Conecte-se agora

Venda de fogareiros aumenta no Acre após alta do gás de cozinha

Publicado

em

Foto: Ilustração

Com os sucessivos aumentos no preço do gás de cozinha, muitos acreanos estão abandonando -ou pelo menos tentando usar menos –o velho e precioso botijão para se aventurar nos fogareiros à lenha. “Tem muita gente procurando”, confirma dona Jamília Azevedo, que produz modelos com uma e duas bocas a R$80 e R$130 e atende a cidade de Rio Branco.

Uma pesquisa breve feita pelo ac24horas constatou que os fabricantes de fogareiro, um objeto artesanal que tem diferentes modos de ser produzido, também decidiram majorar seus preços: um fogareiro que usa lata de 20l de tinta, concreto e algumas barrinhas de ferro custava R$30 em novembro e hoje não se encontra por menos de 50.

Um modelo de fogareiro batizado como rocket stove (foguete) em país de língua inglesa também já pode ser encontrado em Rio Branco, mas os preços não são lá muito doces. Há algumas semanas um modelo desse podia ser encontrado na capital do Acre por cerca de R$140. Atualmente, pedem R$ 250. “Até R$ 200 dá para fazer”, disse uma vendedora ao ac24horas.

Todos os modelos têm dicas de montagem na internet. Se o sujeito possuir os materiais, equipamentos de corte e solda, fica fácil. Caso contrário, comprar um pronto e muitas vezes recebê-lo no conforto de casa é a solução. No Marketplace do Facebook há pessoas vendendo vários modelos.

No mercado do Acre também existem os fogareiros a álcool, muito usados por pescadores. Também conhecidos como “espiriteiras”, esses fogõezinhos são vendidos na loja Rêmolo Jarude, no Centro de Rio Branco, por pouco mais de R$20.

A outra solução é resignar-se e pagar mais de R$ R$100 num botijão de 13kg de gás. Se morar no Jordão, a botija não sai por menos de R$150.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas