Conecte-se agora

Com previsão de lockdown, Acre deve decretar home office em 100% para o serviço público

Publicado

em

O governador Gladson Cameli fez diversas reuniões com setores da economia e equipe de governo neste final de semana para tomar novas decisões a respeito da pandemia de covid-19 que vem castigando os acreanos. De acordo com o Boletim da Secretaria de Saúde, o número de infectados subiu de 48.347 para 48.467 nas últimas 24 horas e o total de óbitos já são 867 pessoas.

Com as UTIs da região do Juruá e Alto Acre lotadas e com o Into em Rio Branco colapsando, o Estado trabalhar na edição de mais um decreto determinando que todos os servidores públicos das áreas não essenciais trabalhem no modo home office (em casa) a partir da próxima terça-feira, dia 2. Outra medida que está sendo estudada é a possibilidade do aumento das restrições com relação a bares, lanchonetes e restaurantes, aumentando o horário de fechamento das atividades presenciais a partir das 18h até às 6h da manhã. O decreto vigente restringe o funcionamento das 22h até às 6h.

Caso a situação piore ainda mais, a medida restritiva deverá ser substituída até mesmo por lockdown, o chamado fecha tudo já a partir de sexta-feira, dia 5. Tudo vai depender dos números da pandemia no Estado e das decisões que serão tomadas na reunião do comitê Acre sem Covid-19 que está marcada para a próxima quinta-feira, dia 4.

Até o momento, o Acre registra 136.130 notificações de contaminação pela doença, sendo que 86.859 casos foram descartados e 804 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 40.155 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 182 pessoas seguem internadas.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas