Conecte-se agora

Grupo de 50 imigrantes permanece acolhido em Assis Brasil

Publicado

em

Após pouco mais de um mês do auge da crise causada pela tentativa frustrada de vários grupos de imigrantes, principalmente haitianos, de deixar o Brasil pelo Peru, a situação em Assis Brasil está bem mais tranquila, de acordo com o prefeito Jerry Correia.

Segundo o gestor, seguem em um único abrigo no município cerca de 50 estrangeiros, que continuam sendo mantidos e assistidos pela prefeitura, com a ajuda do governo e de algumas entidades, com alimentação, água potável, abrigo e assistência médica.

A maior parte dos imigrantes que se concentraram em Assis Brasil no começo de fevereiro e chegaram a entrar em confronto com a polícia peruana para forçar a passagem pelo país andino voltou para os lugares onde estavam no Brasil.

No entanto, há a informação de que, aproveitando o descuido da fiscalização no lado peruano, muitos conseguiram seguir viagem de maneira clandestina, tomando várias rotas, com destino a outros países, como o México, principalmente.

A tentativa frustrada de deixar o país pelo Peru tomou contornos de crise humanitária e ganhou repercussão nacional. Acampados na Ponte da Integração durante vários dias, eles foram obrigados pela Justiça Federal a deixar o local e retornar aos abrigos na cidade.

Jerry Correia diz que os que ficaram estão aguardando oportunidade para retornar para os lugares de onde vieram, uma vez que o Peru prorrogou o decreto que mantém as suas fronteiras fechadas para a entrada de estrangeiros por conta da pandemia.

O ac24horas tentou manter contato com a secretária municipal de Assistência Social de Assis Brasil, Johanna Oliveira, com o objetivo de detalhar melhor as condições em que se encontram os imigrantes, mas não obteve resposta até o fechamento desta nota.

De acordo com o que informou o prefeito, ela esteve em Rio Branco, nesta sexta-feira, tratando de alguns assuntos relacionados à situação dos imigrantes, entre eles a liberação de uma segunda parcela de recursos federais voltados para os gastos que o município vem tendo com a assistência aos estrangeiros.

Nos próximos dias, a prefeitura de Assis Brasil pretende entregar o novo abrigo destinado aos imigrantes, construído a partir da reforma de um prédio cedido pela União. Atualmente, os estrangeiros que permanecem na cidade estão na escola Iris Célia Cabanellas Zannini, após outra escola, Edilza Batista ser desocupada.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas