativa quantidade de óbitos provocados pela doença dentro da categoria, o sindicato dos bancários pede que seus trabalhadores sejam incluídos imediatamente na prioridade da vacinação.

“É importante salientar que dentro de uma agência bancária não existe apenas bancários, e sim uma diversa gama de empregados, como: seguranças, recepcionistas, serventes e prestadores de serviços que estão diariamente em contato com a população que necessita de suas atividades para realizar as dela. É mais que justo que esses profissionais sejam tratados como merecem”, finalizou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas