Conecte-se agora

Apenas 9,2 mil crianças foram vacinadas contra a paralisia infantil no Acre este ano

Publicado

em

No Brasil, cerca de 7 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra a paralisia infantil. Até o momento, da população-alvo estimada de 11,2 milhões, somente 4 milhões (20,31%) foram vacinadas contra a poliomielite.

No estado do Acre, foram vacinadas, até o momento, cerca de 9,2 mil crianças contra a pólio, o que corresponde a apenas 14,4% do público-alvo, que é de 64,1 mil crianças de 1 a menores de 5 anos de idade em todo o estado.

Com o conceito ‘Movimento Vacina Brasil. É mais proteção para todos’, a ação teve início em 5 de outubro e se encerra no final do mês, simultaneamente à campanha de multivacinação, que visa atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Nesta última são ofertadas todas as vacinas do calendário nacional de vacinação. A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina, oferecida durante todo o ano nos 42 mil postos de saúde distribuídos pelo país.

“O Brasil reafirma o compromisso internacional assumido de manter o país livre da poliomielite, com a realização da Campanha Nacional de Vacinação, que vai até o final de outubro. No entanto, as coberturas vacinais municipais ainda são heterogêneas, podendo levar a formação de bolsões de pessoas não vacinadas, possibilitando a reintrodução do poliovírus”, disse o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

Para ter o esquema vacinal completo é preciso que as crianças sejam imunizadas com quatro doses, administradas aos dois e quatro e seis meses de idade e mais dois reforços, aos 15 meses e aos quatro anos. Depois disso, a criança deve comparecer aos postos de saúde para tomar a dose de campanha anualmente, até completar cinco anos de idade.

A vacina é recomendada mesmo para as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia. Para crianças com infecções agudas, com febre acima de 38ºC ou com hipersensibilidade a algum componente da vacina, o Ministério da Saúde recomenda aos pais que consultem um médico para avaliar se a vacina deve ser aplicada. A vacina é extremamente segura e possui eficácia de imunização entre 90% e 95%.

POLIOMIELITE

O Brasil está livre da poliomielite desde 1990 e, em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem em seu território.

Entretanto, ainda existem países endêmicos detectando casos da doença, Paquistão e Afeganistão, que registraram, em 2020 (até 20/10) um total de 132 casos de poliomielite. Por isso, a vacinação é fundamental para que casos de paralisia infantil não voltem a ser registrados no Brasil.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

O Brasil é referência mundial em vacinação e o Sistema Único de Saúde (SUS) garante à população brasileira acesso gratuito a todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Atualmente, são disponibilizadas pela rede pública de saúde de todo o país 18 vacinas para crianças e adolescentes no Calendário Nacional de Vacinação, para combater mais de 20 doenças, em diversas faixas etárias.

Com informações do Ministério da Saúde.

Cotidiano

Substituição de geladeiras avança entre alagados do Envira/Tarauacá e Purus

Publicado

em

Cerca de 300 famílias de Feijó ganharam geladeira após as enchentes dos rios da região no começo de 2021. Em Tarauacá, 40 geladeira foram repassadas no âmbito da campanha SOS Acre, do Ministério Público Estadual.

Tarauacá e Feijó sofreram duramente com as alagações e ainda tentam se recuperar dos impactos. As geladeiras são doadas pela Energisa, que mantém programa de eficiência energética.

Nesta 2a quinzena de junho ao menos 50 geladeiras serão trocadas em Santa Rosa do Purus, informou a concessionária.

O presidente da Energisa Acre, José Adriano Mendes Silva, comentou sobre a importância desse tipo de ação que visa ajudar as famílias.

“É uma grande satisfação ajudar as famílias que passaram pela alagação. Levando equipamentos novos e eficientes a quem mais precisa. Dessa forma a Energisa Acre está contribuindo com as famílias acreanas que passaram por situações adversas nas áreas alagadas”, comentou.

A troca dos equipamentos é apenas uma das ações realizadas Projeto Nossa Energia, que é parte do Programa de Eficiência Energética da Energisa Acre, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Para ser contemplada a família precisa ter: cadastrados na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) e/ou serem moradoras de bairros/comunidades de vulnerabilidade socioeconômica; estarem conectados à rede básica de energia; estarem adimplentes com a conta de energia e terem equipamentos (geladeiras e lâmpadas) antigos para serem substituídos.

Continuar lendo

Cotidiano

Municípios tem até 20 de junho para confirmar dados de vínculos ao governo

Publicado

em

Os municípios precisam realizar trimestralmente a confirmação dos usuários vinculados no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), através do Sistema de Informação do Serviço de Convivência (Sisc).

O sistema se destina ao acompanhamento e ao monitoramento da gestão do serviço de convivência, onde é conferida a participação dos atendimentos realizados no percurso de três meses aos usuários vinculados.

A área técnica de Assistência Social alerta que o prazo para confirmação deste trimestre no Sisc é até o dia 20 de junho. Sendo assim, os Municípios precisam se atentar aos prazos para o não comprometimento dos repasses. Ressalta-se ainda a importância deste monitoramento no percurso trimestral, sendo que a próxima alimentação será em setembro de 2021. Para o acesso e a confirmação, os Municípios podem acessar fazer o login para a confirmação através do link https://aplicacoes.mds.gov.br/sisc/auth/index.php.

De acordo com a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais (SCFV), esse é um serviço realizado na proteção social básica, desenvolvido através dos grupos de acordo com o ciclo de vida de seus usuários e organizado a partir de percursos, tendo em vista que é um serviço no âmbito da proteção social básica e atua na complementaridade ao trabalho social do PAIF, buscando prevenir a ocorrência de situações de risco social.

O SCFV deve ser referenciado a um Centro de Referência de Assistência Social (Cras), que, por meio da avaliação técnica da equipe que acompanha os casos, realiza os encaminhamentos dos usuários ao acesso ao serviço.

Se os Municípios não confirmarem a participação dos usuários no sistema, o mesmo pode ser prejudicado, uma vez que a alimentação e a confirmação garantem a regularidade do repasse trimestral para o bloco da proteção social básica, vinculado à oferta do SCFV.

(Com CNM)

Continuar lendo

Cotidiano

Municípios do Alto Acre começam a vacinar a partir dos 50 anos contra Covid-19

Publicado

em

Brasiléia já vacina pessoas sem comorbidades a partir dos 50 anos desde a última quinta-feira (10). Em Xapuri, a imunização desse público foi iniciada no dia seguinte, sexta-feira (11).

Assis Brasil anunciou para a segunda-feira (14) o começo da vacinação para o público em geral de 55 a 59 anos, passando para as faixas de 50 a 54 no dia 17/6 e de 45 a 49 no dia 21/6.

Epitaciolândia também já começou a vacinação a partir dos 50 anos de idade, baixando as faixas em cinco anos a cada três ou quatro dias, segundo informou o prefeito Sérgio Lopes.

A recomendação da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) é para que a cada três dias a vacinação possa avançar a uma nova faixa etária caso seja atingido o índice de 75% do público da anterior.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) já foram distribuídas aos municípios do Alto Acre 24.755 doses de imunizantes contra a Covid-19, das quais 18.098 foram aplicadas.

Até o momento, Brasiléia aplicou 6.278 doses, Xapuri 4.677, Assis Brasil 3.050 e Epitaciolândia 4.093. Os números, no entanto, podem ser maiores, por conta dos dados ainda não inseridos no sistema.

O Portal de Informações sobre o Combate à Covid-19 no Acre informava, até este domingo (12), que o Sistema do Ministério da Saúde estava com problemas na contabilidade de doses aplicadas.

Continuar lendo

Cotidiano

Divulgada a relação de aprovados para agente de pesquisa por telefone do IBGE

Publicado

em

O Diário Oficial da União desta segunda-feira (14) divulga a relação de aprovados no concurso de agente de pesquisas por telefone. Eles vão atuar no próximo Censo Demográfico.

As atribuições desse pesquisador são coletar informações, via telefone, com segurança, presteza e atenção garantindo fidedignidade das informações; realizar a coleta utilizando roteiros e scripts planejados, assistido por sistema computacional, visando a captar e a dirimir dúvidas quanto aos dados fornecidos; seguir as medidas protocolares de prevenção e de proteção à saúde determinadas pelo IBGE; utilizar os equipamentos de proteção individual (EPIs) distribuídos pelo IBGE e executar outras demandas apresentadas.

O edital com o resultado e a homologação pode ser acessado aqui: https://www.in.gov.br/web/dou/-/edital-de-11-de-junho-de-2021-resultado-final-e-homologacao-do-processo-seletivo-simplificado-325650877

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas