Conecte-se agora

Mais 12 toneladas em doações da Cruz Vermelha chegam ao Acre

Publicado

em

Equipe do TJAC, com apoio do Exército, fez o recebimento de mais uma remessa das doações que serão distribuídas aos municípios atingidos pelas enchentes. Mais 23 toneladas em itens serão encaminhadas ao estado

Pousou em Rio Branco na tarde de quinta-feira, 18, um Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira, com mais 12 toneladas em doações feitas pela Cruz Vermelha, que foram entregues ao Tribunal de Justiça do Acre, como contribuição à campanha SOS Acre, criada durante as enchentes que afetaram 10 municípios.

A doação total da Cruz Vermelha Brasileira corresponde a 50 toneladas. Dessas, 15 chegaram em Rio Branco na semana passada e já foram destinadas à própria capital e aos municípios de Sena Madureira, Manoel Urbano, Tarauacá e Feijó.

A nova entrega com 12 toneladas em equipamentos de proteção individual, repelentes, inseticidas e medicamentos, foram transportadas pela empresa Roda Viva e armazenadas na estrutura do 4º Batalhão de Infantaria de Selva (4º BIS). A partir desta sexta-feira, 19, o TJAC fará a contagem, separação e preparação do envio das doações para os municípios do Vale do Juruá. Outras 23 toneladas ainda aguardam para serem preparadas e enviadas ao estado.

A presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Waldirene Cordeiro, agradeceu todo o apoio da Cruz Vermelha Brasileira ao Acre, e a importante parceria do Exército Brasileiro na ação, assim como da empresa Roda Viva, que fez o transporte da carga do aeroporto para o 4º BIS. “A união tem feito toda a diferença nesse trabalho que tem sido essencial para amenizar os problemas enfrentados por tantas pessoas”, disse.

As entregas das doações estão sendo feitas de acordo com dados coletados, por meio da Associação dos Municípios do Acre (Amac), junto a Defesa Civil de cada lugar, e de informações repassadas também por equipes do Governo do Estado.

A campanha

A campanha SOS Acre é realizada pelo Ministério Público do Acre, em parceria com o Tribunal de Justiça do Acre.

Enquanto o TJAC fica à frente de toda a logística dessa e outras doações que estão previstas chegar em Rio Branco, a Associação do MPAC (Ampac), tem feito o gerenciamento dos recursos financeiros das doações em conta bancária.

As doações financeiras são utilizadas para a aquisição de alimentos, material de limpeza e de higiene pessoal, colchões e outros itens, que são entregues nos municípios por promotores e juízes que atuam em cada cidade, com apoio da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.

Como ajudar

A campanha para doações em produtos/bens, coordenada pelo Tribunal de Justiça do Acre, continua. Para fazer sua doação basta entrar em contato pelo telefone DDD (68) 99603-5568.

A doação por meio de transferência bancária pode ser feita pela conta abaixo:

Agência: 2359-0

Conta Corrente: 14.300-6

PIX: 63.598.899/0001-40 (número do CNPJ)

Acre

Familiares de presos fecham ponte em Sena cobrando volta das visitas

Publicado

em

Familiares e mulheres de presos fecharam nesta sexta-feira, 26, a ponte de Sena Madureira, interior do Acre, exigindo a volta das visitas nas unidades prisionais do estado, que estão suspensas desde o último dia 17 de novembro.

As imagens e vídeos foram enviados por internautas do ac24horas. A suspensão de visitas nos presídios ocorre devido à paralisação dos policiais penais, que estão em um movimento pela aprovação da Lei Orgânica que regulamenta a categoria.

O projeto foi enviado no último dia 8 para a Casa Civil depois de passar por reformulação pelo grupo de trabalho criado pelo governo do Acre, em julho do ano passado, no entanto, o PL segue parado na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), que consequentemente decidiram suspender o banco de horas.

Os policiais penais afirmam que o projeto não contempla todas as pautas deles, como equiparação de salários com as outras forças de Segurança, incorporação da gratificação aos salários e passá-los para nível superior.

Continuar lendo

Acre

Jéssica Sales libera R$ 4,6 milhões para Saúde dos municípios no Acre

Publicado

em

Ao se aproximar o encerramento de mais um período legislativo, a deputada Jéssica Sales (MDB) intensificou a liberação de suas emendas impositivas indicadas ao orçamento 2020. Vários municípios acreanos foram contemplados pelo Ministério da Saúde, por meio do Piso de Atenção Básica (PAB).

Jéssica Sales liberou recentemente, o montante de R$ 4,6 milhões para a saúde de Acrelândia, Assis Brasil, Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia, Feijó, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Porto Walter, Rio Branco, Rodrigues Alves, Sena Madureira e Tarauacá, levando em consideração as reais necessidades e o número populacional de cada município.

Além dos recursos por meio do PAB também foi liberado o montante de R$ 2.014.972,00 para a aquisição de equipamentos para o Hospital Regional do Juruá. O valor destinado pela deputada Jéssica Sales permitiu a aquisição de mais um aparelho de tomografia computadorizada, ventilador para ressonância, bomba de infusão, carro maca (2), otoscópio, desfibrilador, cama hospitalar (3), carro de emergência, computador, monitor para radiologia, ar condicionado e mobiliário, tais como, armário, cadeiras, banquetas suportes, baldes, entre outros.

Todo esse material vai se somar ao aparelho de tomografia computadorizada, adquirido no ano passado pela deputada Jéssica Sales que já se encontra devidamente instalado e entrará brevemente em funcionamento no Hospital do Juruá.

Médica e conhecedora das reais necessidades dos municípios acreanos, Jéssica Sales mantém importante parceria com o PAB (Piso de Assistência Básica), como forma de manter os postos de saúde em funcionamento nos locais mais distantes do Estado.

“Quando vemos um prefeito levando saúde para os ramais e ribeirinhos, e, ao mesmo tempo, mantendo as unidades de saúde, ele está utilizando o dinheiro indicado pela parlamentar através do PAB. Tento fazer a divisão dos recursos de uma forma justa. Não adianta eu indicar um milhão de reais para um município que tem, por exemplo, dois postos de saúde; não tem lógica. O mesmo serve para aquele município que tem mais postos de saúde, que precisam de mais recursos. Infelizmente as emendas para saúde somam apenas R$ 8 milhões. Desse valor precisamos atender demandas com construções, reformas, ampliações, aquisição de equipamentos e também manutenção dos postos de saúde. Tudo isso nos 22 municípios, mas é gratificante quando vejo o resultado do nosso trabalho chegando a cada cantinho do nosso estado” – disse a deputada.

Confira a lista e os valores para cada município:

Acrelândia – R$ 133 mil

Assis Brasil – R$ 100 mil

Brasiléia – R$ 100 mil

Cruzeiro do Sul – R$ 500 mil

Epitaciolândia – R$ 100 mil

Feijó – R$ 100 mil

Mâncio Lima – R$ 100 mil

Manoel Urbano – R$ 140 mil

Marechal Thaumaturgo – R$ 100 mil

Plácido de Castro – R$ 100 mil

Porto Walter – R$ 100 mil

Rio Branco – R$ 400 mil

Rodrigues Alves – R$ 100 mil

Sena Madureira – R$ 400 mil

Tarauacá – R$ 100 mil

Hospital Regional do Juruá – R$ 2 milhões

Continuar lendo

Acre

Acreanos lotam o Via Verde Shopping em busca da Black Friday

Publicado

em

Diversos rio-branquenses lotaram na noite desta quinta-feira, 25, por volta das 23 horas, o Via Verde Shopping em busca de participar da edição de 2021 da Black Friday, que encerrará no domingo (28).

Apesar da tentativa de seguir todos os protocolos determinados pela vigilância sanitária, como: uso obrigatório de máscaras, distanciamento social e limite de pessoas nas dependências de cada operação, na transmissão do videomaker do ac24horas, Whidy Melo, é possível constatar uma parcela de pessoas sem o uso de máscara e um aglomerado de pessoas ansiosas em busca de um desconto.

Mais de 50 lojas participam da Black Friday, entre elas estão: Sapatinho de Luxo, Lojas Americanas e Bemol, com descontos expressivos.

Veja mais:

Continuar lendo

Acre

Matadores de agente penitenciário são condenados a 247 anos

Publicado

em

Em julgamento realizado no auditório do Tribunal de Justiça, que entrou pela noite desta quarta-feira, 24, integrantes do Corpo de Jurados da Segunda Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar condenaram todos envolvidos no assassinato do Agente Penitenciário Romário Cavalcante Alexandrino, executado a tiros em sua casa na Vila do V, município de Porto Acre, em fevereiro de 2017.

No veredito final, juiz Álesson Bráz, que comandou os trabalhos, estabeleceu uma pena de 247 anos e seis meses para todos os envolvidos divididos da seguinte forma: 50 anos, 10 meses e 10 dias para José Roberto Cruz de Lima, 50 anos e 11 meses para Gabriel de Oliveira Gomes. Rafael Silva Campos também pegou 50 anos, 11 meses e 10 dias, Alexandre Costa de Lima, 50 anos e 11 meses e Diemerson Antônio da Silva e Silva, foi condenado a 43 anos e 8 meses. Os assassinos foram encaminhados ao presídio da capital.

O crime, de acordo com os autos do inquérito policial instaurado na delegacia de Porto Acre, ocorreu na noite do dia 21 de janeiro, quando quatro homens armados invadiram a casa de Romário Alexandrino, na Vila do V e o executaram com vários tiros. Na mesma ação, ainda balearam o cunhado da vítima, tendo a esposa do Agente Penitenciário conseguido sair com o filho menor pela porta dos fundos.

Os investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) descobriram que a ordem de executar Romário partiu de dentro do presídio, tendo como mandante Gabriel Oliveira Gomes dos Santos. Na realidade, a ordem era matar um Agente Penitenciário e Alexandrino foi o escolhido por morar em local afastado. Os executores foram identificados a seguir e todos presos.

O julgamento seria realizado em 2019 em Porto Acre, quando por medida de segurança, temendo a ação de membros de facções, o juiz responsável pediu que o caso fosse levado para a capital.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas