Conecte-se agora

Com vitória de Bocalom, encerra-se ciclo de quatro vitórias petistas

Publicado

em

De mero coadjuvante do processo eleitoral de Rio Branco no início da campanha, o paranaense de nascimento Sebastião Rodrigues Bocalom foi apontado como fora do segundo turno nas primeiras pesquisas de intenção de voto, mas acelerou na reta final e atropelou a todos os adversários se tornando o grande vencedor da eleição.

O crescimento do criador do lema “Produzir para Empregar” e folcloricamente conhecido no estado como “o homem da vaca mecânica” foi tão avassalador que ele já poderia ter sido eleito no primeiro turno, não fossem os meros 0,42% do total de votos que o impediram de liquidar antecipadamente a fatura.

A vitória de Bocalom, que enfrentou grandes desafios para manter a sua candidatura, entre ele a oposição do próprio Gladson Cameli, também do PP, que optou por apostar na reeleição da atual prefeita, Socorro Neri, do PSB, quebrou um ciclo de duas reeleições de prefeitos petistas em Rio Branco.

O PT havia vencido de maneira seguida as eleições de 2004 e 2008, com Raimundo Angelim, e em 2012 e 2016, com o engenheiro civil Marcos Alexandre, que se afastou em 2018 para disputar o governo do estado, entregando a prefeitura para a atual gestora, Socorro Neri.

Assim que teve a vitória confirmada, Tião Bocalom concedeu entrevista ao ac24horas. Entrevistado pelos jornalistas Marcos Venícios, Luís Carlos Moreira Jorge e Astério Moreira, ele disse que não vai lotear cargos e que respeita o governador Gladson Cameli, mas não aprova algumas de suas maneiras de fazer política.

O prefeito eleito de Rio Branco nasceu em Bela Vista do Paraíso (PR), em 18 de maio de 1953. Começou sua carreira na vida política nos anos 1980, como vereador em Nova Olímpia (PR). No Acre desde 1988, onde atua como servidor público, Tião foi prefeito do município de Acrelândia, vizinho a Rio Branco, por três mandatos.

Aos 67 anos, Tião Bocalom é professor formado em Matemática, pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Mandaguari (Fafiman), e em Ciências Físicas e Biológicas, pela Faculdade de Ciências Físicas e Biológicas de Umuarama (PR). Nas Eleições 2020, concorreu pela coligação Produzir para Empregar (PP/PSD). Sua vice é Marfisa de Lima Galvão (PSD).

Destaque 7

Justiça acata denúncia do MP e homem que matou a esposa vai responder por crime torpe

Publicado

em

A 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco e Auditoria Militar acatou a denúncia do Ministério Público do Acre (MPAC) contra Hitalo Marinho Gouveia, 33 anos, preso ao confessar ter matado a esposa Adriana Paulichen, 23 anos, com duas facadas e por estrangulamento no dia 9 de julho em Rio Branco.

O crime ocorreu dentro da própria loja de roupas de Adriana, na rua Senador Kairala, no bairro Estação Experimental. Desde então, Hitalo Marinho segue preso no Complexo Penitenciário de Rio Branco. A defesa tentou um pedido de liberdade, mas a justiça negou.

A denúncia, assinada pelo promotor de Justiça Efrain Mendoza Filho, aponta crime torpe contra mulher por razões do sexo feminino (feminicídio), com recurso que dificultou a defesa da vítima.

“A ação do denunciado tomou por base a torpeza, visto que suas ações são imorais, vergonhosas, repudiadas moral e socialmente, e demonstram com clareza a depravação espiritual do agente. Matou a vítima por esta não aceitar suas traições. Importa ainda destacar que o crime foi praticado dentro do ambiente familiar, valendo-se das relações domésticas, visto que a vítima era esposa do denunciado. O crime foi cometido na presença do filho da vítima, um bebê de poucos meses de idade, que levará consigo esse trauma ao longo de toda a sua vida, carregando o estigma de que seu pai executou de forma fria e perversa sua mãe”, destaca o promotor

De acordo com informações repassadas pela polícia na época, a vítima estava dentro da loja quando foi surpreendida pelo marido que de posse de uma faca, desferiu vários golpes nas costas da vítima, que ainda foi estrangulada na frente do filho de seis meses.

Segundo a polícia, o marido relatou que na noite anterior ao crime, ele foi agredido e esfaqueado por Adriana e foi parar no Pronto-Socorro de Rio Branco (Huerb), mas alega que mesmo com as agressões ele nunca prestou queixas contra a mulher.

Após o crime, o marido acionou a advogada e confessou o crime à Polícia Militar do Acre (PMAC). A área foi isolada para os trabalhos do perito em criminalística e, em seguida, o corpo da jovem foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame cadavérico.

Continuar lendo

Destaque 7

Bolsonaro virá ao Acre em meio a motociatas pelo estado encabeçadas por Marcia Bittar

Publicado

em

O presidente da República Jair Bolsonaro está com data marcada para vir ao Acre na segunda quinzena deste mês de agosto. A vinda do presidente será em meio a uma série de motociatas que estão sendo organizadas em prol do mesmo, que estão sendo encabeçadas pela pré-candidata ao senado pelo Acre, Marcia Bittar.

Já estão marcadas motociatas a serem realizadas em sete cidades acreanas no decorrer deste mês. A primeira será no próximo dia 7 de agosto pela região do Alto Acre. As cidades Epitaciolândia e Brasileia serão palco da motociata.

No dia 12, será em Tarauacá. No dia 14 de agosto, será a vez das cidades Rodrigues Alves e Mâncio Lima. Já no dia 15 deste mês, será na cidade de Feijó.

Segundo divulgação do senador Marcio Bittar em suas redes sociais, o presidente Bolsonaro tem participado de eventos por todo o Brasil. “Aqui no Acre a Marcia Bittar e equipe estão organizando uma agenda de eventos em apoio ao presidente e a democracia”, escreveu. A presença do presidente está prevista para a segunda quinzena de agosto em Rio Branco.

Continuar lendo

Destaque 7

Jéssica Sales garante apoio para análise de certificação de café

Publicado

em

A parlamentar confirmou para este ano, R$ 1 milhão, destinado a implantação do primeiro laboratório físico-químico de análise de café no estado. O anúncio do investimento, ocorreu durante visita à Universidade Federal do Acre – Campus Floresta, em Cruzeiro do Sul.

De acordo com dados do IBGE, em 2019, o Acre foi considerado o segundo maior produtor de café da região norte, ocupando a quinta posição em produtividade do país e a segunda da região Norte, com destaque para a alta produção no alto Acre. Nesse viés, o Vale do Juruá começa a despontar no cenário econômico no cultivo de grãos.

No município de Mâncio Lima, estima-se que até 2024, os produtores alcancem a marca de 1 milhão de pés de café clonal plantados. Um investimento cada vez mais consolidado, dentro da agricultura familiar empreendedora. Para se ter uma ideia da rentabilidade, uma saca de café no Brasil, varia em média de R$480 a R$550, dependendo da região, qualidade e cotação diária do dólar.

Com a instalação do Laboratório de análise da qualidade do café, pela UFAC, as chances de potencializar a cafeicultura em todo o Acre é ainda maior. Segundo o professor de agronomia, Leonardo Tavella, responsável pela condução do experimento em Cruzeiro do Sul, “os clones demonstraram boa adaptação às condições locais e a partir da correta análise em laboratório, será possível agregar maior qualidade e, consequentemente, maior lucro ao produto, se tornando dessa forma, uma referência em todo o estado, a partir da adoção de manejos corretos para o cultivo do café. Portando, esse apoio da deputada Jéssica chega em momento bastante oportuno para consolidarmos o sucesso dessa cultura no Acre”.

Conhecedora a fundo dos desafios da economia acreana, Jéssica Sales, acredita que, fortalecer a agricultura é o primeiro passo para tornar o Acre um estado forte e independente. Por isso, no orçamento de 2021, a parlamentar indicou cerca de 24 milhões para agricultura.

“Ninguém começa sem ter um incentivo, dos grandes sonhos saem as grandes realizações. Por isso, sou fiel apoiadora da agricultura, porque acredito que os pequenos agricultores podem se tornar grandes produtores e colaborar para o fortalecimento da economia do nosso Estado, sendo capaz de tornar nossa região autossustentável”, garantiu Jéssica Sales, que ao longo dos dois mandatos já destinou mais R$ 65 milhões, para fortalecer a agricultura no Acre.

Continuar lendo

Destaque 7

Rendimento da soja no Acre deve superar média nacional

Publicado

em

Conforme a estimativa de junho do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgada neste mês de julho pelo IBGE, a safra acreana de grãos, cereais e leguminosas deve alcançar o recorde de 131,7 mil toneladas em 2021. Pelo quarto mês consecutivo, há alta na estimativa mensal.

Os destaques são aos aumentos da produção soja, que sobe 133,5%, do milho 2ª safra (133,5%) e do milho 1ª safra (13,4%).

As previsões registram também um crescimento no rendimento médio (quilograma por hectare) desses produtos em relação a 2020: soja (13,8%) e do milho 1ª safra (9,8%).

E o rendimento médio da soja no Acre, que é de 3.602 quilos por hectare, deverá superar em mais de 9% a média Brasil (3.280 kg/ha) em 2021.

Os dados foram trabalhados pela equipe técnica do Observatório do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas