Conecte-se agora

Bocalom é eleito prefeito de Rio Branco e quebra hegemonia dos partidos de esquerda na Capital

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

O progressista Tião Bocalom, dono do slogan “Produzir para Empregar”, confirmou aquilo que os números das pesquisas de intenção de voto adiantaram e se concretizou prefeito eleito de Rio Branco com 62,93% dos votos neste domingo (29). Com 100% das urnas apuradas, a vitória de Bocalom quebra uma hegemonia de 16 anos de liderança de partidos com ideologia de esquerda. Até então, o último gestor eleito fora da bolha esquerdista na capital acreana havia sido Flaviano Melo (MDB).

Mais de 40 mil votos afastaram a adversária Socorro Neri (PSB) da vitória, que marcou 37,07% e 61.792 votos. Mais de 256 mil rio-branquenses puderam voltar às urnas neste domingo para escolher o prefeito na condição de segundo turno nas eleições municipais de 2020. Paranaense natural de Bela Vista do Paraíso, Bocalom Sebastião Bocalom Rodrigues, de 67 anos, é professor formado em matemática e tentava pela sétima vez assumir a prefeitura da capital ou governo do estado politicamente.

Prefeito de Acrelândia por três vezes, este ano teve de enfrentar a falta de apoio do governador do estado, Gladson Cameli, que pertencia ao seu mesmo partido, na disputa pela capital do Acre. Tendo como vice a ex-deputada Marfisa Galvão, trabalhou sob o apoio do senador Sérgio Petecão (PSD). Antes de romper aliança política com Gladson Cameli, Bocalom chegou a assumir a Empresa de Assistência Técnica Extrativista Rural do Acre (Emater).

No segundo turno, ele contou com o apoio dos candidatos Roberto Duarte (MDB), Jamyl Asfury (PSC) e Minoru Kinpara (PSDB). O professor iniciou sua vida política nos anos 80, ainda no Paraná. No Acre, tendo a zona rural como um carro-chefe de seu projeto de governo, o prefeito eleito garante a valorização do homem do campo.

Entre seus projetos de governos, estão a implantação de uma “Bacia Leiteira”, com objetivo de abrir mais de 2 mil vagas de trabalho, melhoramento dos ramais e implantação do terceiro turno no atendimento fito nas unidades básicas de saúde, garantindo ampliá-lo até às 22h.

Destaque 4

Mais 25 candidatos do cadastro reserva da PM podem ser chamados pelo governo

Publicado

em

O governo do Acre poderá convocar maia 25 pessoas que se encontram na posição de cadastro reserva no último concurso da Polícia Militar do Estado (PMAC). A informação foi levantada após reunião ocorrida entre o secretário de planejamento e gestão, Ricardo Brandão e o deputado estadual Roberto Duarte (MDB) e representantes dos candidatos

O cadastro de reserva Rafael Rocha declarou que o governador Gladson Cameli garantiu que deve, de fato, convocá-los. “Disse que convocaria todos do cadastro. Só queremos saber qual a real situação para não nos iludirmos”.

O parlamentar Roberto Duarte destacou que irá seguir apoiando os candidatos para que sejam chamados e efetivados.
“Agradeço o atenção do secretário em nos receber e em ser bastante transparente. Continuarei na luta para assegurar a convocação dos integrantes do cadastro de reserva”.

Já o secretário Brandão afirmou que o governo está obedecendo o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, mas que deve chamar 25 pessoas. “Não temos como garantir que todos serão convocados”, afirmou, ressaltando que em caso de previsão orçamentária e vagas, o estado não será impedido de convocar.

Continuar lendo

Destaque 4

Quadro de distribuição pega fogo e princípio de incêndio é controlado em prédio da SEPA

Publicado

em

Um princípio de incêndio no prédio da Secretaria de Produção e Agronegócio (SEPA) foi controlado na manhã desta terça-feira, 27, após o quadro de energia do local pegar fogo.

O susto aconteceu na sede provisória, localizada na Avenida Ceará, para onde os servidores foram levados, já que a sede, que fica na Estação Experimental, passa por reforma.

As informações de servidores dão conta de que o quadro de distribuição já tinha apresentado problema no dia de ontem e acredita-se que a causa tenha sido carga excessiva, com a instalação de diversos equipamentos no prédio como computadores, impressoras, bebedouros e ar condicionado.

Apesar das chamas terem provocado correria de servidores, não houve dificuldades para controlar o incêndio, já que atingiu apenas o quadro de distribuição.

Continuar lendo

Destaque 4

Farda da PM do Acre será azul e Comando diz que aquisição depende de licitação

Publicado

em

O comandante-geral da Polícia Militar do Acre, Coronel Paulo César Gomes, revelou na manhã desta segunda-feira, 26, que a mudança de cor do uniforme operacional, do caqui para o azul escuro, chamado internamente de “azulão”, não tem data específica para acontecer. O Acre conta com 2.300 militares nos 22 municípios. “Ainda não. A ideia seria que fosse no início do ano. Tem a questão do processo licitatório”, declarou.

Segundo a corporação, a mudança do fardamento faz parte de um processo de resgate histórico da identidade visual da PMAC, que foi em parte perdida com o passar dos anos e as transformações estruturais que a corporação sofreu.

A implantação do uniforme ocorreu em 1974, de lá pra cá, esta é a terceira vez que a PMAC decide mudar a cor do uniforme. O objetivo, além de se modernizar, é construir efetivamente uma identidade visual valorizando as raízes.

De acordo com o governo, o “azulão” já é a cor do uniforme de quase um terço das polícias militares estaduais de todo o Brasil, sendo que oito das 27 unidades da federação, três delas da região Norte, adotam a cor no uniforme oficial. A mudança proposta pelo novo RU não vai gerar aumento de despesas, uma vez que, segundo a lei, o Estado já é obrigado a fornecer dois uniformes por ano a cada policial. O comando da PM pretende fazer a substituição paulatinamente.

Continuar lendo

Destaque 4

Produtor de cervejas artesanais, acreano inova e cria vinho de açaí em sua residência

Publicado

em

Com colaboração do jornalista, Altino Machado

Imagina tomar um vinho de açaí? Se alguns não imaginam o sabor, o servidor público, Marcos Júnior, já sabe como é. Marcos, que é um degustador e produtor de cervejas artesanais, teve a ideia de produzir um vinho de açaí em sua residência, após começar a produção de um hidromel com amora.

Para escapar da Lei nº 7.678, de novembro de 1988, que dispõe sobre a produção, circulação e comercialização do vinho e derivados da uva e do vinho, o servidor público teve a ideia de chamar o vinho de açaí de “pajuari”, que é uma espécie de bebida estimulante usada pelos indígenas a partir de frutas fermentadas. Tecnicamente, de acordo com a legislação, o termo “legal” seria “fermentado de açaí”, mas o que ele produz é realmente “vinho de açaí”.

Em uma entrevista ao jornalista, Altino Machado, Marcos explicou como tem sido a experiência na produção do “pajuari”. No Instagram, o servidor público tem um perfil do vinho de açaí Florisa: @florisavinhos.

“Após alguns anos produzindo cerveja artesanal em casa, inclusive com uso de frutas regionais em fruit beers, passei a tentar produzir hidromel, o qual também permite a adição de frutas. Após produzir um hidromel com amora que ficou bem interessante, resolvi testar o açaí! Nos testes iniciais, em janeiro deste ano, já vi que o produto teria um potencial para algo semelhante a um vinho tinto de uva, mas com as características próprias do açaí: aroma intenso de frutas roxas, boa acidez e reminiscências de madeira, castanhas e terrosidade. A partir disso, comecei a fazer pequenos ajustes (e ainda ajustando) nos lotes subsequentes, e atualmente vejo que duas versões ficaram bem boas: uma com um pouco de açúcar residual e outra mais seca. O açaí é um fruto maravilhoso e, para mim, foi uma grande satisfação ter conseguido vinificar e produzir um vinho de boa qualidade com ele”, afirmou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas