Conecte-se agora

Alunos do Ifac de Rio Branco representam o Acre em final de olimpíada nacional

Publicado

em

O campus Rio Branco do Instituto Federal do Acre (Ifac) teve duas equipes representando o estado na etapa final da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), realizada em novembro. A competição contou com a participação de mais de 17 mil equipes de todo o país, sendo 71 do Acre.

A fase final da olimpíada teve 421 equipes classificadas sendo somente duas do estado do Acre, a “IFHIS Dino” e a “Iluministas Lunashawn” que terminaram com a medalha de Honra ao Mérito. Ao todo, foram entregues 40 medalhas de bronze, 30 de prata, 20 de ouro e medalhas de cristal (honra ao mérito) para todas as outras 331 finalistas.

No Ifac, o campus Rio Branco entrou na 12ª ONHB com 25 equipes, conforme explicou a professora de história, Flávia Alves, responsável pelas equipes. Ela comentou sobre a importância do evento para o aprendizado dos alunos.

“A ONHB é um projeto incrível, os alunos se envolvem, pesquisam, debatem e se encantam pela História brasileira. As provas são riquíssimas em informações, nos possibilitam uma ampla reflexão histórica e isso provoca um grande amadurecimento nos discentes.”

A 12ª ONHB ocorreu entre os meses de setembro e novembro de 2020, com 69,8 mil inscritos de todo país. Assim como vem ocorrendo com a maioria dos eventos, devido à pandemia, nessa edição todas as fases foram realizadas on-line, com a premiação transmitida pelo Youtube.

“Estou muito feliz por ter participado dessa edição, por ter conseguido estar entre os finalistas e também pela grande experiência e conhecimento que a olimpíada me proporcionou. Em nome da minha equipe, digo que estamos mais que lisonjeadas com todos esses meses de estudos e debates e com a nossa classificação!”, compartilhou a aluna Franceline Amorim, integrante dos “Iluministas Lunashawn”.

A estudante Janyne de Lima participou da competição pela primeira vez. Ela integrou a equipe “IFHIS Dino” e disse que chegar na final foi uma surpresa. “Foi uma experiência gratificante e ficamos alegres com nosso resultado e por representar o Acre. Valeu a pena o esforço e experiência, só temos a agradecer nossa professora Flávia pelo incentivo e ajuda.”

Os alunos finalistas estudam nos cursos técnicos Integrados ao Ensino Médio em Edificações e em Redes de Computadores do Ifac.

A ONHB é um projeto de extensão da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC), por meio do edital de Olimpíadas Científicas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Anúncios

Cotidiano

Em fase vermelha, Brasiléia adota medidas para conter avanço de casos de Covid-19

Publicado

em

A Prefeitura de Brasiléia e a Secretaria Municipal de Saúde tem buscado soluções para tentar conter o avanço do novo coronavírus, o número de casos, internações e mortes pela doença que nos últimos dias ligou o alerta em todo o Acre, fazendo com que a regional do Alto Acre regredisse para a faixa vermelha. 

A mudança de faixa foi anunciada em uma coletiva pelo governador Gladson Cameli na sexta-feira, 22, segundo os dados do Comitê Especial de Acompanhamento da pandemia no estado. 

Na fase vermelha, o município de Brasiléia terá que seguir as medidas cautelares e preventivas, conforme publicada no Diário Oficial do Acre na próxima segunda-feira (25), para evitar a proliferação do vírus, protegendo e salvando a vida dos munícipes, permitindo apenas o funcionamento das atividades essenciais. 

Entre as ações de contenção e combate ao coronavírus a equipe da Vigilância em Saúde estará realizando uma blitz de conscientização na cidade, verificando se os estabelecimentos estão seguindo os protocolos de saúde e segurança no trabalho conforme a Organização Mundial de Saúde.

Durante a entrevista para à rádio CBN de Rio Banco, o secretário municipal de Saúde, Joãozinho Melo, destacou que o sistema de saúde e o Hospital Regional do Alto Acre estão com uma grande demanda de casos.

“Tudo que for necessário para diminuir o alto índice de contaminação nós iremos fazer. Tenho certeza que todos os municípios da regional vão fazer sua parte também para conter a pandemia, é muito importante que a população tenha consciência e faça a sua parte, essa não é apenas uma responsabilidade do poder público e sim de cada cidadão”, afirmou.

O Secretário de saúde alertou ainda para a importância do uso de máscara em todos locais de acesso público que é obrigatório, o respeito ao distanciamento entre as pessoas, lavar as mãos, usar álcool em gel e evitar aglomerações.

Continuar lendo

Cotidiano

Câmara realizará Sessão Extraordinária para aprovar nomes de nova diretoria da Emurb

Publicado

em

A Câmara Municipal de Rio Branco terá sua primeira Sessão Extraordinária da 15° Legislatura, a sessão será realizada nesta segunda-feira (25) às 9h através da plataforma zoom.

O objetivo da sessão é a deliberação das nomeações para composição da Diretoria da Empresa Municipal de Urbanização – EMURB.

Os vereadores deverão avaliar as indicações dos engenheiros José Assis Benvindo, Engenheiro Civil, para ocupar o cargo de Diretor Presidente, Aluízio Antônio Veras, Engenheiro Elétrico, para o cargo de Diretor Administrativo e Financeiro e o Engenheiro do Petróleo, Civil e de Produção, Alex Plácido da Costa, para o cargo de Diretor de Operações.

A mesa diretora da Câmara já enviou a convocação a todos os vereadores, bem como os currículos para melhor apreciação da biografia e diplomas de cada profissional.

Continuar lendo

Acre

MPF debate o combate ao racismo estrutural nos serviços de vigilância privada no Acre

Publicado

em

Órgãos públicos, representantes da sociedade civil e da classe empresarial participaram da reunião

Como parte do procedimento administrativo que acompanha o combate ao racismo estrutural na atividade de vigilância privada no Acre, foi realizada no início desta semana uma reunião no auditório do Ministério Público Federal do Acre (MPF), que organizou o evento.

Coordenado pelo procurador da República Lucas Costa Almeida Dias, o evento tinha o objetivo de discutir, em caráter preventivo, medidas para erradicar qualquer tipo de discriminação pela vigilância em estabelecimentos privados e públicos no Estado do Acre e contou com representantes de órgãos públicos que atuam na área, representantes de grupos de representatividade da sociedade civil e de entidades privadas que representavam contratantes de serviços de vigilância orgânica ou terceirizada.

Os órgãos públicos presentes (Polícia Federal, Defensoria Pública da União e Estadual e Ministério Público do Acre) explanaram sobre suas atribuições nos casos de crimes de discriminação, bem como traçaram um panorama institucional nos âmbitos estadual e nacional sobre a ocorrência deste tipo de crime.

A advogada e pesquisadora Cláudia Maria de Oliveira apresentou os conceitos de racismo estrutural e institucional, e demonstrou como o Brasil foi moldado pelo racismo, de tal forma que somos educados para ignorar e naturalizar o racismo, o que inclui políticas e práticas públicas que visam o “embranquecimento” da população e afastam a humanização entre as pessoas.

O procurador de Justiça Sammy Barbosa foi enfático ao afirmar que não há que se falar mais em casos isolados a cada vez que uma situação de discriminação ou violência ocorre contra pessoas em razão de sua cor, credo ou orientação sexual, reforçando o conceito de racismo estrutural que foi identificado como principal causa destes fatos.

Durante a reunião, que aconteceu presencialmente e por meio da internet, os representantes das classes comerciais puderam expressar suas propostas para incluir elementos antirracistas dentro das instituições privadas.
Em comum acordo, os representantes da classe empresarial Adem Araújo da Silva, Marcello Henrique Esteves de Moura, Rômulo Rocha e Jorge Paulo Brunno afirmaram que todos os clientes devem ser tratados com respeito e igualdade e se declararam disponíveis para execução de projetos de capacitação dos funcionários, com participação dos representantes das associações que atuam em defesa dos direitos humanos.

Como encaminhamento da reunião, foi proposta a criação de agenda de combate ao racismo, com as seguintes propostas aceitas pela classe empresarial: os empresários devem tratar, na esfera contratual, do estabelecimento de cláusulas de rescisão contratual nos casos em que houver práticas racistas, deve haver capacitação dos funcionários, juntamente com os movimento sociais, devem ser criados e promovidos, nos estabelecimentos privados, ouvidorias internas e campanhas para fomentar denúncias de casos de racismo.

Também foi aprovado como encaminhamento da reunião a criação de protocolo entre órgãos públicos e empresas para o combate ao racismo nos estabelecimentos privados.

Continuar lendo

Cotidiano

Centro de Línguas convoca alunos a informarem interesse na volta às aulas

Publicado

em

O Centro de Estudo de Línguas (CEL) está convocando os alunos matriculados a manifestarem interesse no retorno às atividades escolares.

O edital de convocação foi publicado esta semana no Diário Oficial.

Devido à pandemia da Covid-19, as aulas presenciais foram suspensas em março de 2020. De acordo com a coordenadora geral do CEL, Kellen Duarte, a convocação visa atender os alunos matriculados no primeiro semestre de 2020, em um dos oito módulos de um dos cursos de línguas, na sede no CEL ou nos Núcleos de Estudo de Línguas (NELs) de Rio Branco. “Sabemos que alguns podem optar por não retornar, daí a necessidade de remanejamentos ou junções de turmas após a manifestação de retorno confirmada”.

Para manifestar interesse no retorno às aulas, o aluno deverá, entre 8 de fevereiro e 3 de março, acessar o link https://sistemas2.ufac.br/cel_academico/cadastro/manifestacao_interesse/1/, informar o número de CPF cadastrado na matrícula e confirmar outras informações.

O aluno poderá, ainda, fazer o processo presencialmente, na secretaria do CEL, localizado na Avenida Getúlio Vargas, 3030, bairro Bosque. Ao confirmar o desejo no retorno, ele estará concordando em participar das aulas na forma presencial, mas isso não elimina a possibilidade das aulas virtuais. Isso dependerá das orientações da Secretaria de Educação, baseadas nos decretos do Governo do Estado, conforme o andamento da pandemia.

Não haverá oferta de novas vagas neste primeiro semestre de 2021, pois, segundo a coordenadora geral, o compromisso é atender ao aluno matriculado em 2020 e que deseja continuar seus estudos. Por isso, os alunos devem dar bastante atenção às datas e ler atentamente o edital, pois a perda dos prazos pode acarretar na não continuidade do curso neste semestre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas