Conecte-se agora

Alto Acre supera 3.000 casos e 50 mortes por Covid-19

Publicado

em

Os mais recentes números relacionados ao avanço da pandemia do novo coronavírus no Acre, divulgados nesta segunda-feira, 14, no Boletim do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), mostram que os quatro municípios da regional do Alto Acre concentram 12,5% das infecções por covid-19 do estado.

Juntos, Assis Brasil, Brasiléia, Xapuri e Epitaciolândia acumulam 3.286 casos da doença com o registro de 54 mortes. Os números altos são reflexo da grande incidência do coronavírus na região. Dos quatro municípios, apenas Epitaciolândia não está entre os primeiros colocados em casos por grupo de 100 mil habitantes. Assis Brasil e Xapuri são os dois primeiros e Brasiléia o quarto.

Individualmente, Brasiléia tem 1.152 casos; Xapuri 1.082; Assis Brasil 560 e Epitaciolândia 492. Assis Brasil é a cidade de maior incidência (7.550,2 casos por 100 mil habitantes) e de maior mortalidade (121,3/100.000 habitantes). O município da tríplice fronteira é menos populoso da regional, com 7.534 habitantes, segundo estimativa do IBGE para 2020.

Mas as notícias não são apenas ruins. O número de altas médicas nos quatro municípios também é elevado, aproximando-se ou superando os 90%. Outro dado positivo é que desde a última sexta-feira, 11, não há internações por covid-19 nas unidades hospitalares da regional – hospital Raimundo Chaar, de Brasiléia, Epaminondas Jácome, em Xapuri, e unidade mista de Assis Brasil.

Em todo o Acre, até o momento, são 66.555 casos notificados, tendo sido 40.367 (60,7%) casos descartados, 26.176 (39,3%) confirmados e 12 seguem aguardando resultado de exame laboratorial por PCR no Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux.

Nesta segunda-feira, 14, foram confirmados mais 10 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus no estado, mas que não houve novos registros de óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas. O número oficial de mortos pela doença no Acre desde a chegada da pandemia permanece em 640.

Anúncios

Acre

Prefeitos do Alto Acre recebem primeira remessa de vacinas

Publicado

em

Os prefeitos dos municípios que compõem a regional do Alto Acre – Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia e Xapuri – receberam durante a tarde desta terça-feira, 19, as primeiras doses da vacina CoronaVac, uma das duas autorizadas pela Anvisa para a campanha emergencial contra vírus causador da Covid-19.

O caminhão que fez o transporte do imunizante para Alto Acre deixou a primeira carga em Xapuri, onde o prefeito Ubiracy Vasconcelos se recupera da doença. No município, a vacinação será iniciada apenas na quinta-feira, 21.

De Xapuri, o caminhão seguiu para Epitaciolândia, onde foi recepcionado pelo prefeito Sérgio Lopes e comitiva.

“A vacina, no momento, representa esperança, vidas que serão poupadas através da imunização e não queremos mais perder para a Covid-19”, disse o gestor.

A primeira pessoa a ser vacinada no Alto Acre foi uma funcionária da saúde municipal de Epitaciolândia.

Em seguida, o caminhão da Sesacre partiu para o município vizinho, onde foi recepcionado pela prefeita Fernanda Hassem e funcionários da Saúde municipal.

Em Brasiléia, a primeira dose da vacina será aplicada nesta quarta-feira, 20, no posto de saúde Tufic Mizael Saady, por volta das 9 horas da manhã.

“Estamos felizes em receber essa primeira remessa de vacina contra o vírus da Covid-19, mas, quero lembrar que as pessoas não baixem a guarda nos cuidados. Ainda temos muita luta pela frente e os cuidados ainda são extremamente necessário”, destacou Fernanda Hassem.

O prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia, esteve acompanhando o caminhão com as vacinas que partiu para o município tão logo deixou Brasiléia.

“Estamos desde segunda-feira representando a regional do Alto Acre, acompanhando a chegada da vacina e queremos agradecer ao governador pelo esforço”, disse Correia.

Com colaboração do jornal o Alto Acre, de Brasiléia.

Continuar lendo

Acre

Estudante do Acre fica 2 dias confinada, mas não entra no BBB21

Publicado

em

A estudante universitária Ana Luíza Sturmer, que mora em Rio Branco, se aproximou de ser uma das participantes do Big Brother Brasil 2021, e por pouco não entrou para o grupo Pipoca deste ano. A jovem se afastou das redes sociais desde que um vídeo de divulgação do programa foi divulgado com imagens suas, o que aumentou os rumores de que ela estaria na programação deste ano.

Entretanto, assim que todos os participantes foram anunciados na noite desta terça-feira, 20, Ana Luíza se pronunciou e falou que, apesar chegar perto, não entrou no programa. “Cheguei beeeeem perto, galera! Mas, não veio aí…”, escreveu em sua conta no Twitter.

Em seguida, a jovem, que também atua como digital influencer na capital acreana, confirmou que “foi até a fase final de seleção do programa. “Fiz a cadeira elétrica, fiquei confinada 2 dias… é tudo uma loucura”, disse.

Por fim, a estudante de Língua Inglesa na Universidade Federal do Acre (Ufac), salientou que queria poder contar sobre tudo o que ocorrer nesse período, mas que ainda não sabe se pode. “Eles pedem sigilo total, na época que eu saí na chamada, pediram pra eu não falar nada e aguardar”, concluiu.

Continuar lendo

Acre

Gladson anuncia retomada da radioterapia na Unacon

Publicado

em

Em estrada pelo interior do Acre, o governador Gladson Cameli (Progressistas) usou as redes sociais na noite desta terça-feira, 19, para informar a população acreana que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) deu o aval para a retomada dos atendimentos de radioterapia na Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do Hospital do Câncer de Rio Branco.

No vídeo, Gladson parabenizou o empenho da Secretária Estadual de Saúde (Sesacre) em obter o aval do Ministério da Ciência e Tecnologia e ressaltou que o câncer também é uma doença que mata.

“Recebemos autorização do Ministério de Ciência e Tecnologia. O aparelho está pronto e precisava-se dessa autorização. Que notícia linda. É uma doença que também mata as pessoas, que é difícil. A radioterapia vai voltar a ser realizada. Obrigado a todos os envolvidos. Vida não pode esperar. Por isso, que saúde tem que ser prioridade para os gestores”, afirmou.

Continuar lendo

Acre

Into tem apenas seis leitos de UTI vagos, informa Saúde

Publicado

em

Dos 40 leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) destinados à Covid-19 no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia no Acre (Into), unidade referência para atendimentos, 34 estão ocupados. Isso significa que a taxa de ocupação das UTIs caiu para 85%, de acordo com a última atualização feita pelo Governo do Estado, na tarde desta terça-feira (19). Na segunda, chegou a 92,5% com a ocupação de 37 leitos.

A taxa geral de ocupação de leitos de UTI, exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre, está em torno de 73,8%.

Segundo dados do boletim, foram identificados 235 pacientes internados nos estabelecimentos monitorados, dos quais 151 com teste positivo para Covid-19. Do total hospitalizado, 56 estão em UTI e 179 em leitos (clínicos, obstétricos e pediátricos).

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 55 UTIs, 38 estão ocupadas, registrando uma taxa de ocupação de 69,1%. Destes, três são do Pronto Socorro, que registrou 30% de ocupação e os outros 34 são do Into, que registrou 85% de ocupação e um leito de UTI ocupado no Hospital Santa Juliana.

Outro dado que levantou preocupação no boletim foi a taxa de ocupação dos leitos obstétricos destinados às mulheres grávidas em Rio Branco e em Cruzeiro do Sul, dos seis disponíveis nas duas cidades, todos estão ocupados.

Já a região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 10 leitos de UTI existentes, todos estão ocupados, registrando 100% de ocupação. Os leitos clínicos somam 94 e 32 estão ocupados, registrando 34% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, nove estão ocupados, num total de 18 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas