Conecte-se agora

Ex-servidor do Idaf que legalizava furtos de gados é preso em operação no Acre

Publicado

em

Durante a Operação “Fake Bois” a Polícia Civil prendeu um ex-funcionário do setor de tecnologia da informação (TI) do Instituto de Defesa Agroflorestal do Acre (IDAF) que cometia crimes na área da agropecuária no Estado do Acre. A prisão aconteceu no bairro Cerâmica, em Rio Branco.

De acordo com o delegado Pedro Resende, o ex-servidor fazia inserções falsas de dados de bovinos inexistentes no sistema do Idaf. Foi constatado pelo próprio órgão que existiam 135 inserções falsas nos anos de 2018, 2019, 2020 e 2021, informações perniciosas, uma vez que inseridas as informações de bovino no sistema a finalidade era legalizar furtos de gados, oriundos de outras regiões e outras fraudes, como retirar multas de pecuaristas. As investigações continuam e há indícios que o ex-servidor recebia vantagens financeiras, disse Resende.

Ainda segundo o delegado, o ex-funcionário era cedido do Fundepec, o Fundo de Desenvolvimento da Pecuário e exercia sua função desde o ano de 2012 no Idaf e foi afastado no mês de maio de 2020. Resende disse ainda, que mesmo depois de ter saído do instituto, ele ainda conseguiu fazer inserções, apagar informações.

Durante a ação policial, foi apreendido um vasto material documental, material em mídia digital, eletrônicos para armazenamento de mídias e telefones celulares. Todos serão periciados. O investigado teve a prisão preventiva decretada e encontra-se no presídio da capital enquanto as investigações continuam.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas