Conecte-se agora

Acre caminha em meio ao caos rumo a 1 milhão de habitantes

Publicado

em

Quase 900 mil habitantes. Parece pouco se tratando de um estado brasileiro (4º maior do mundo em extensão), mas um número bastante expressivo se levada em conta a história de um povo que sofreu algumas batalhas até conseguir a sonhada emancipação, há pouco mais de 58 anos. Os números indicam que o Acre deve ser o próximo estado a ter uma população na ‘casa do milhão’. Nessa semana o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a nova estimativa oficial da atual população local, que está estimada em 894.470 habitantes.

Centro de Rio Branco – Foto: ac24horas.com/Sérgio Vale

Apesar de ainda ser uma das três unidades federativas do país com menos de um milhão de habitantes e com o menor número de cidades, o Acre – que no inverno amazônico ainda respira ares menos poluídos – caminha, mesmo que sem pressa, para ser detentor de uma metrópole. A depender do povo trabalhador que por aqui vive, essa deve se tornar uma realidade num futuro bem próximo. Houve um aumento na população de 802.091 habitantes nos últimos 100 anos, desde que o Acre passou a integrar os dados do IBGE, em 1920.

De lá pra cá, houve muitos fatos históricos e crescimento populacional. A média de aumento no número de habitantes, que é atualizado a cada 10 anos pelo IBGE, tem girado em torno de 100 mil moradores a mais a cada Censo Demográfico. “A gente sonha com um estado de oportunidades, né? Um estado que ofereça boa expectativa de vida. Que nos faça querer ficar aqui e não procurar espaço em outras cidades Brasil a fora”, diz a estudante Ana Carolina Oliveira, de 23 anos, moradora do bairro Estação Experimental, na capital acreana.

Rio Branco continua tendo a maior população no estado. Em 2020, a capital acreana chegou a 413.418 habitantes, o que representa 46,11% de toda a população do Acre. O segundo maior contingente populacional se concentra em Cruzeiro do Sul, atualmente com 89.072, um total de quase 10%. A terceira cidade com mais habitantes é Sena Madureira com 46.511 pessoas. As menores populações estão em Jordão (8.473 pessoas), Assis Brasil (7.534) e Santa Rosa do Purus (6.717).

Desde março de 2020 o estado enfrenta um novo e desconhecido desafio: o enfrentamento de uma pandemia. Mesmo com dificuldades, o Acre tem se destacado frente à União pelo bom emprego dos recursos do governo federal na aplicação de ações de combate e prevenção ao novo coronavírus (Sars-Cov-2). No último mês de julho, o Ministério da Saúde (MS) liberou mais R$ 45 milhões para ajudar no enfrentamento da Covid-19.

Foto: ac24horas.com/Sérgio Vale

Enquanto isso, a economia local tenta sobreviver ao caos instalado pela pandemia. Governo, Federação das Indústrias (FIEAC) e Associação do Comércio têm buscado alternativas para minimizar os impactos da Covid-19 nas atividades comerciais e ainda assim seguir prevenindo a contaminação do vírus. “Queremos evitar o crescimento do desemprego no Acre. Tivemos um encaminhamento positivo para que diversos setores da economia possam voltar a trabalhar, mas, obviamente, respeitando todas as condições e orientações de saúde pública, evitando aglomerações, com total proteção ao trabalhador, entre outras normas.”, disse o presidente da FIEAC, José Adriano, ao anunciar a criação do comitê de acompanhamento da pandemia no estado.

Com o passar dos anos, uma problemática aflige drasticamente o território: queimadas ambientais. A situação se repete ano após ano e a bacia hidrográfica mais importante da região tem sofrido com a seca e a poluição diária. Com 1,47 metros, o Rio Acre se aproxima este ano de atingir a menor marca já registrada no período de estiagem.

Entretanto, com toda problemática digna de uma verdadeira “cidade grande”, moradores dos 22 municípios acreanos ainda criam boas expectativas de viver com qualidade de vida no lugar que nasceram e se criaram. Os acreanos do ‘pé rachado’ são conhecidos por serem bastante politizados. “O estado vive dias de muitas lutas, mas mantemos otimismo que dias melhores virão. O povo do Acre é uma referência em termos de fé, esperança e coragem. Tem sido uma luta difícil, mas unidos venceremos e em breve teremos o estado todo livre do coronavírus”, disse o governador Gladson Cameli ao comemorar os 58 anos emancipação política.

Além do Acre, com 894.470 habitantes, outros dois estados brasileiros também têm menos de 1 milhão de população: Roraima (631.181) e Amapá (861.773). O Brasil o tem precisamente 211.755.692 habitantes.

Diferença homens X mulheres

O Censo do IBGE também analisou a população de homens e mulheres presentes no Acre. A lenda de que o estado possui mais mulher do que homem deve cair por terra, pelo menos por agora. As estatísticas oficiais do país apontam, conforme projeção em 2020, que dos 896.543 habitantes, 448.361 são homens e 448.182 mulheres. Ou seja, a disputa é acirrada e a diferença é mínima. Diante a população geral, o Acre tem 50,01% de homens e 49,99 de mulheres, o que faz com que a diferença entre um gênero e outro seja de apenas 179 pessoas. No entanto, as projeções do IBGE mostram que em 2021 as mulheres voltarão a ter um percentual maior da população.

Anúncios

Destaque 6

Governo pretende remover 1,5 mil pacientes do Amazonas

Publicado

em

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta terça-feira, em Manaus, que o governo deve remover 1,5 mil pacientes com Covid-19 do Amazonas para outros estados para receber tratamento médico. Ao lado do governador do Amazonas Wilson Lima, ele fez um pronunciamento durante a inauguração do hospital de campanha, que vai funcionar no complexo Nilton Lins.

“Partimos pela remoção inicialmente para hospitais federais e agora para hospitais do SUS, de estados que estão se oferecendo para receber os amazonenses que precisam ser tratados. Já tiramos 300 pessoas em aviões da Força Aérea e nosso objetivo é chegar a em torno de 1,5 mil pessoas removidas.”

Apesar de citar 300 transferências, de acordo com a Secretaria de Saúde do Amazonas foram transferidos, até a manhã desta terça, 277 pacientes. A previsão inicial era de que o governo transferisse 235 pessoas.

As remoções foram anunciadas pelo próprio ministro, no dia 15 de janeiro. Nesta terça, ele reforçou que que a necessidade de fazer as remoções de Manaus ocorreu pela quantidade de pessoas buscando atendimento médico e pela incapacidade do governo atender a todos.

Vacinas

O ministro afirmou que Amazonas já recebeu 452 mil doses de vacina, sendo 100 mil doses de vacinas extras. No entanto, somados todos os carregamentos, o estado recebeu pouco mais de 459 mil doses.

“Proporcionalmente o Amazonas é o estado que mais recebeu doses. Em proporção. Com essas doses, o objetivo é que 100% dos indígenas aldeados sejam vacinados, 87% dos profissionais de saúde e dos trabalhadores de saúde também sejam vacinados, 100% dos idosos, em instituições de longa permanência. E nós fizemos um fundo de 5% em comum acordo com os governadores de todas as vacinas que chegam ao Brasil, para atender as áreas mais impactadas”, afirmou.

Hospital de campanha

O complexo hospitalar Nilton Lins possui toda a estrutura hospitalar e será usado como hospital de campanha pelo estado. De acordo com o ministro, serão 152 leitos, sendo 30 já disponíveis nesta terça-feira. Pazuello afirmou que 81 leitos tem concentradores de oxigênio.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, o fluxo de atendimento na unidade será de portas fechadas, semelhante ao adotado em 2020: pacientes que dão entrada na rede de urgência e emergência serão reencaminhados para o hospital, não há atendimento direto.

“Nós estamos vendo de uma maneira muito clara, como deve ser, a partir de já e no futuro, a nossa situação hospitalar na Amazônia. Precisamos trabalhar com usinas geradoras de oxigênio individualizadas nos hospitais, concentradores de oxigênio e deixar o oxigênio de grande porte, esse comprado da White Martins, como backup”, afirmou.

Pazuello chegou na noite de sábado (23) a Manaus e, de acordo com a assessoria da pasta, ficará no estado do Amazonas pelo “tempo que for necessário”.

Continuar lendo

Destaque 6

Inscrições para o Fies começam nesta terça-feira (26)

Publicado

em

Estão abertas a partir desta terça-feira, 26, as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). De acordo com o Ministério da Educação o novo FIES possibilita juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato. O financiado começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos diminuam consideravelmente.

Para recorrer ao Fundo, o candidato deve ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos. Além disso, precisa ter participado de uma das edições do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) a partir de 2010, e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das cinco provas que compõem o exame, além de não ter tirado zero na redação.

Criado em 1999, o Fies é um programa do governo federal cujo objetivo é facilitar o acesso ao crédito para que estudantes possam financiar cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas que aderirem ao programa.

As inscrições devem ser feitas na página do programa na internet.

Continuar lendo

Destaque 6

Furar a fila da vacinação é crime e tem implicação penal

Publicado

em

Apesar de terem autonomia na distribuição e aplicação da vacina contra o coronavírus, estados e municípios devem seguir o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, organizado pelo Ministério da Saúde, que prevê a vacinação em ciclos, de acordo com grupos prioritários.

Com o início da imunização, no entanto, diversos casos de pessoas que não pertencem ao primeiro ciclo, os chamados “fura-filas”, vêm sendo noticiados e apurados. O caso de maior destaque ocorreu no Amazonas, onde a justiça furou a fila da vacinação contra a Covid-19 não terá direito à segunda dose antes do momento certo.

No Acre, apesar de não haver notícias dessa prática, o Ministério Público Estadual (MPAC) e o Ministério Público Federal (MPF) assinaram nessa segunda-feira, 25, uma nova Recomendação Conjunta que dispõe sobre o acompanhamento e a fiscalização das ações e diretrizes da vacinação contra a Covid-19 em todos os municípios do estado.

O documento foi assinado pela procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, e membros do Gabinete de Crise para o combate à Covid-19 do MPAC, além do representante do Ministério Público Federal (MPF), procurador da República Lucas Costa Almeida Dias.

Os MPs pedem para que o estado e os municípios obedeçam ao plano de vacinação nacional e local, com relação à observância dos critérios de prioridade. Os gestores também devem informar o quantitativo de vacinas recebidas pelo município e a relação nominal de indivíduos que receberam as primeiras doses.

De acordo com a advogada especialista em Direito Contemporâneo Jocinéia Zanardini, procuradora municipal em Campo Largo (PR), tanto quem fura a fila quanto o servidor que aplica a dose em quem não pertence ao grupo prioritário podem ser responsabilizados em diferentes esferas.

“A vacina é um bem público, que tem uma destinação específica, prevista no plano nacional de imunização. Portanto, quando há esse desvio das doses, os responsáveis estão cometendo infrações e podem ser responsabilizados criminalmente e, também, nas esferas cível e administrativa”, afirma.

Na esfera cível, o funcionário público e a pessoa física que recebeu a dose da vacina respondem a uma ação de improbidade, cujas consequências previstas são: ressarcimento do valor total das doses desviadas, pagamento de multa, ter os direitos políticos suspensos e ser proibido de contratar serviços ou de receber qualquer tipo de benefício do poder público.

Os servidores públicos também ficam sujeitos às penalidades administrativas e criminais. Segundo a especialista, a conduta não é apenas antiética, mas, também, criminosa e, portanto, tem implicações penais. O infrator, além de pagar multa penal, está sujeito à pena de até 12 anos de reclusão em regime fechado.

De acordo com o Ministério da Saúde, nesse primeiro ciclo de aplicação de doses, serão contemplados profissionais de saúde, idosos acima de 60 anos institucionalizados, portadores de deficiência com mais de 18 anos institucionalizados e indígenas aldeados em terras homologadas.

Segundo o Portal de Informações sobre o Combate à Covid-19 do governo do estado, o Acre recebeu o primeiro lote com 40.760 doses de vacina do Instituto Butantan no valor de R$ 2.372.232,00. Desse total, 20.708 doses foram distribuídas aos municípios para a etapa inicial de vacinação dos grupos prioritários.

No portal não constam ainda, as quantidades recebidas em mais dois lotes recentes, que são cerca de 5 mil doses da farmacêutica AstraZeneca/Universidade Oxford, produzida pelo laboratório Serum, da Índia, e 4.800 doses da CoronaVac (Butantan/Sinovac). Essas doses ainda não foram distribuídas aos municípios.

Continuar lendo

Destaque 6

Gabaritos do Enem serão divulgados nesta quarta-feira

Publicado

em

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 poderão conferir nessa quarta-feira, 27, os gabaritos oficiais das provas objetivas do exame. O Enem impresso foi aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro. Os participantes resolveram questões objetivas de matemática, ciências da natureza, ciências humanas e linguagens. Fizeram também a prova de redação, a única subjetiva do exame.
A previsão para a divulgação dos resultados finais é dia 29 de março. Nessa data, os participantes saberão também quanto tiraram na redação. No entanto, somente depois da divulgação do resultado, em data ainda a ser definida, os candidatos terão acesso à correção detalhada da prova de redação, apenas para fins pedagógicos.

O Enem 2020 terá ainda uma versão digital, que será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. As notas poderão ser usadas para acessar o ensino superior e participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – que oferece vagas em instituições públicas – Programa Universidade para Todos (ProUni) – que oferece bolsas de estudo em instituições privadas – e, Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que oferece financiamento em condições mais vantajosas que as de merca

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas