Conecte-se agora

Gerador do Into não funciona e quase 50 pacientes precisaram de ventilação artificial

Publicado

em

A suspensão da energia elétrica na capital acreana, ocasionada após um imigrante venezuelano subir em uma torre de transmissão da Energisa Acre, provocou correria e muita preocupação aos funcionários para atender os pacientes internados no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) em Rio Branco.

De acordo com servidores de dentro do próprio hospital, com a falta de energia, os geradores não funcionaram e foi preciso usar um instrumento chamado de ‘Ambu’, aparelho usado para auxiliar na respiração artificial e reanimação cardiopulmonar.

Outro problema, segundo os servidores, foi que não havia equipamento para todos os pacientes internados nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que são 49, de acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), mais os que estão na enfermaria e que também precisam do auxílio de oxigênio.

O relato é de que funcionários que estavam saindo da escala foram acionados para ajudar os pacientes internados. Felizmente, a energia voltou e a princípio não houve nenhuma complicação clínica para os pacientes.

Direção do INTO nega que gerador não tenha funcionado

A direção do Hospital de Campanha no INTO publicou uma nota explicando as consequências provocadas pela falta de energia elétrica na manhã desta sexta-feira, 19. Servidores relataram ao ac24horas que houve muita correria para atender os pacientes que precisam de auxílio de oxigênio por conta da Covid-19.

O hospital afirmou na nota que o gerador funcionou normalmente até o reestabelecimento da energia. Diz ainda que os demais pacientes que precisam de apoio na oxigenação e que estão fora da UTI foram auxiliados pelas equipes da unidade de saúde.

Leia a nota:

Nota de Esclarecimento

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Instituto de Traumatologia o Ortopedia do Acre (Into-AC), em decorrência da falta de energia nesta sexta-feira, 19, em Rio Branco, esclarece que:

– O Into-AC está preparado para situações e intercorrências como essa e, assim que houve a queda de energia, o gerador e os backups de oxigênio foram automaticamente acionados e receberam ajustes de pressão, que passaram a atender a rede da unidade. O gerador manteve o funcionamento até o reestabelecimento da energia;

– Os leitos de UTIs possuem nobreaks com duração de até três horas, para manter todos os equipamentos em pleno funcionamento;

– Os demais pacientes que não estão em UTI e que precisam de apoio para oxigenação também receberam o auxílio necessário das equipes do Into-AC, tendo sido prestada toda a assistência necessária, com atenção ao compromisso maior, que é salvar vidas.

Lorena Seguel
Gerente-geral do Into-Acre

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas