Conecte-se agora

Corpo do ex-deputado Alércio Dias é velado na Assembleia Legislativa do Acre

Publicado

em

Foto: Reprodução/Contilnet 

O velório do ex-deputado federal Alércio Dias ocorre na manhã desta sexta-feira, 4, no hall da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), em Rio Branco. O enterro está previsto para ocorrer no Cemitério Morada da paz. Há profissionais na entrada da Aleac gerindo a entrada de pessoas ao local, que é feita sob protocolos de segurança para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Alércio faleceu na noite dessa quinta-feira, 3, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Juliana. Ele estava internado desde a última segunda-feira, vítima de um grave problema gastrointestinal. O governo do Acre emitiu nota de pesar após confirmação da morte do ex-político, que antes de morrer foi secretário na gestão de Gladson Cameli.

Nascido em Joinvile (SC) e graduado em ciências jurídicas e sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1974, assumiu em 1979 a presidência da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), no governo de Joaquim Falcão Macedo (1979-1983).

Em novembro de 1982 elegeu-se deputado federal pelo Acre na legenda do Partido Democrático Social (PDS). Já em novembro de 1986, concorreu a uma vaga na Assembleia Nacional Constituinte pelo PFL. Eleito, iniciou novo período legislativo em 1º de fevereiro de 1987, dia em que foram instalados os trabalhos constituintes.

Já em 1994, elegeu-se deputado estadual pelo PFL, assumindo sua cadeira no Legislativo acreano e foi ainda secretário de educação no governo de Orleir Cameli.

Anúncios

Acre 01

Em pronunciamento, Gladson reforça importância da vacina: “não vai precisar de UTI”

Publicado

em

O governador Gladson Cameli publicou um novo pronunciamento na noite desse domingo, 24, reforçando a necessidade de imunização da população contra a Covid-19. Ele destacou a guerra que o Estado vem enfrentando há quase um ano pela vida.

Cameli ressaltou a importância de os moradores continuarem com os hábitos de higiene contra o vírus. “A melhor forma de sobreviver ao coronavírus é a vacina e ela chegou. Mas para nos proteger, precisamos continuar mantendo todos os hábitos de higiene, como lavar as mãos, usar máscara e manter distanciamento de pessoas”, explicou.

No primeiro momento de vacinação, o Acre priorizou os idosos em abrigos, os indígenas e profissionais da saúde. “Quem já teve Covid-19 vai precisar tomar a vacina, sim. Pessoas com doenças graves, como câncer, também podem passe pela imunização. Na sequência, todas as faixas etárias, sempre partindo dos idosos, serão vacinadas”, disse o governador.

Somente gestantes e crianças, por enquanto, ainda não vão receber a vacina. Nesse domingo, o Acre recebeu a segunda remessa de doses da vacina, agora de Oxford. “Com esse novo lote, mais de 5 mil trabalhadores da saúde serão vacinados. Esse é um esforço conjunto entre as instituições e o governo do Estado para que possamos vacinar com celeridade e segurança a nossa população”.

O governador esclareceu que mesmo imunizada com as duas doses da vacina, a pessoa ainda tem 50% de chance de pegar a Covid-19. “Mas a boa notícia é que tomando as duas doses você terá 100% de certeza de não precisar ir para uma UTI. Meu desejo é que todos os brasileiros e acreanos sejam vacinados e rápido. Então, enquanto você espera sua vez chegar, siga as regras para a vida de todos continuar”, concluiu.

Continuar lendo

Acre 01

Acre recebe 5 mil doses de vacina e Gladson embarca para SP em busca de comprar 1 milhão

Publicado

em

Fotos: Odair Leal/Secom

Prevista para chegar apenas na segunda-feira, 25, a primeira remessa de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford contra a Covid-19 desembarcou no Acre neste domingo, 24, no Aeroporto Internacional de Rio Branco. A vacina foi produzida pelo laboratório indiano Serum. 

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca foi a primeira a ter resultados preliminares da fase 3 de testes divulgados pela revista científica “The Lancet”. 

O Estado do Acre foi contemplado com 5.080 doses, que foram distribuídas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Esse lote é destinado, exclusivamente, aos trabalhadores da Saúde, o que representa mais 27% desse público-alvo que passa a ser contemplados com a primeira dose, conforme orientação do Ministério da Saúde (MS).

Em entrevista à imprensa no Aeroporto de Rio Branco, Cameli relatou que essa remessa será repassada para os 22 municípios e vai seguir a regra definida pelo Ministério da Saúde. Ele afirmou que nesta semana deverá chegar um novo lote da vacina, porém não informou se seria AstraZeneca ou da Coronavac. 

 

Fotos: Odair Leal/Secom

Em outro trecho, Gladson informou que embarca nesta segunda-feira, 25, para São Paulo em busca de garantir a compra de 1 milhão de doses da Coronavac. 

“Estou indo à São Paulo, procurar os meios, para que eu possa logo comprar 1 milhão de doses, para que a gente não fique mais nessa dúvida, de semana sim e semana não. Todos nós somos brasileiros, e todos somos seres humanos. Precisamos de uma resposta à altura e cabe a mim como governador atrás dessas soluções”, afirmou. 

Segundo informações repassadas ao ac24horas, com esse lote da vacina de AstraZeneca/Oxford, o Estado totalizará 61% dos trabalhadores da saúde vacinados. 

 

Fotos: Odair Leal/Secom

Em relação ao decreto do toque de recolher que entrará em vigor nesta segunda-feira, 25, Gladson Cameli garantiu que a medida restritiva tem o intuito de prevenir o aumento de mais casos da covid-19. Ele pediu colaboração da população enquanto não ocorre a vacinação em massa. 

“Se a população me ajudar a prevenir e fazer o seu dever, não vai ser preciso tomar outras medidas. A gente precisa de prevenção e isso que estou fazendo. Foi por isso que eu disse que não iria ter carnaval”, encerrou. 

Continuar lendo

Acre 01

Com mais de 20 mil eliminados por falta, acreanos voltam para o 2º dia de Enem

Publicado

em

Mais de 19 mil acreanos deverão comparecer neste domingo, 24, para realizar a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) em diversos locais nos 17 municípios escolhidos para aplicação das provas no Acre.

As provas deste domingo vão ser aplicadas em 1.677 salas de 148 escolas em 17 municípios acreanos, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A abertura do portão ocorre das 9h30 até às 11 horas. O início das provas ficou marcado para às 11h30 e o término às 16h30.

Neste segundo domingo, os candidatos vão responder 90 questões das áreas de ciências da natureza e suas tecnologias, Química, Física, Biologia, Matemática e suas tecnologias. Os candidatos podem deixar a sala sem o caderno de questões a partir das 13h30 (horário do Acre).

Ao todo, 40.674 candidatos se inscreveram para fazer o Enem 2020 no Acre na modalidade de provas impressas. Desses, 19.721 marcaram presença e 20.953 faltaram. Os candidatos que faltaram no 1º dia de prova, não poderão participar do 2º dia de exame.

Continuar lendo

Acre 01

Mãe diz que filha foi obrigada a deitar no chão de hospital por demora no atendimento

Publicado

em

A foto de uma paciente deitada no chão do Hospital Sansão Gomes causou polêmica em Tarauacá. O registro foi enviado ao ac24horas como denúncia das más condições de atendimento no hospital. A reportagem falou com Cheila Portela, mãe da paciente, que é a pessoa que aparece na foto “abanando” a filha deitada no chão. Ela denuncia a demora no atendimento.

“A minha filha deu entrada na noite de quinta-feira com muita dor. Disseram que era gastrite e medicaram ela. No outro dia, ela piorou muito e voltamos. Chegamos lá era 9 e meia. No lugar de gastrite,o problema da minha filha era dengue. Chegamos lá, fizeram uma ficha e minha filha só foi atendida 12 e meia. Ela tava com muita febre e dor de cabeça e eu tive que colocar ela no chão. Minha filha “bolava” de dor, eu pedia uma maca, algum lugar para ela se deitar e nada de ninguém atender a menina. O atendimento é péssimo e minha filha só foi atendida depois que tiraram essa foto”, afirma Cheila.

O ac24horas procurou a direção do Hospital Sansão Gomes. Laura Pontes, diretora, se pronunciou sobre a denúncia. A gestora garantiu que a paciente foi devidamente atendida. “A paciente deu entrada e foi devidamente acolhida pela classificação de risco, conforme protocolo do SUS. Recebeu atendimento, foi medicada e no período da tarde teve alta médica por não ter mais indicação de observação e nem internação”, garante.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas