Conecte-se agora

A oposição entrou de gaiata no navio

Publicado

em

TENHO LIDO ataques, críticas, ameaças a deputados da oposição por causa da “CPI da Educação.” Estão atirando em embiras, mas a caça grande da CPI é outra.  Vamos para a matemática básica: a oposição, na sua essência, só tem quatro deputados na Assembleia Legislativa do Acre. Dois do PT, um do PSB e outro do PCdoB. Ponto final. Para a instalação de uma CPI são necessárias oito assinaturas de deputados. Se foram conseguidas nove assinaturas, foi porque cinco delas vieram de deputados que estavam no palanque do governador Gladson Cameli na eleição estadual, é que por um motivo ou por outro se tornaram dissidentes e estão fazendo a diferença. A oposição está entrando de gaiata na crítica ao navio. 

O que o Palácio Rio Branco tem que discutir é o motivo pelo qual perdeu cinco deputados aliados em menos de três anos de governo. E, entre estes deputados dissidentes estão os mais votados no estado, na capital, e na região do Juruá.

O governo precisa urgente tomar a iniciativa de procurar refazer pontes quebradas, sob pena de novas defecções vierem a acontecer. Já passou da hora de fazer política.

CHAPA DE ALIADOS

NA AVALIAÇÃO de políticos experientes, ou o governador Gladson faz uma recomposição com a base antiga, monta sua chapa da reeleição entre aliados da campanha de 2018, ou continuará perdendo mais aliados.

FRASE DO MAZINHO

QUANDO o prefeito Mazinho Serafim disse que o MDB que estava desembarcando no governo era o MDB sem votos, muita gente criticou, mas falou a verdade. Na CPI está toda bancada do MDB na Aleac. E, a pergunta que cabe, é esta: valeu dar ao MDB as secretarias de Agricultura e SEDUR, se não há uma contrapartida política?

MAIS PERTO

A SAÍDA do secretário Alysson Bestene da SESACRE não se trata de problemas, é que o governador Gladson Cameli lhe quer mais perto para comandar a nova estrutura política em montagem, para dar suporte à sua reeleição.

UM DOS MAIS PRÓXIMOS

ALYSSON BESTENE é um dos secretários em quem mais confia. Também tem planos políticos para ele em 2022. Além de assumir a articulação política do governo. 

ATO DE BARBÁRIE

COISA de bandido, ato de barbárie, transvestido de luta pela terra, o que foi praticado na fazenda do empresário Rico, na divisa de Rondônia com o Acre. Os governos do Lula e da Dilma incentivaram e financiaram o MST, que praticou este tipo de ação em outros episódios, em grandes regiões do Brasil. E deixaram sementes podres.

NESTE PONTO ESTÁ CERTO

SOU UM CRÍTICO do desastre do Bolsonaro na condução da pandemia, com seu delírio de cloroquina. Sou avesso ao bolsonarismo. Mas, a sua ação para combater este tipo de bandidagem na área rural, cortando o financiamento do MST e de outras entidades idênticas, merece registro positivo. As invasões rurais caíram de 1968 no governo Lula, para 14 no governo de Bolsonaro.

PARA SE TER UMA IDEIA

SÓ no governo da Dilma foram liberados 106 milhões de reais para financiar o MST, que, depois que o cofre secou, também secaram as suas “marchas” nas cidades.

MÁ IDEIA

NÃO É UMA boa ideia a promessa feita pelo governador Gladson de suspender os contratos dos terceirizados, serão bem mais de duas mil pessoas no olho da rua, falando mal dele. Em política tem de se medir os passos.

NÃO AVANÇA

O TEMPO passa, o tempo voa, e continuamos com uma campanha de vacinação lenta, devido às poucas doses que chegam para o estado repassar a PMRB.

DECISÃO TOMADA

NÃO APOSTARIA hoje um centavo furado contra a possibilidade do senador Sérgio Petecão (PSD) não ser candidato ao governo, na eleição do próximo ano. O Petecão é candidato, e está fazendo política de alianças.

NÃO É ACUSADO

O GOVERNADOR Gladson disse que não tem nada a temer na “CPI da Educação”. Verdade! E, de fato, nenhum dos escândalos foi citado. A CPI faz parte do jogo democrático. Não há nada de anormalidade no seu uso.

DISCUSSÃO DIFERENTE

SE as autoridades policiais já investigam, e em alguns casos os escândalos da Educação já se encontram na justiça; se não vai acrescentar nada uma CPI, é uma discussão diferente. O governo está dando importância demais para esta CPI.

CERTO QUE FECHA

O PRESIDENTE do PSDB, Manoel Pedro, o Correinha, garantiu ao BLOG de que o partido tem potencial para fechar chapas para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa, na eleição do próximo ano,

OUTRA CONVERSA

QUE a “CPI da Educação” acontece num momento inapropriado com uma pandemia no estado, é verdade, mas isso não tira a legitimidade. Não há como a mesa diretora brecar sua abertura, se o fizer, perde na justiça.

SONO ESPLÊNDIDO

DADOS DO IMAZON citam o Acre com o aumento de 366% de desmatamento em um ano. Ruim para a imagem do estado. A dedução lógica é a de que os seus órgãos ambientais estavam com uma venda nos olhos.

NÃO SE RESOLVE

CONTRATAR CONSULTORIAS e papo não impede o desmatamento no Acre, que, pelos dados, acelerou.

DÁ PARA ENTENDER

O COMITÊ DA COVID citou em recente entrevista que, o estado continua no vermelho na pandemia e num estágio crítico. Tudo bem, dona Chica! Se a coisa continua feia, por qual razão foi determinada uma flexibilização?

EM TEMPO

OS HOSPITAIS de Rio Branco estavam ontem com 100% das UTIS ocupadas, mas os empresários determinaram a abertura, o que fazer? Cada um que trate de cuidar de si.

VAI PARA O GUINNESS-BOOK

A PREFEITA de Senador Guiomard, Rosana Gomes, enumerou como uma das suas principais conquistas nos primeiros 100 dias, capinar as ruas da cidade. Por ser uma ação portentosa, por certo vai parar no Guiness-Book.

FORA DA POLÍTICA

O PASTOR DA IBB, Agostinho Gonçalves, depois de algumas decepções com a política, deve ficar fora do processo eleitoral de 2022, e se dedicar só à religião.

NÃO DISSE A QUE VEIO

FALANDO NISSO, o deputado Gemil Junior (PDT), seu afilhado, não disse a que veio na ALEAC, onde calado entrou e calado ficou. Suplente também fala, se posiciona, e etc. Viu, Gemil!

NEM UM BIRIBÁ

NESTE DESEMBARQUE do MDB no governo, adversários do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, comentavam ontem em uma roda (parede tem ouvido) que, o “Leão do Juruá” não ganhou nem um biribá.  

PORTA DA JUSTIÇA

A OPOSIÇÃO acredita que não será preciso levar a “CPI da Educação” até a justiça, e que o presidente da ALEAC, deputado Nicolau Júnior (PP) deverá se instalar na próxima terça-feira. A presidência e a relatoria ficam com a base do governo, amplamente majoritária.

FOCO PRINCIPAL

QUANDO o ex-senador Jorge Viana (PT) aventa a possibilidade de disputar o governo em 2022, não levem a sério. O seu foco será disputar a vaga do Senado.

NOME NO JOGO

SE DEPENDER da opinião do senador Márcio Bittar (MDB), o vice na chapa do governador Gladson para a reeleição é o do Conselheiro do TCE, Valmir Ribeiro, que tem raízes políticas no MDB. Acha que o nome congregaria.

 FRASE MARCANTE

“Os verdadeiros analfabetos são aqueles que aprenderam a ler, mas não leem”. (Mário Quintana)

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.