Conecte-se agora

Ex-comissionado da Sesacre é condenado a 12 anos de prisão por abusar sexualmente de enteada de 13 anos

Publicado

em

Um dos processos movidos contra o ex-chefe do Departamento de Ações Primárias (DAP) da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) e servidor do Ministério da Saúde, Hilder Halley Oliveira Dias, acusado de abusar sexualmente de duas enteadas de 13 e 6 anos chegou a fase de sentença.

A decisão do juiz José Wagner Freitas Pedrosa Alcântara, da 2ª Vara da Infância e Juventude de Rio Branco, se refere apenas ao processo da irmã mais velha.

LEIAM TAMBÉM: Ex-comissionado da Sesacre é acusado de abusar de duas enteadas de 6 e 12 anos

De acordo com a denúncia, em uma noite do mês de janeiro de 2019, o acusado foi até o quarto da menor e passou mão nos seios e bumbum por dentro da roupa da jovem. Na manhã seguinte, se aproveitando da ausência da mãe da menor, teria repetido a conduta.

Na sentença, obtida com exclusividade pelo ac24horas, o juiz deixa claro que não há dúvida de que o acusado praticou os crimes de estupro de vulnerável.

Hilder Halley foi condenado a 12 anos de prisão em regime fechado, mas o juiz determinou que o acusado pode recorrer em liberdade.

Além deste, Halley enfrenta um outro processo que o acusa das mesmas práticas de sua outra enteada, que teria apenas 6 anos quando os abusos teriam supostamente sido cometidos.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas