Conecte-se agora

Abate de bovinos no Acre cai pelo 5º ano consecutivo

Publicado

em

Maioria das empresas apresenta uma redução de até 50% no abate por falta de matéria-prima, diz sindicato

O abate de bovinos entre janeiro e outubro de 2020 está com potencial de apresentar uma redução de 15% este ano em comparação com os números de 2019. O dado foi repassado pelo Segundo o Sindicato das Indústrias de Frigoríficos e Matadouros do Estado do Acre (Sindicarnes/AC), considerando a análise fornecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

De acordo com o Sindicarnes, o setor de indústrias frigoríficas vem atravessando a maior crise dos últimos anos. “Grande parte dessas empresas está com redução de 50% no abate por falta de matéria-prima, que são o boi, a vaca e a novilha. A saída de gado em pé para outros Estados tem gerado sérios prejuízos ao setor. Há três anos saem bezerros do Acre que eram para estar sendo abatidos já neste ano”, relata.

Conforme a indústria local, além dos bezerros, têm saído bois para serem abatidos no Amazonas, o que agrava ainda mais a crise. “É importante ressaltar que grande parte desse gado (bezerros/boi gordo) sai de forma irregular do Estado, o que exige uma ação enérgica do Governo do Acre para combater a evasão fiscal”, afirmam os empresários.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas