Conecte-se agora

Acreano cria braço robótico para ajudar deficientes e pede ajuda para terminar projeto

Publicado

em

Uma pessoa que não desiste dos sonhos mesmo diante das adversidades da vida. Assim é a história de Janimar de Sousa, de 36 anos. Nascido em Rio Branco, ele foi criado no município de Feijó. Em 2006, seu pai faleceu devido a um aneurisma da aorta abdominal. “Foi um período muito complicado para mim e minha mãe, mas, ela sempre me ensinou a ser forte e a nunca desistir”, diz Janimar.

Infelizmente, a mãe foi atropelada por uma moto em 2015 em Feijó e também faleceu. “Foi ainda mais difícil para mim, mas consegui, com a ajuda de Deus e de amigos, concluir minha faculdade”, afirma.

Com o sonho de ajudar ainda mais as pessoas, Janimar não se contentou apenas com a fisioterapia e decidiu cursar medicina. Hoje é aluno da faculdade boliviana Udabol, em Cochabamba.

Inspirado pelos anos do curso de fisioterapia, Janimar começou a construir protótipos para ajudar pessoas com deficiência física. Um deles, é um braço robótico no qual Janimar usou materiais como um braço de manequim, material de carpintaria e impressão 3D. Em vídeos enviados ao ac24horas,  Janimar mostra os avanços de seu projeto usando uma pessoa que tem a mão amputada. “Varia de paciente para paciente, mas a funcionalidade é abrir e fechar a mão, girar o punho, pegar e soltar objetos leves, como um celular ou um copo”.

Janimar diz que o que falta para o seu produto começar a ser desenvolvido para pessoas com deficiência é apoio de empresas privadas ou do governo. “Eu fiz esse protótipo com materiais de baixo custo para provar que é possível. Um braço desse pode sair por R$ 1.100 reais. Meu sonho é usar a robótica para desenvolver próteses para pessoas paralíticas. Com meus estudos, vi que é possível esse investimento no Acre”, afirma.

 

Cotidiano

Mais de 80 mil crianças devem ser vacinadas contra poliomielite e outras doenças no Acre

Publicado

em

O Estado do Acre iniciou nesta semana a distribuição dos imunizantes com foco na prevenção da poliomielite e na atualização da situação vacinal de menores de 15 anos contra várias doenças em todos os municípios.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação vai até 9 de setembro. A Sesacre informa que a estimativa do Ministério da Saúde para o Acre é que o estado tenha 80.203 crianças a serem vacinadas contra a pólio, no público-alvo.

A secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, explicou que a meta estadual é atingir, pelo menos, 95% de cobertura vacinal. “No ano passado a vacinação contra a doença atingiu cobertura de 35,46% da faixa etária específica. Esperamos superar esses números para proteger nossas crianças e jovens”, disse.

Para a coordenadora do Plano Nacional de Imunização (PNI), Renata Quiles, o objetivo da vacinação é manter o Acre livre da poliomielite e empreender esforços para a erradicação da doença. “Precisamos atualizar a situação vacinal, proteger a população contra as doenças imunopreveníveis e reduzir os bolsões de não vacinados”, afirmou.

A ação de multivacinação oferece as doses contra as seguintes doenças: Hepatite A e B; Pentavalente; Pneumocócica; VIP, VRH; Meningocócica C; Vacina Poliomielite Oral; Febre amarela; Tríplice viral; Tetraviral; DTP; Varicela; HPV quadrivalente. Para os adolescentes: HPV, dT, Febre amarela, Tríplice viral, Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY.

Continuar lendo

Cotidiano

Acusado de matar trabalhador na frente do filho de 9 anos está sendo julgado no Tribunal

Publicado

em

Desde as 8h30min desta terça-feira (9) que o réu Geovane Oliveira de Souza está sendo julgado pelo Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco pela prática de crime de homicídio qualificado.

Geovane é acusado de ter matado a tiros em março de 2017, na Cidade do Povo, o ambulante Antônio Josimar Paulino da Silva, de 28 anos, quando a vítima estava em companhia de um filho de 9 anos.

A juíza Luana Campos preside os trabalhos que serão concluídos no meio da tarde.

O crime, de acordo com os autos do inquérito policial instaurado na Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), ocorreu na noite do dia 18 de março de 2017, por motivação ainda não bem esclarecida.

Antônio Josimar havia discutido com a esposa e saía de casa numa motocicleta quando foi surpreendido e executado na frente do filho menor. Geovane responde o processo em liberdade.

Continuar lendo

Cotidiano

Neném Almeida reafirma compromisso com candidatura de Ney Amorim ao Senado

Publicado

em

O deputado Neném Almeida (Podemos) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac), nesta terça-feira, 9, para comemorar a escolha do presidente regional do Partido Podemos, ex-deputado estadual Ney Amorim, para disputar o senado da República na chapa com o governador Gladson Cameli (Progressistas).

O parlamentar relembrou a atuação de Amorim como deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, destacando que sempre teve uma ótima relação com todos seus pares no parlamento, independente do partido ou posicionamento político. “Nosso presidente Ney Amorim é um político nato, tenho aprendido muito com ele desde que fui recebido no Podemos. Fico sempre impressionado com sua capacidade de receber sugestões, independente de onde elas venham. Ney está sempre construindo pontes entre as pessoas”, comentou Almeida.

No mês de abril do ano passado, o ex-deputado Amorim assumiu a presidência do Podemos no Acre. Em sua posse esteve presente a presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP) e o governador Gladson Cameli. Em poucos meses de gestão, Amorim visitou e construiu uma forte base partidária junto com grandes lideranças nos 22 municípios do Estado.

“É inquestionável a memória eleitoral que nosso presidente possui em todo o estado. Em sua última campanha eleitoral, Ney saiu com 115 mil votos. Hoje vivemos uma mudança de ciclo na política acreana, e estou certo que dentre os futuros estadistas, Ney tem uma posição de grande destaque”, finalizou o parlamentar.

Continuar lendo

Cotidiano

WhatsApp permitirá esconder status online e impedir prints; veja mais mudanças

Publicado

em

O WhatsApp anunciou novas atualizações de privacidade nesta terça-feira (9), incluindo a capacidade de os usuários verificarem suas mensagens sem que outras pessoas saibam.

A plataforma em breve permitirá que as pessoas controlem quem pode ver quando estão online, impedir que outras pessoas façam capturas de tela de determinadas mensagens e saiam de grupos sem notificar canais inteiros.

O WhatsApp tem mais de 2 bilhões de usuários em todo o mundo e é de propriedade da Meta, proprietária do Facebook. Ao anunciar as mudanças no Facebook e no Instagram, o CEO Mark Zuckerberg disse que a empresa “continuará construindo novas maneiras de proteger suas mensagens e mantê-las tão privadas e seguras quanto conversas cara a cara”.

O WhatsApp há muito elogia o uso de criptografia de ponta a ponta, o que significa que apenas o remetente e o destinatário de uma mensagem podem ver seu conteúdo. E como outras plataformas de mensagens privadas, já permite que os usuários enviem mensagens que desaparecem após determinados períodos de tempo.

No entanto, no ano passado, o WhatsApp foi fortemente examinado após uma atualização em seus termos de serviço.

Na época, muitos usuários expressaram preocupação com uma seção da política de privacidade do WhatsApp que detalhava o que é compartilhado com a empresa controladora, que tem uma reputação conturbada quando se trata de proteger os dados do usuário.

A atualização fez com que algumas pessoas migrassem para o Signal, outra plataforma popular de mensagens criptografadas.

O Facebook tentou dissipar a confusão sobre a política, dizendo que suas práticas de compartilhamento de dados não eram novas e não “impactavam como as pessoas se comunicam em particular com amigos ou familiares”.

Agora, dois dos novos recursos introduzidos no WhatsApp – que permitem escolher quem pode ver quando você está ativo e sair dos grupos silenciosamente – começarão a ser lançados para todos os usuários do WhatsApp este mês.

A ferramenta de bloqueio de captura de tela, que será disponibilizada em mensagens destinadas a serem visualizadas apenas uma vez, ainda está sendo testada e será disponibilizada posteriormente, segundo o WhatsApp.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!