Conecte-se agora

Promotor diz que operação “Volta ao Mundo” está em andamento

Publicado

em

Em 2017, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) deu início a uma operação denominada “Volta ao Mundo”, que tinha como objetivo investigar suspeitas de irregularidades nos gastos com combustível pelo município de Xapuri durante o mandato do ex-prefeito Marcinho Miranda.

A investigação, que havia começado meses antes, recebeu esse nome em razão de a quantidade de combustível consumida pela prefeitura ser tão grande àquela época que seria suficiente para se dar várias voltas ao mundo, de acordo com o que foi apurado na ocasião pelo MP acreano.

Na operação, foram cumpridos vários mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimentos comerciais de ex-gestores da prefeitura, incluindo o próprio ex-prefeito. Meses depois, a mesma operação apurou denúncias de que máquinas agrícolas e veículos do município estariam em desvio de finalidade.

Passados quatro anos da Operação Volta ao Mundo, coordenada pelo então promotor de justiça substituto de Xapuri, Fernando Terra, com apoio do Núcleo de Apoio Operacional (NAT), o Ministério Público não divulgou mais informações sobre o andamento da investigação que teve grande repercussão no município.

Nesta semana, porém, o atual promotor de justiça de Xapuri, Juleandro Martins de Oliveira, informou ao ac24horas que a operação segue em andamento e tem seis inquéritos civis em fase de conclusão. Com base nos relatórios do NAT sobre esses inquéritos, o MP definirá os próximos passos a serem dados.

Sob análise do Núcleo de Apoio Operacional está toda a documentação que foi apreendida durante a operação. Caso o resultado das investigações comprovem as irregularidades, os envolvidos poderão responder a procedimentos tanto por atos de improbidade administrativa quanto criminalmente.

Nova denúncia de desvio de combustíveis

O promotor Juleandro Martins também informou que tomou conhecimento de uma nova denúncia relacionada a desvio de combustível na Prefeitura de Xapuri por meio de portaria publicada no Diário Oficial do Estado do Acre (DOE-AC) que cria uma comissão interna para apurar o fato no âmbito administrativo.

Segundo o representante da Unidade Ministerial de Xapuri, um procedimento próprio referente ao caso foi instaurado pela promotoria local e, após o recebimento das informações referentes à apuração interna da prefeitura, inquéritos civil e policial poderão ser abertos para investigação do caso.

Relembre o caso

Tornada pública por meio de portaria divulgada na edição do dia 18 de fevereiro passado do DOE-AC, uma sindicância interna instaurada pela prefeitura de Xapuri para apurar denúncia de irregularidades relacionadas a aquisição indevida de combustível por parte de servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) ainda não teve resultado divulgado após 60 dias.

Com o prazo inicial estabelecido em 30 dias para a conclusão dos trabalhos de apuração que embasarão a tomada de medidas relacionadas ao caso no âmbito administrativo e pelo Ministério Público, a comissão instituída para esse fim pediu, segundo foi apurado pelo ac24horas, prorrogação por igual período, tempo que expirou no último domingo, 18 de abril.

Durante o prazo de funcionamento da comissão criada para investigar a denúncia que foi feita de maneira formal, nenhum detalhe a respeito do assunto foi divulgado, pois a sindicância foi criada com caráter sigiloso. Na última segunda-feira, 19/4, a reportagem encaminhou pedido de informação, via e-mail, à Chefia do Gabinete do Prefeito, e ainda aguarda resposta.

Uma informação que a reportagem do jornal conseguiu obter de uma fonte na Prefeitura é a de que um envolvido na atual denúncia também é alvo dos inquéritos da operação Volta ao Mundo, ocorrida há quatro anos. O promotor Juleandro Martins, no entanto, não confirmou essa informação, certamente com o intuito de não causar possível prejuízo às investigações.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas