Conecte-se agora

Acre pede apoio logístico do exército para transportar pontes que serão usadas no interior

Publicado

em

Em Brasília, o governador Gladson Cameli se reuniu na manhã desta terça-feira, 6, com integrantes do Departamento de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro para pedir apoio logístico em relação a três pontes metálicas que foram doadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Cameli conta que as pontes vem de cidades como Jardinópolis (SP), Ponta Grossa (PR) e Iaçu (BA).

O governador revelou que as pontes serão encaminhadas aos municípios de Xapuri, Sena Madureira e Rodrigues Alves para levar melhorias à população.

Acre 01

Em Campo Grande, Gladson diz que adotará APP de emprego do Mato Grosso do Sul no Acre

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli, está em Campo Grande para conhecer o modelo de gestão do governo de Mato Grosso do Sul. Nesta segunda-feira (6), ele foi recebido na Governadoria pelo governador Reinaldo Azambuja, que compartilhou as boas práticas adotadas na gestão pública ao longo dos últimos anos, que garantiram a Mato Grosso do Sul posição de destaque no cenário nacional.

“Somos o 6º Estado mais competitivo do Brasil, o 1° do Centro-Oeste. Estamos em 1° lugar no ranking nacional que mede investimentos per capita. Temos a 5ª menor taxa de desemprego do País e também a terceira menor de desocupação, de acordo com o IBGE. Na segurança, somos o Estado que mais esclarece homicídios. E na saúde, temos destaque na vacinação contra a Covid-19”, exemplificou Reinaldo Azambuja.

Em reunião com a participação dos secretários Jaime Verruck, da Secretaria Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, e Eduardo Rocha, da Secretaria de Governo e Gestão Estratégica, Reinaldo Azambuja também apresentou ao colega do Acre os programas de destaque em Mato Grosso do Sul nas áreas social, econômica e de desenvolvimento sustentável.

Projetos como o Prosseguir, Caravana da Saúde, Alfabetiza MS, Mais Social, MS Mais Seguro, Campão Cultural e MS+Esporte foram explicados à Comitiva do Acre. Programas de destaque na Infraestrutura também foram ressaltados. Governo Presente, plano de investimentos em rodovias, melhorias em aeroportos, expansão de ramais da MSGás, ampliação da rede de saneamento da Sanesul e revitalização do Parque dos Poderes estão entre eles.

Um dos destaques na reunião foi o aplicativo MS Contrata+, da Fundação de Trabalho de Mato Grosso do Sul, que facilita o contato de pessoas em busca de emprego com empresários que ofertam vagas. O governador Gladson Cameli se interessou pela ferramenta e disse que vai levar o modelo para o governo do Acre. (Governo do Mato Grosso do Sul).

Continuar lendo

Acre 01

Jarude rebate Bocalom e mostra que recebeu R$ 2 mil de diárias e prefeito ficou com R$ 48 mil

Publicado

em

O vereador Emerson Jarude (MDB) usou as redes sociais nesta segunda-feira, 6, para rebater a fala do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, sobre as viagens com diárias.

Em entrevista ao Boa Conversa, exibido pelo ac24horas na última sexta-feira, 3, o prefeito ironizou as críticas do parlamentar acerca das suas viagens. Na entrevista, Bocalom afirmou que as viagens são em busca de investimentos para Rio Branco.

Nas redes, o emedebista mostra que fez apenas uma viagem com diárias, sendo essa, com valor cortado pela metade. Jarude, que é vereador desde 2016, recebe o valor em diárias como servidor público e não de parlamentar, ou seja, recebe apenas R$ 493,26 ao invés de R$ 939,54 como outros colegas parlamentares recebem.

Na imagem divulgada pelo parlamentar, ele faz uma comparação com as suas diárias e as do prefeito.

No levantamento, Bocalom até está presente data, realizou 12 viagens, recebendo portanto 48,5 dias de diárias, ou seja, 48.705,38, dando o valor médio de diária em R$ 1004, 23, enquanto Jarude recebeu R$ 2,7 mil com uma viagem desde do início do ano. .

“A diária dele é R$ 900, a minha é só R$ 800…” Em entrevista ao @ac24horas na última sexta-feira, essa foi a desculpa do prefeito Bocalom para justificar suas viagens improdutivas em 2021”, afirmou.

“Fake News, a gente combate com a verdade. 📰 Prefeito, eu faço questão de lhe apresentar os números de VERDADE”, acrescentou o emedebista.

Continuar lendo

Acre 01

Falta de cuidado pode passar manutenção do Canal da Maternidade ao governo

“vamos voltar a ter os restaurantes e locais para passear com os animais”, diz governo

Publicado

em

Diante a inúmeras reclamações de moradores por falta de iluminação e limpeza ao longo do Canal da Maternidade, em Rio Branco, o governo do Acre pretende assumir a manutenção do local.  A informação foi repassada pelo secretário de Infraestrutura, Cirleudo Costa, ao ac24horas, nesta segunda-feira (6).

A pasta deverá propor ao governador Gladson Cameli (Progressistas) que a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra) passe a cuidar da manutenção do Canal, que deveria ser executada pela prefeitura da capital.

“Vou propor que o governo assuma os cuidados do Canal da Maternidade, vamos fazer uma pavimentação no local, mudar iluminação e praças de alimentação”, explicou à reportagem.

Cirleudo garantiu que já tem um projeto para apresentar ao governador em relação de como será executado a administração. Segundo ele, uma empresa deverá assumir os cuidados formados em contrato. “A empresa que vai fazer manutenção, regar a vegetação, manter o local limpo. Vamos voltar a ter os restaurantes, locais para passear com os animais, fazer uma praça de inclusão social. Vamos ter o nosso canal organizado e tem como fazer”, ressaltou.

Continuar lendo

Acre 01

Temendo nova variante ômicron, Gladson volta atrás e decide cancelar festividades de réveillon

Publicado

em

Temendo a possível chegada da variante ômicron no Acre, o governador Gladson Cameli (Progressistas) declarou ao ac24horas neste domingo, 5, que bateu o martelo e decidiu não mais realizar as festividades do tradicional réveillon, na Gameleira, em Rio Branco, conforme anunciado anteriormente.

O chefe do executivo explicou que uma das razões que motivou a desistência é os dados da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), onde aponta um aumento do número de casos da Covid-19.

De acordo com os números, o mês de novembro fechou com 163 casos, uma alta em relação aos últimos três meses. Já o número de mortes, se manteve em baixa, tendo sido registrado no mês passado apenas 3 óbitos.

Porém, Gladson afirmou que a desistência do réveillon nada tem haver com pressão política. “Eu não vou colocar a vida das pessoas em risco, não vou cancelar por pressão. Mas também não quero correr riscos de que depois o pior possa acontecer”, ressaltou.

Questionado se pretende cancelar o carnaval, em fevereiro de 2022, Cameli disse que deverá esperar que o número de casos da doença venha ou não se propagar, contudo, a princípio, não pretende cancelar o evento. “O carnaval eu não vou cancelar não, quem não tomou a vacina é bom tomar”, encerrou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas