Conecte-se agora

O Gladson faz a parte dele; façamos a nossa!

Publicado

em

O governador Gladson Cameli colocou hospitais em funcionamento, ampliou leitos, UTIs, contratou pessoal especializado, lutou (e luta) para trazer mais vacinas e não cansa de investir para salvar vidas. Qualquer acusação contra ele é injusta.

Na verdade, todos nós estamos estressados com justa razão. É muita angústia e sofrimento de uma tacada só. Milhares estão morrendo. Porém, não podemos apontar culpados quando os verdadeiros responsáveis não obedecem às leis, os decretos e as orientações das autoridades. É uma decisão ética. A minha vida e a do outro.

O governo do Acre não tem responsabilidade sobre eleições, festas de final de ano e aglomerações de pessoas em bares, eventos, igrejas e outros locais que fizeram propagar novamente o coronavírus.

As críticas devem ser dirigidas ao presidente da república, que é o primeiro a pregar e praticar a desobediência civil no combate à doença com ideias negacionistas.

Além do mais, quem forçou a realização de eleições no ano passado foi o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, quando prefeitos, governadores, senadores e deputados federais queriam o adiamento.

O governo (do estado) e MPE fizeram campanhas cerradas pedindo que as pessoas não se aglomerassem, usassem máscaras, álcool em gel, sabão e água à vontade. Isto sem falar na imprensa de um modo geral que tem sido agressiva na informação sobre contaminados e mortos.

O governador só não pode obrigar as pessoas a fazerem o que deve ser feito. Ninguém é criança para ser levado pela mão. Ele faz a parte dele, façamos a nossa!

“Não torcerás o juízo, não farás acepção de pessoas, nem tomarás suborno, porquanto o suborno cega os olhos dos sábios e perverte as palavras dos justos”. (Moisés, o príncipe do Egito)

. A EMURB, cujas indicações foram criticadas, é o setor da prefeitura que mostra serviço, que mais trabalha.

. Administrar é tapar buracos, manter a cidade limpa, cuidar da educação, saúde, transporte, esporte e cultura…e não cobrar propinas de empresários e prestadores de serviços.

. O governador Gladson Cameli, sempre bem avaliado, se mantendo acima da média, chega bem em 2022.

. Atenção:

. Partidos políticos procuram cidadãos e cidadãs que desejam concorrer nas próximas eleições para deputado estadual e federal.

. A intenção é completar as chapas para reeleger os que já estão lá e, se possível, eleger um novato que seja bom de voto.

. Os que aceitarem serão contemplados com um pouco de recursos para a campanha e, perdendo, estarão debaixo do guarda-chuvas do partido.

. Só não aceitam qualquer pé rapado que mal tem o voto dele; é necessário bagagem eleitoral.

. Os mais requisitados são suplentes, ex-deputados estaduais, federais, ex-prefeitos e ex-vereadores.

. Ex-vices (de qualquer coisa) também servem, mas precisam provar que têm, ao menos, uma cuia de votos.

. Vamos lá, Evandro Cordeiro!

. Tempos difíceis; como diz o Martinello: Bicudos!

. “Feliz a pessoa que suporta a provação o Senhor a livrará no dia da angústia”.

. “Nunca apoie sua vida no dinheiro, poder e fama porque o buraco é mais embaixo, a porta é estreita e o caminho apertado”. (Anunciava um profeta no Tik Tok).

. Cuida do corpo e da alma irmão, que a coisa tá braba!

. Bom dia!

Anúncios

Coluna do Astério

Religião e política, onde se situa Jesus?

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Bolsonaro e a síndrome do Adão!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Por quem os sinos dobram?

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

O Jair, a ciência e maldição de Cassandra!

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas