Conecte-se agora

Gladson sente sintomas da Covid-19 desde sexta, 26, dois dias depois de agenda com Bolsonaro

Publicado

em

Diagnosticado com Covid-19 na tarde desta segunda-feira, 1 de março, o governador Gladson Cameli vem sentindo os sintomas da doença desde a última sexta-feira, 26. É o que consta no resultado do exame RT-PCR obtido com exclusividade pelo ac24horas e realizado na manhã de hoje no Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen), em Rio Branco.

Ao realizar o exame, o paciente é obrigado a revelar quando começou a sentir os sintomas e o governador informou que foi na sexta, 26. O ac24horas apurou que no dia que Cameli começou a sentir os sintomas, ele aparentava um semblante cabisbaixo e alegou à assessores próximo que deveria ser o cansaço em decorrência de uma série de agendas administrativas e políticas cumpridas nos últimos dias, inclusive a visita do presidente da república, Jair Bolsonaro, ao Acre no dia 24, dois dias antes de iniciar os sintomas. Na agenda, Bolsonaro e a maioria de seus ministros não usaram máscaras.

Presidente e sua equipe estiveram no Acre para acompanhar situação das enchentes em 10 municípios – Foto: Sérgio Vale

Desde a última sexta, Cameli cumpriu agenda no Palácio Rio Branco, onde convocou 325 aprovados no cadastro de reserva da Polícia Militar, em solenidade que contou com dezenas de pessoas no Palácio. Em seguida, o governador ainda foi conversar com os candidatos do cadastro de reserva da Polícia Civil fora do Palácio.

No sábado, 27, Cameli ainda se reuniu com o prefeito de Acrelândia, Olavo Rezende, e o deputado federal Alan Rick, e assinou a ordem de serviço para reforma e ampliação da Unidade Mista de Saúde da cidade. Desta agenda, também participou o secretário de saúde, Alysson Bestene.

No domingo, 28, o governador cumpriu duas agendas. A primeira foi pela manhã onde visitou o Hospital do Idoso junto com a equipe da Sesacre para vistoriar os últimos ajustes da adaptação da Unidade para atender pacientes com Covid-19, onde serão instalados 40 leitos clínicos. E à noite, acompanhado da primeira-dama, Ana Paula Cameli, o chefe do executivo realizou ato em memória a quase mil óbitos que o Covid-19 registrou no Acre desde o início da pandemia.

Na maioria dessas agendas, o governador sempre usa máscara, mas de vez em quando quebra o protocolo e fica sem o utensílio.

Nesta segunda-feira, 1, Cameli se sentiu muito mal e não conseguiu ir trabalhar e cumprir uma série de compromissos. Os sintomas que tomaram de conta do governador foram a dor de cabeça, gripe e também dores no corpo, o que levou a fazer o exame no Lacen.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas