Conecte-se agora

“Bens se recuperam, mas a vida não”, diz Gladson sobre restrições

Publicado

em

O governador Gladson Cameli divulgou um novo pronunciamento na noite desta quarta-feira, 17, sobre a decisão de decretar emergência no Acre devido à pandemia de Covid-19 somada aos caos de dengue, enchente dos rios e a crise migratória na fronteira. Para ele, o decreto era necessário.

Todas essas crises, principalmente a de contaminação do novo coronavírus, vai obrigar a população a manter as medidas de restrições que o estado já está tomando. “Na prática, isso [o decreto] permite que o governo tome ações ainda mais rápidas e severas para ajudar nosso povo”, disse.

No entanto, os resultados só devem aparecer com a colaboração dos moradores. “A vacina está chegando, mas o coronavírus não. Pelo contrário, há novas variações da doença que estão se espalhando ainda mais rápido”, salienta.

Cameli destaca que só haverá segurança quanto à pandemia quando todos estiverem vacinados. “Por isso, precisamos desse sacrifício, que é de todos. Nesse momento vamos novamente priorizar a vida”, garante.

O governador ressaltou que, em alguns casos, haverá prejuízos econômicos, mas alertou: “quem já enfrentou a Covid, ou perdeu amigos ou parentes, sabe que bens se recuperam, mas a vida não tem preço”.

Cameli está indo a Brasília para tratar das questões dos imigrantes e negociar novas doses da vacina. “Essa é uma luta difícil. Nos próximos dias irei informar sobre tudo que está acontecendo. Com ação e transparência, juntos vamos superar os desafios, finalizou.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.