Conecte-se agora

Gladson responde críticas de Dom Joaquín: “tenho Deus no coração”

Publicado

em

Cameli diz que respeita opinião de Dom Joaquín, mas pede que ele verifique a situação da Itália

O governador Gladson Cameli (Progressistas) respondeu em entrevista ao Gazeta Alerta nesta quarta-feira, 03, às críticas da carta do Bispo Dom Joaquín Pertíñez, onde afirma que recebeu a notícia do decreto do Governo do Acre “com estupor, indignação e impotência, mas que a igreja irá obedecer”.

Ao Bispo, Cameli disse que respeita a opinião, mas cutucou e pediu para que Dom Joaquín verifique a situação da Itália. “Eu respeito a opinião dele. Sou católico e cristão, mas ele como é descendente de italiano, que dê uma verificada com o que aconteceu na Itália, que é país de 1º mundo. Aqui é um país de 3º mundo, mas tem um governador que é determinado e que não vai colocar em risco as vidas das pessoas não. Como eu tenho Deus no meu coração e tenho fé, vamos mover montanhas, mas vamos tirar o povo dessa situação”, disparou o governador.

Na carta, o líder da Igreja católica no Estado diz ainda que o que aconteceu em outros lugares não serviu de lição e questiona se após as festas de fim de ano, campanhas eleitorais e aglomerações sem a devida fiscalização e punição e a decisão de priorizar a economia acima das vidas humanas os “justos vão pagar” pelos pecadores graças a Incompetência, descaso e falta de responsabilidade.

Em relação às críticas acerca da decisão do Comitê Acre Sem Covid-19 que colocou o Acre na faixa vermelha, Cameli citou o aumento no números de casos, internações e os óbitos para justificar a medida e afirmou que não aceita espaço para politização.

“Eu tenho uma prioridade que sempre deixei claro que é salvar vidas e proteger as pessoas. Eu estou tentando evitar que o pior aconteça e isso que estou fazendo. Se houver um colapso na rede pública de saúde, não teremos condições de receber pacientes. Estamos no limite do limite. Não vou medir esforços”, afirmou.

Em outro trecho, Cameli destacou a ajuda do Estado com o Reffis e deu um recado bem duro para os empresários acreanos e as entidades como Acisa. “Não me venham politizar ou fazer politicagem brincando com as vidas das pessoas, que eu não irei permitir”, exaltou.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas