Conecte-se agora

Em reunião com Gladson, Bittar pede celeridade do governo

Publicado

em

O governo do Acre através da Casa Civil, realizou uma coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (29) para fazer o anúncio de alinhamento de projetos do governo do Estado que serão executados já no início do verão, como por exemplo, a ponte de Epitaciolândia e Brasiléia.

De acordo com o relator-geral da proposta do Orçamento da União deste ano, senador Márcio Bittar (MDB-AC), houve um corte de R$ 29 milhões do orçamento, que estava alinhado com o Poder Executivo. “Tava preocupado com tudo aquilo que estava acordado no orçamento, corremos o risco de perder recursos para o Acre. Houve corte que somou 29 milhões”, declarou.

Bittar ressaltou que pediu ao presidente Jair Bolsonaro que não lhe deixasse na mão, haja vista que havia recursos da União empenhados ao Acre. No entanto, ele pediu ao governador Gladson Cameli (Progressistas) para que a equipe de governo tenha celeridade na execução de projetos, caso contrário, o Acre pode perder recursos já alocados. “A boa notícia é que os R$ 18,5 milhões que estão no orçamento precisará de anuência do relator. Nosso desafio é não perder nenhum centavo, ou seja, quanto mais projetos estiverem alinhados, mais recursos serão enviados”, disse.

Após o aviso de Bittar, o governador Gladson Cameli pediu que a equipe de governo pudesse se esforçar para agilizar os projetos. Segundo ele, o verão é curto. “O sucesso do executivo e do Legislativo. Muito obrigado pelo empenho, Bittar. E agora vamos dar sequência ao trabalho. Todos os projetos precisam ser executados, não temos tempo a perder”, comentou.

Obra do Madeira

O senador destacou que a inauguração da Ponte do Madeira será um marco do atual governo. Segundo ele, o presidente da República, Jair Bolsonaro, reconhece que a obra é do governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). “Em nenhum momento ele disse que a obra é dele, ele reconhece que a obra iniciou-se no governo da Dilma”, ressaltou.

O governador Gladson Cameli enfatizou que já passaram quatro presidentes, mas que a honra do corte da faixa será de Bolsonaro.

Estiveram presentes na reunião, o Relator do orçamento da União, senador Márcio Bittar (MDB), secretário de comunicação Rutembergue Crispim, o secretário da Casa Civil, Flávio Silva, o deputado estadual José Bestene (Progressistas) e a coordenadora da Casa Civil, Silvânia Pinheiro.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas