Conecte-se agora

E se a compra privada fosse possível, quanto custaria a vacina contra a Covid-19?

Publicado

em

A aquisição privada da vacina contra a Covid-19 virou assunto no Acre após o Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sinspjac) anunciou que entrou em contato com a Embaixada da Rússia para demonstrar interesse em adquirir doses da vacina produzida naquele país.

Para que isto aconteça, é necessário que os laboratórios tenham doses suficientes para atender o mercado privado e que haja autorização do Ministério da Saúde e a vacina seja aprovada pela Anvisa.

A Rússia tem uma vacina com trâmite de aprovação em andamento na Anvisa. A Sputnik V que tem o laboratório brasileiro da União Química como responsável no país. Outra vacina na fase 3, Covaxin, que é produzida na Índia e que tem a Precisa Medicamentos como parceira.

Mas se as vacinas forem aprovadas pela Anvisa e o Ministério da Saúde autorize a comercialização privada, quanto uma pessoa precisaria gastar para se imunizar?

Uma dose da vacina russa Sputnik V sai por cerca de 12 dólares cada dose, o equivalente a aproximadamente R$ 65 reais levando em conta a cotação do dólar nesta quarta-feira, 27. Já para a vacina indiana, o preço é mais salgado. A dose sai por 40 dólares, o que significa R$ 216,40. É importante ressaltar que dependendo da eficácia do imunizante são necessárias duas doses, o que representa valores em dobro de cada vacina em caso de aquisição particular.

Os valores foram repassados ao presidente do Sinspjac, Isaac Ronaltti, que declarou que viaja para São Paulo onde vai se reunir com responsáveis pelo consórcio privado da Covaxin.

Anúncios

Cotidiano

Visitantes são presos ao tentar enviar celulares para detentos do presídio de Sena Madureira

Publicado

em

Uma visitante recebeu voz de prisão ao ser flagrada por policiais penais portando três aparelhos de celulares. Ela estava na portaria do presídio Evaristo de Moraes, na manhã desta sexta-feira (5).

Somente esta semana, houve três apreensões de celulares junto com os objetos enviados aos presos, que não recebem visita por conta da pandemia.

De acordo com os policiais, a mulher, que foi levada à delegacia para os procedimentos cabíveis, compareceu para fazer a entrega de objetos a um interno. Ao fazer o procedimento padrão de revista dos pertences, os homens da lei encontraram os aparelhos celulares escondidos.

O uso de telefones no interior dos presídios é terminantemente proibido por lei, mas nos últimos dias, várias visitantes estão sendo flagradas tentando driblar a fiscalização.

Outra tentativa dos infratores manter contato com os presos é jogando os celulares por cima da muralha, mas, também nesses casos, os policiais fazem o bloqueio pois mantém vigilância  nas guaritas 24 horas por dia.

Via Radar 104

Continuar lendo

Cotidiano

Condutores que solicitaram CNH ao Detran começam a receber documento nesta sexta

Publicado

em

Começa nesta sexta-feira, 5 , a entrega das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) que foram solicitadas ao Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) antes do fechamento total das unidades, ou por meio do site do órgão.

A ação será realizada a partir da tarde desta sexta, de forma agendada por meio do site do Detran/AC. O órgão informa que para quem já solicitou a CNH, pagou as taxas e aguardou o período de confecção do documento, é necessário apenas agendar dia e hora para retirada, por meio site do Detran, e no dia marcado comparecer com documento oficial de identificação.

“A única etapa presencial é o recebimento do documento, o que, para evitar aglomerações, precisa ser agendado pelo site. O horário de entrega será apenas das 13h30 às 16h”, explica Elisângela Brasil, chefe da Divisão de Atendimento ao Público – Habilitação do Detran.

No site www.detran.ac.gov.br é possível solicitar a CNH definitiva, Permissão Internacional para Dirigir e a segunda via da CNH, clicando-se na aba de Serviços.

Continuar lendo

Cotidiano

Comerciantes afetados pelas cheias dos rios podem ter conta de luz negociada no Acre

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas.com

O presidente da Energisa, José Adriano Mendes Silva, informou ao presidente da Associação Comercial Marcello Moura, que a empresa estuda uma forma de negociação com os empreendedores que tiveram seus estabelecimentos atingidos pelas cheias do Rio Acre e dos Igarapés. O anúncio é uma resposta à solicitação feita pela Acisa em favor desse grupo.

“Viemos até a Acisa, primeiro para colocar nossa empresa à disposição dos nossos empreendedores. Depois para informar ao presidente Marcello Moura que estamos estudando uma forma de negociação com os empresários que tiveram seus estabelecimentos atingidos pelas águas. Nós somos parceiros e queremos encontrar a melhor forma para minimizar o sofrimento do nosso povo”, afirmou José Adriano, segundo nota publicada pela Acisa.

Para garantir a negociação, a Acisa fará um levantamento dos estabelecimentos que foram atingidos e encaminhará para a Energisa para que seja apresentada uma proposta. A ideia é facilitar o pagamento, evitando cortes, de maneira que os empreendedores possam pagar a conta de energia.

Marcello Moura lembrou que os empreendedores enfrentam muitas dificuldades e precisam de todo apoio. “Nós visitamos os estabelecimentos, conversamos com os empresários e solicitamos esse apoio da Energisa. Hoje estamos recebendo a confirmação que teremos uma negociação especial para o pagamento da conta de energia. Um gesto de quem acredita e apoia o empreendedorismo”, explicou.

Durante a visita, os representantes das duas entidades, discutiram ainda possibilidade de parcerias futuras para beneficiar os empreendedores. “A Energisa é uma parceira do comércio acreano”, finalizou José Adriano.

(Acisa)

Continuar lendo

Cotidiano

Escritora acreana Roberta Marisa lança o livro “À Beira” nesta sexta-feira (5)

Publicado

em

A artista e escritora acreana Roberta Marisa lança nesta sexta-feira, 5, o livro “À Beira”, sua primeira publicação, produzida pela editora Saramago, com incentivo da Lei Aldir Blanc, contemplado no edital de Arte e Patrimônio, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM).

O lançamento vai ocorrer por meio de uma live, com convidados especiais, na próxima sexta-feira, às 18h, nas redes sociais do @studiopapoula.

O livro já está disponível na versão física e pode ser adquirido diretamente com a autora pelo telefone 68 98110-5906 ou online através dos endereços: studiopapoula.com.br e loja.editoraalbatroz.com.br/a-beira.

Escrito inteiramente à mão, com pontuação nua, quase vulgar à língua, exagerado como a súplica das cartas que nunca alcançaram seus amores, o livro “à beira” surge para compartilhar os desejos que um dia tivemos guardar.

Sobre a obra

A personalidade exposta em cada palavra, e ainda a importância de escrever a mão em um mundo cada vez mais digital, convida os leitores a sentirem a poesia com mais calma e presença. Afinal, em uma realidade hiperconectada, é normal que a escrita à mão venha perdendo o seu valor e uso. Entanto, as letras formadas no papel resgatam o tradicionalismo literário na tentativa de criar uma identidade autenticamente pura e emocional, com manchas de nanquim que revelam a vulnerabilidade dos sentimentos.

A inspiração dos temas vem dos amores não correspondidos, da solitude dos tempos pandêmicos, do desejo e da coragem de nadar pelo impossível.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas