Conecte-se agora

Sem se “bicarem”, Gladson e Rocha cumprem agenda após racha

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) e seu vice, Wherles Rocha (PSL), protagonizaram no fim da tarde e início da noite desta terça-feira (27) um verdadeiro “climão” durante a solenidade de promoção de Oficiais do Corpo de Bombeiros do Acre e entrega de ambulâncias para a corporação. Essa é a primeira vez que o governador e o vice se encontraram em um evento público após romperem politicamente.

Rocha, chegou ao evento meia hora antes do previsto. Na ocasião, ele cumprimentou alguns militares e se manteve afastado dos demais membros do governo. Já o governador chegou depois acompanhado da ex-secretária de comunicação, Silvânia Pinheiro, demais assessores e seguranças. Gladson e Rocha não se cumprimentaram.

Em seguida, mais um episódio que demonstrou desconforto entre Gladson e Rocha, ao se direcionarem ao dispositivo de honra, o chefe do Poder Executivo sentou duas cadeiras antes de Rocha, sendo separados pelo secretário de segurança, Coronel Paulo Cézar e o filho do governador, Guilherme Cameli.

No decorrer da solenidade, Nem Rocha e muito menos Gladson, trocaram palavras ou olhares, nem mesmo, o protocolar aperto de mão. O vice não discursou ou bateu palmas. Ele passou praticamente toda a solenidade sentado e sendo ignorado pelo governador. Os cerimonialistas do Palácio não deram oportunidade de fala a Rocha nem citaram o seu nome.

CLIMÃO 2

A exemplo da guerra política entre os governantes, o secretário de segurança, Paulo César Farias, também estava afastado do comandante da Polícia Militar, Paulo César Gomes, após um áudio vazado do secretário ter feito duras críticas aos oficiais da Polícia Militar e onde ele afirmava que os militares fazem “vitimismo”.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas