Conecte-se agora

2018, um ano revelador

Publicado

em

José Adriano*

Para alguns, o ano de 2018 trouxe alegrias. Para outros, tristezas. Mas nem assim foi menos importante. O cenário político previa mudanças e muitas incertezas no Acre. Enquanto uns transbordavam euforia, outros eram só melancolia.

De defesas apaixonadas ao longo de décadas pelo grupo político que saía de cena, passamos a ouvir, desde então, confissões de amor contido, revelando-se, como que por encanto, pelos que subiam ao poder em 7 de outubro daquele ano.

“Eu sei, e estou certo na fé, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda”, escreveu o apóstolo Paulo na epístola aos Romanos, capítulo 14, versículo 14.

Mas isso seria só o início do desnude e cair de máscaras que veríamos nos meses seguintes, pautados pelos discursos de mágoas e invejas, impregnados de muita hipocrisia, de manipuladores e manipulados. Fomos alcançados por essa avalanche de descobertas, que se revelou em pessoas mais distantes e, até mesmo, em amigos próximos e amantes apaixonadas.

Tudo parecia roteiro de um filme com desfecho anunciado. Só não conseguimos enxergar a tempo por nos recusar a crer no óbvio. O convívio próximo e o assédio confundiam os nossos sentidos.

Pouco mais de dois anos se passaram desde o dia em que fomos confrontados com a realidade dolorosa de saber que o ser humano só vale o equivalente ao limite do interesse do seu interlocutor. A ambição e a ganância revelam o caráter dos fracos, colocando em dúvida as relações entre os considerados parceiros.

Mas há também o lado positivo. Quando tudo isso é exposto, ficam cristalinas a verdadeira amizade, empatia, coragem e gratidão, o que torna necessário, embora indesejável, que essas situações precisem acontecer para que seja possível um recomeço, um renascer de um novo ciclo ou dinastia.

“Pois onde estiver o cadáver, ali se ajuntarão os abutres.”(Mt 24:28).

Muita gente já deve ter se esquecido, mas enfrentamos inúmeras adversidades impostas por essa mudança. Mesmo assim, digo que valeu a pena enfrentar e combater a falta de caráter, o perfil ambicioso daqueles que vendem a alma e os amigos para cair nas graças de seus conquistadores.

Com a sentença em segunda instância de todos os processos judiciais – nove ao todo -, que apelavam e esperavam confundir as multidões, podemos, então, comemorar e, enfim, nos voltar somente para a construção de “Novos Tempos”, na defesa dos micro e pequenos empresários, que são a verdadeira “Força da Indústria” deste estado.

São empreendedores que, durante 26 anos, estiveram excluídos do acesso ao segundo andar do nosso prédio na sede da Federação das Indústrias do Estado Acre (FIEAC). São pessoas segregadas sutilmente por um único e minúsculo elevador que selecionava e intimidava os visitantes, numa demonstração de privacidade ou exclusividade só vista pelo alto clero nos regimes imperialistas.

“Tende paz entre vós”, escreveu, sabiamente, o apóstolo Paulo em I Tessalonicenses, 5:13.

Não posso negar que todo esforço enaltece e engrandece os vencedores. Por isso, não deixo de cumprimentar os adversários pela oportunidade que nos deram de trazer à luz todas essas almas que se camuflavam nas sombras da mentira e da ingratidão.

Aos que lutaram nessa trincheira da verdade e da retidão de caráter, que adoeceram ou padeceram durante a batalha, até mesmo os que apoiaram em silêncio e a distância sem sucumbir às tentações do adversário, rendo todas as homenagens, reconhecimento e eterna gratidão.

Ainda temos muito a fazer e a realizar. E seguiremos com o nosso propósito de contribuir para o fortalecimento do setor industrial acreano e da Amazônia, com o desenvolvimento da nossa região, sempre olhando para frente e sem esquecer dos aprendizados conquistados nas lutas superadas.

*José Adriano é empresário e presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC)

Destaque 6

Bolsonaro: ‘Se eu estivesse no comando, não tinha morrido tanta gente’

Publicado

em

Por

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, no sábado (24), que se estivesse coordenando o combate à pandemia, o país teria registrado menos mortes.

O presidente citou o “tratamento precoce”, que não tem comprovação contra Covid-19 e defendeu a autonomia dos médicos.

“Se eu estivesse coordenando a pandemia não teria morrido tanta gente. Você fala de tratamento inicial. A obrigação do médico, em algo que ele desconhece, é buscar amenizar o sofrimento da pessoa e o tratamento off label”, afirmou.

Bolsonaro utilizou o fato de que o  Supremo Tribunal Federal (STF) possibilitou que estados e municípios decretem medidas de combate à Covid, para justificar omissão na pandemia.

Durante a conversa com apoiadores, o chefe do Executivo federal ainda voltou a atacar vacinas.

“Agora, qual país do mundo faz acompanhamento de quem tomou vacina? Tem gente que está sofrendo efeito colateral, o que está acontecendo? A CoronaVac ainda é experimental e tem gente que quer tornar obrigatória”, afirmou.

De acordo com Bolsonaro, a vacina tem que ser “facultativa”. “Me chamam de negacionista por isso”, disse.

Fonte:  Diário de Pernambuco

Continuar lendo

Destaque 6

Com hat-trick de Bruno Henrique, Flamengo aplica 5 a 1 no São Paulo

Publicado

em

O Flamengo goleou o São Paulo por 5 a 1, no Maracanã, neste domingo, e pôs fim a uma sequência de quatro anos e nove jogos sem vencer o adversário. A estrela da noite foi o atacante Bruno Henrique, autor de três gols – Gustavo Henrique e Wellington (contra) completaram, e Arboleda descontou para os paulistas.

A última vitória do Flamengo sobre o São Paulo havia acontecido em 22 de outubro de 2017, pelo Campeonato Brasileiro. Desde então, foram três empates e seis vitórias da equipe paulista.

Oito minutos. Este foi o tempo que Bruno Henrique levou para fazer três gols e virar o placar para o Flamengo. O atacante ainda havia marcado antes, mas o árbitro anulou ao assinalar toque no braço do jogador. Escolhido o craque da partida, Bruno pediu música no Fantástico: “Bilhete Premiado”, do MC Kevin.

Continuar lendo

Destaque 6

Tribunal de Contas da União alerta sobre tentativa de golpe

Publicado

em

O Tribunal de Contas da União (TCU) alerta a sociedade, em especial os servidores aposentados, sobre um golpe em curso envolvendo o nome do TCU.

Nele, estelionatários se passam por servidores do Tribunal e informam às vítimas que elas têm valores a receber decorrentes de perdas financeiras referentes ao Plano Collor.

Como condição para que a vítima receba o dinheiro, o criminoso exige um depósito bancário, antecipado, em conta bancária apontada por ele.

“O Tribunal esclarece que, em hipótese alguma, entra em contato direto com cidadãos exigindo depósitos bancários. Boa parte das ocorrências de golpe tem sido contra servidores aposentados, que parecem ser as vítimas preferidas dos criminosos”, alerta o TCU, pedindo que caso a pessoa receba alguma ligação do tipo, desconfie. “Não passe seus dados pessoais ou entregue qualquer valor. As falsas instruções dadas na ligação devem ser ignoradas e o contato deve ser denunciado à polícia”.

Continuar lendo

Destaque 6

Presidente do BNDES trará comitiva ao Acre para discutir parcerias

Publicado

em

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, desembarca no Acre nesta segunda-feira, 26, para discutir parcerias e projetos com o governo do Acre e os municípios.

Montezano e sua equipe farão uma série de visitas não apenas Rio Branco, mas Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Assis Brasil, entre outras cidades do Acre oferecendo parcerias para iniciativas de desenvolvimento em diversos setores, como, por exemplo, agropecuária sustentável e saneamento básico.

Segundo informações, a visita do presidente do BNDES durará até sexta-feira, 30, e tem como principal motivo as concessões de saneamento em diversos Estados brasileiros, inclusive nas regiões Norte e Nordeste, atraindo investimentos e recursos aos municípios.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas