Conecte-se agora

Após assumir que matou a cunhada, homem volta atrás em depoimento na Defla

Publicado

em

Após ser preso e confessar à Polícia Militar que tinha matado a cunhada e autônoma Luciana Lima de Matos, 41 anos, Diego Marques Pereira, 30 anos, principal suspeito do crime, mudou a versão e negou o crime durante depoimento na Delegacia de Flagrantes (Defla) em depoimento na quinta-feira (15).

As informações são do delegado responsável pelas investigações, Luciano Ribeiro. O delegado explicou que o suspeito e os familiares da vítima foram ouvidos na Defla pelo delegado plantonista ainda na quinta. No depoimento, Marques alegou que teve a casa invadida por dois criminosos, que mataram Luciana estrangulada.

A motivação para o crime, segundo Diego Marques, seria devido homens achavam que a vítima seria informante de uma facção rival, Marques é ligado ao Bonde dos 13. Após a morte da mulher, Marques disse que foi obrigado a levar o corpo para a área de mata.

“O PM passou que ele confessou, mas lá [Defla] ele negou e disse que seriam dois moradores do bairro, que são de uma facção de lá, que viram ela [vítima] e acharam que era de uma facção rival, seria uma informante. Disse que não recordava o nome dos caras, que o obrigaram a levar o corpo da vítima para o carro dele, mataram ela na casa dele”, contou Ribeiro.

Luciana estava desaparecida desde a última segunda-feira, 12, e foi encontrada morta na tarde desta quinta-feira, 15, em um ramal localizado no KM 44, na BR-364, próximo às Quatro Bocas, em Senador Guiomard.

O paradeiro da vítima foi descoberto após os moradores da Cidade do Povo interrogarem o cunhado de Luciana, que era casado com a irmã dela. Diego Marques Pereira, 30 anos, membro da facção Bonde dos 13, foi espancado até confessar o que fez com Luciana.

Luciana morava em Mato Grosso (MT) há muitos anos e tinha vindo para o Acre visitar a família há cerca de duas semanas. No último domingo, 11, a vítima foi até a casa de uma irmã, na Cidade do Povo, e sumiu.

O delegado disse que aguarda o laudo da perícia e do Instituto Médico Legal (IML) para saber a causa a causa da morte de Luciana e se ela sofreu abuso sexual. Ela foi encontrada em um matagal com apenas calcinha e sutiã.

“Vamos aguardar a perícia para saber o real motivo da morte e estamos fazendo o levantamento para identificar essas possíveis pessoas. O pessoal já está atrás das informações que ele passou. O depoimento da esposa diz que ele confessou e voltou atrás”, encerrou.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas