Conecte-se agora

Por graça recebida, aposentada adorna a imagem de São Sebastião há mais de 30 anos

Publicado

em

A história da Festa de São Sebastião, em Xapuri, é repleta de personagens que ganharam, no curso dos anos, grande identificação com um dos maiores eventos religiosos do Acre. A aposentada Mariete Costa é uma dessas figuras.

Moradora de Rio Branco, a devota é presença certa todos anos ao redor da imagem do santo. Ela é, por iniciativa própria, a responsável pelo trabalho de adornar o andor do mártir cristão para a grande procissão, que este ano será convertida em carreata.

Como pagamento de uma promessa, ela se dedica há mais de 30 anos a preparar a imagem do santo padroeiro para o momento alto da celebração. A cada festa, ela faz um arranjo diferente, traz novos materiais da capital e o resultado é sempre o mesmo.

A graça recebida de São Sebastião Mariete não revela totalmente, mas deixa entender que se relaciona com um problema de saúde vivido há muitos anos por sua mãe, a doceira e também devota do santo, Adelina Morte, já falecida.

“Preparar a imagem de São Sebastião para a procissão é uma coisa que eu faço com muita alegria e que pretendo continuar fazendo enquanto vida eu tiver”, afirma com um sorriso de gratidão, após fazer um percurso de joelhos dentro da igreja.

Este ano, Mariete mais uma vez cumpriu com o seu compromisso de deixar a imagem de São Sebastião pronta para a carreata de logo mais. Ela lamentou a excepcionalidade causada pela Covid-19, e pediu que o padroeiro de Xapuri afaste a pandemia do mundo.

“Eu peço que São Sebastião nos proteja e nos livre dessa pandemia, intercedendo a Jesus que acabe com essa doença, não apenas aqui, mas em todo o mundo, para que nós possamos voltar a ter a vida que tínhamos”, rogou.

A carreata que conduzirá a imagem de São Sebastião por um percurso parecido com o da procissão sairá da igreja às 16 horas. No encerramento, o pároco Francisco das Chagas abençoará, de cima do carro, os participantes.

Anúncios

Acre

‘Chega de frescura, de mimimi. Vão ficar chorando até quando?’, diz Bolsonaro sobre pandemia

Publicado

em

Por

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira que é preciso parar de “frescura” e “mimimi” com a pandemia de Covid-19 e questionou até quando as pessoas ficarão “chorando”. Para Bolsonaro, é preciso “enfrentar nossos problemas”. O novo coronavírus já matou quase 260 mil brasileiros, e a mortes estão em alta, batendo recordes nos últimos dias.

A declaração ocorreu durante inauguração de um trecho da ferrovia Norte-Sul, em São Simão (GO). O presidente elogiou produtores rurais por terem continuado trabalhando durante a pandemia e questionou em seguida “onde vai parar o Brasil se nós pararmos”, em referência a medidas que estão sendo tomadas por governadores e prefeitos em todo o país para diminuir a circulação de pessoas, em uma tentativa de frear o avanço da Covid-19.

Na quarta-feira, o Brasil bateu, pelo segundo dia consecutivo, o recorde de registros de mortes em 24h. Foram 1.840 óbitos contabilizados pelas secretarias estaduais de saúde. A média móvel dos últimos sete dias também bateu um novo recorde: 1.332. É o quinto dia consecutivo em que isto ocorre.

Nesta quinta, Bolsonaro disse lamentar as mortes, mas afirmou que “tem que ter uma solução”.

— Até quando vão ficar dentro de casa, até quando vai se fechar tudo? Ninguém aguenta mais isso. Lamentamos as mortes, repito, mas tem que ter uma solução. Tudo tem que ter um responsável.

Depois, negou que privilegie a economia em detrimento da saúde e afirmou que a economia é importante inclusive para compras vacinas:

— Lamento as mortes, repito. Antes que comecem a falar por aí, essa imprensa, que eu estou ignorando mortes e pensando em economia. Por que vocês não ouvem falar de vacina em países da África? Ou em alguns países aqui da América do Sul? Porque não tem dinheiro. Não tem economia, então não tem vacina. Se nós destruirmos nossa economia, podem esquecer um monte de coisa.

‘Apelo’ a governadores e prefeitos

Bolsonaro fez um “apelo” a governadores e prefeitos contra o fechamento de comércio e disse que “o povo quer trabalhar”:

— Eu apelo aqui, já que me foi castrada a autoridade, para (que) governadores e prefeitos repensem a política do fechar tudo. O povo quer trabalhar! Venham para o meio do povo, conversem com o povo! Não fiquem me acusando de fazer aglomeração, aqui tem aglomeração, em todo lugar tem.

Para o presidente, toda atividade que ajuda no sustento das pessoas é essencial:

— A grande maioria tem que trabalhar. Quando se fala essa em “essa atividade é essencial, aquela não”. Atividade essencial é toda aquela necessária para o chefe de família levar o pão para dentro de casa, porra.

Continuar lendo

Cotidiano

Tico Santa Cruz, Israel Novaes e outros artistas fazem show para ajudar o Acre

Publicado

em

A nova rede social Clubhouse estará mais movimentada na noite desta quinta-feira (4) com a realização do show beneficente de artistas nacionais em favor das famílias afetadas pelas enchentes dos rios e que sofrem com a Covid-19 e outros dramas no Estado do Acre.

O show promoverá a campanha SOS Acre, realizada pelo Ministério Público do Acre, em parceria com o Tribunal de Justiça do Acre.

O show é organizado pelo Brazilian In Clubhouse e vai reunir a partir das 20 horas artistas nacionais para em nome da música pedir solidariedade e ajuda para o estado, são eles: De Maria, Delão / Fica Comigo, Fantine, Israel Novaes, João Klein, Kell Smith, Matheusinho, Nina, Rodrigo Sepultura, Tico Santa Cruz, Zoo.

Além dos músicos, a sala contará com a participação de moderadores que estão na organização do evento, e alguns recados importantes de outros artistas, entre eles, a acreana Gleici Damasceno, que junto ao coordenador do Voz das Comunidades, Rene Silva, foi responsável em iniciar a mobilização de artistas de todo o Brasil para divulgarem a campanha SOS Acre.

Do Acre também participam as cantoras Lina Grasiela e Iana Sarquis, que foram idealizadoras da Live Solidária, que reuniu artistas acreanos em show na semana passada, com o mesmo intuito.

Continuar lendo

Cotidiano

Governador aguarda resultado de novo exame de Swab e segue sem sintomas de Covid-19

Publicado

em

O boletim médico do governador Gladson Cameli divulgado nesta quinta-feira, 4, informa que Cameli está aguardando resultado de novo exame de Swab que realizou para saber se ainda está com o vírus presente no organismo e avaliação clínica.

Enquanto isso, o chefe do Palácio Rio Branco segue recebendo acompanhamento médico domiciliar. O governador também passará por uma nova tomografia pulmonar para avaliar a ocorrência ou não de comprometimento do órgão. “Os marcadores inflamatórios demonstram estabilidade”, diz o boletim.

Além disso, o governador segue sem febre ou quaisquer outros sinais e sintomas clínicos e laboratoriais de alarme, como atesta o médico responsável, Marcos Parente.

Gladson está em isolamento desde a última segunda-feira, quando recebeu resultado positivo para Covid-19. A primeira-dama Ana Paula Cameli e o filho Guilherme também passaram por exames, mas não testaram positivo para a doença.

Continuar lendo

Cotidiano

Gonzaga pede que aprovados da PM sejam convocados para vagas de bombeiros

Publicado

em

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga (PSDB), voltou a cobrar nesta quinta-feira (4) a contratação dos aprovados do cadastro de reserva da Polícia Militar do Acre (PM/AC) que não foram convocados no final de fevereiro para os quadros do Corpo de Bombeiros do Acre.

Gonzaga, que foi o primeiro parlamentar a sugerir a contratação dos aprovados no cadastro de reserva da PM pelo Corpo de Bombeiros, chegou a receber em seu gabinete no final do ano passado uma comissão dos aprovados da PM e Associação dos Bombeiros para tratar sobre a convocação dos candidatos para o quadro da Segurança Pública do Estado.

“Essa foi uma pauta que tratei em outubro do ano passado com representantes do cadastro de reserva que me procuraram para propor essa ideia”, disse o deputado.

Segundo Luiz Gonzaga, ele levará o assunto para conhecimento do próprio governador do Acre, Gladson Cameli (PP), Procuradoria-Geral do Estado, Tribunal de Contas do Estado e vai apresentar a possibilidade aos colegas deputados.

“Assim que o governador estiver recuperado, sentarei junto com ele para retomar essa agenda positiva. Como primeiro-secretário da Aleac buscarei a viabilidade legal da proposta junto a PGE e o Tribunal de Contas para que possamos juntos conquistar mais essa vitória”, disse.

A convocação dos aprovados no concurso da PM para ocupar o quadro do Corpo de Bombeiros seria uma forma de contratar os candidatos que aguardam há mais de dois anos pelo chamamento e também reforçar o efetivo do Corpo de Bombeiros no estado.

Gonzaga explica que os candidatos que buscam ser convocados para o Corpo de Bombeiros já fizeram todos os exames pedidos no edital, além de já terem cumpridos a investigação social.

“Esta foi uma forma encontrada pelos candidatos e que irei levar ao governador Gladson e aos colegas deputados para que os aprovados do concurso da PM sejam convocados e o quadro do Corpo de Bombeiros, que está defasado, seja reforçado. Esses jovens precisam ser convocados para reforçar a segurança, já que foram aprovados e cumpriram todas as etapas do edital”, disse Gonzaga.

A comissão do cadastro de reservas dos aprovados no último concurso da PM/AC apoiam a proposta que será encaminhada pelo deputado Luiz Gonzaga (PSDB) ao Executivo para contratar os candidatos da PM nas vagas que restam para o Corpo de Bombeiros do Acre.

Confira a nota da comissão:

Nota de Esclarecimento e Apoio

A respeito das matérias jornalísticas sobre o eventual aproveitamento parcial do cadastro de reserva da PM para repor parte do efetivo no CBMAC:

Declaramos que na impossibilidade da convocação de todos para a PMAC, apoiamos a designação dos concursandos para o cargo de Soldado Bombeiro Militar, no quantitativo que atenda a conveniência da Administração Pública Estadual, a partir de critérios definidos previamente pelo Governo do Acre.

Ambas as instituições, PMAC e CBMAC, encontram-se com alto déficit de efetivo. O CBMAC atualmente tem pouco mais de 50 soldados, e menos de 500 homens e mulheres no total, embora o efetivo legal esteja fixado em 1865. Em ambas as instituições as demandas só aumentam, e o efetivo real só diminui.

O aproveitamento do CR PMAC para uma ou ambas as instituições trará ao estado economia, celeridade na reposição de efetivos e ganho à sociedade acreana, considerando que o CR tem todas as 5 fases anteriores ao curso de formação de soldados já concluídas.

Agradecemos às autoridades públicas de todos os Poderes, e às associações militares, interessadas e envolvidas na causa, pois mostram preocupação com o interesse público.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas