Conecte-se agora

O samba desafinado de uma enrascada 

Publicado

em

No próximo dia 31 se iniciam as convenções municipais para as oficializações das candidaturas às prefeituras. O município onde a base do governo enfrenta as maiores complicações é o no segundo colégio eleitoral do estado, Cruzeiro do Sul. Com a cassação do prefeito Ilderlei Cordeiro, o quadro ficou mais conturbado, por ser o nome mais forte do grupo. Para tornar o samba mais desafinado, o senador Márcio Bittar (MDB) atravessou no meio e conseguiu o compromisso do governador Gladson Cameli apoiar a candidatura a prefeito do Fagner Sales (MDB). Foi como jogar gasolina na fogueira. O deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) não aceita ir para o palanque do MDB, e defende a candidatura própria do ex-prefeito Zequinha (PROGRESSISTAS). Tem o aval das demais alas do partido, como a do ex-prefeito Ilderlei, que é inimigo político do grupo do ex-prefeito Vagner Sales (MDB). O governador Gladson Cameli ficou num brutal dilema: ir para o palanque do Fagner Sales (MDB) é contrariar seus aliados, que querem chapa própria para a prefeitura. O que falar? O Gladson está numa enrascada.

QUEM NÃO VAI QUERER?

O senador Márcio Bittar (MDB) está mesmo disposto a afinar as relações entre a viúva do Chico Mendes, Ilzamar Mendes e sua filha Elenira Mendes, com a área ambiental do presidente Jair Bolsonaro. “Que governo não quer a família do Chico Mendes ao lado”? É a sua indagação.

NICOLAU É CONTRA

O deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) é contra a aliança em Cruzeiro do Sul para apoiar o candidato do MDB, Fagner Sales, defende que o Gladson apoie a candidatura a prefeito do professor Zequinha (PROGRESSISTAS), que mesmo com a cassação não ficou inelegível.

REAÇÕES INTERNAS

Este apoio ao MDB também não é consenso entre assessores mais próximos do Gladson.

TESE DA ALIANÇA

O senador Márcio Bittar (MDB) defende que o Gladson precisa fazer dois gestos para se aproximar do MDB: – o primeiro, ele já fez, que foi o apoio à candidata a prefeita de Brasiléia, Leila Galvão, eo segundo é apoiar o Fagner Sales a prefeito de Cruzeiro do Sul, diz Bittar.

NÓ A DESATAR

No caso do Gladson concretizar a aliança com o MDB, com certeza vai querer indicar um vice do PROGRESSISTAS na chapa emedebista. Para lhe atender, o MDB teria de romper a aliança com o PSDB, que indicou o vice do candidato a prefeito Fagner Sales (MDB). Nó a desatar.

FORA DO JOGO

O professor Marcelo Siqueira (PT), voltou atrás e não será mais candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul e nem aceitará ser vice na chapa de Henrique Afonso (PSD). Uma decisão sensata. Iria ficar falando só na eleição, como o PT lhe deixou na sua campanha à ALEAC.

NUNCA FOI FORTE

Interessante! O PT nunca conseguiu se firmar em Cruzeiro do Sul. Durantes as duas décadas que esteve no poder não montou um quadro eleitoral forte naquele município.

FICOU NUMA RECUSA

O episódio deixou o senador Sérgio Petecão (PSD) numa recusa, esperava bombar a chapa do Henrique Afonso (PSD) a prefeito com o Marcelo Siqueira (PT) de vice. O Petecão só tem dois caminhos: recuar ou ir com uma candidatura do Henrique sem o plus que esperava.

MUITO MAIS QUE ALIADOS

O MDB está certo em buscar novos partidos para se somar numa aliança, para a disputa da prefeitura da capital. Precisa mais que isso, precisa de uma estratégia de campanha, porque em todas as pesquisas até aqui o Roberto Duarte (MDB) não conseguiu aparecer liderando.

PÓLOS DISTINTOS

O deputado Roberto Duarte (MDB) ter sido o mais votado na capital não é credencial de vitória na eleição para a PMRB. Eleição proporcional é uma terra bem distante de uma eleição majoritária. Na eleição majoritária, o eleitorado a ser conquistado é mais amplo e seletivo.

CIRURGIA BARIÁTRICA

Por recomendação médica o vice-governador Major Rocha deve se submeter na próxima semana a uma cirurgia bariátrica, para manutenção da saúde. A cirurgia será feita em Rio Branco, logo após a bateria de exames médicos aos quais está se submetendo.

TENDE SER MENOR

Por conta do período de recuperação, sua participação na campanha à PMRB será limitada.

VICES INDEFINIDOS

Prefeita Socorro Neri (PSB), Roberto Duarte (MDB), Minoru Kinpara (PSDB), nenhum deles deu um sinal sobre quais serão os vices das suas chapas. Dos quatro grandes apenas o Tião Bocalom (PROGRESSISTAS) tem o seu nome a vice escolhido, a Marfisa Galvão (PSD).

CUIDANDO DO IRMÃO

O senador Sérgio Petecão (PSD) está fora do estado acompanhando o tratamento do irmão Xis, que teve um quadro da Covid-19 agravado e foi preciso encarar um severo tratamento. Mas a notícia que o BLOG recebeu é a de que, ele já teria apresentado melhoras e com boa evolução.

AFASTAMENTO POLÍTICO

Entre o senador Sérgio Petecão (PSD) e o governador Gladson Cameli há um afastamento político nítido, e ambos não mantêm qualquer conversa a uma boa temporada. Nem ele me procura e nem eu vou lhe procurar, foi a explicação dada ao BLOG pelo Petecão.

ASSESSORIA POLÍTICA

O ex-deputado Moisés Diniz pediu exoneração do cargo que ocupa na Secretaria de Educação, para se dedicar integralmente à assessoria política do governador Gladson Cameli, o que já faz.

UMA REDUNDÂNCIA

O decreto do governador Gladson Cameli que proíbe ocupantes de cargos de confiança no governo de não praticarem qualquer atividade política que implique no uso da máquina pública foi mais um forma de advertência, já existe lei punindo quem pratica estes atos.

PEIXE COM ESCAMAS

Se ainda não foi feito, mas deverá acontecer, um convite para a candidata a prefeita do PT em Epitaciolândia, Neidinha, ser a vice na chapa do prefeito Tião Flores (PROGRESSISTAS). Vendo o peixe com escamas, como me foi vendido.

ALMOÇO PAGO

Político do MDB comentou ontem com o BLOG sobre a reaproximação do partido com o governador Gladson Cameli. Para ele, isso ocorrendo o mínimo que o MDB vai propor é indicar o vice quando o Gladson for disputar a reeleição em 2022. “Não tem almoço grátis”, enfatizou.

AS HIENAS RIEM

Centenas de mortes deixaram famílias acreanas chorando, chegamos a um número absurdo de contaminações pela Covid-19, e como hienas, algumas figuras malucas ainda riem, e acham que não é nada. Como é que o lucro é colocado acima do interesse de preservar vidas?

FORA DO CONTEXTO

Um fato me parece bem cristalino no contexto das eleições de 2022. O vice-governador Major Rocha (PSL) quebrou as pontes para continuar na chapa da reeleição a mais um mandato.

ONDE DEVERIA ESTAR

Durante o tempo em que se discute a morte de uma jovem por um motorista supostamente em um racha não dei nenhuma opinião contundente como alguns colegas, porque pela minha formação jurídica, o caso está onde deve estar: na justiça. E, cabe somente a ela julgar o caso.

SAINDO COMO FAVORITOS

O MDB tem dois prefeitos disputando a reeleição como favoritos a mais um mandato: Mazinho Serafim em Sena Madureira, e Tanízio de Sá, em Manoel Urbano. Os adversários não assustam. E ainda tem mais o agravante de que, a oposição disputará com vários nomes.

NADA DERRUBOU

As trapalhadas dos filhos com suas pautas negativas, as próprias trapalhadas do presidente Jair Bolsonaro, a campanha negativa ferrenha da GLOBO contra o seu governo, ao que parece não conseguiu abalar o eleitorado do Bolsonaro, que continua liderando bem as pesquisas.

MESMO CAMINHO DO LULA

Lendo uma matéria no ESTADÃO, esta retratou com clareza o seu avanço sobre o nordeste e em áreas onde os candidatos do PT foram mais votados: está usando o mesmo remédio lulista de investir em programas sociais, até de forma ampliada. A versão moderna do pão e circo.

NOME COTADO

O senador Márcio Bittar (MDB) está com o nome cotado para ser o Relator do projeto sobre o teto de gastos, a ser enviado à apreciação do Congresso. O fato de receber a sondagem da equipe do ministro Paulo Guedes, mostra um Bittar bem relacionado no Planalto.

FRANCA RECUPERAÇÃO

A informação que se tem é a de que a deputada Meire Serafim (MDB), que trata de uma Covid-19, e seu marido, o prefeito Mazinho Serafim (MDB); que se submete a um tratamento renal, ambos fora do estado, estão em franca recuperação. 

FRASE MARCANTE

“O governo é como cobra venenosa: continua provocando medo até quando morta”. Ex-senador Ney Suassuna.

 

Anúncios

Acre

Não existe outra ótica política

Publicado

em

CASO o governador Gladson Cameli reative a sua atividade política no PP, do qual se afastou durante a eleição municipal, e onde esteve ao longo da sua carreira,  não há outra ótica; que não a de que, ele disputando a reeleição pelo partido a candidata ao Senado da sua chapa será a senadora Mailza Gomes (PP). E pelo fato de que ela é a presidente da sigla. Tem o respaldo da direção nacional. 

Já mostrou força quando segurou a candidatura do Tião Bocalom a prefeito de Rio Branco. A sucessão estadual passa automaticamente pela sua decisão. Com Gladson saindo candidato a um novo mandato pelo PP, a senadora Mailza Gomes (PP), só não disputará a reeleição se não quiser. 

A não ser que o Gladson saia candidato por outro partido e dentro de uma outra composição de forças, com o PP fora do jogo, o que é muito improvável. Não deverá deixar o PP.

MOMENTO CRUCIAL

ESTAMOS chegando num momento crucial desta pandemia, pela ótica da ciência, dos infectologistas, o pior está por vir se não houver uma vacinação em massa.

FICO COM A CIÊNCIA

ENTRE o achismo, a ideologia, fico sempre com a ciência.

QUEREM DEIXAR TODO MUNDO LOUCO?

NÃO HÁ outra pergunta a ser feita neste momento de loucura da pandemia, com o aumento do número de contaminações, de mais mortes, do que esta: Querem deixar todo mundo louco? Numa hora o comércio vai abrir; na outra vai fechar; se terá lockdown, não se terá mais lockdown. Se decidam, senhores do Comitê do Covid. Perde até a credibilidade no que é anunciado.

LUZ NO FIM DO TÚNEL

QUANDO leio a declaração da Pastora Karoline Campelo se manifestando contra o privilégio da abertura das igrejas no pico da pandemia, vejo uma luz no fim do túnel do fanatismo religioso. O perigo da aglomeração é a mesmo, seja sob a ótica da fé ou pela ótica das baladas.

PARA REFLEXÃO

O BRASIL se equiparou aos EUA da era Trump no número de mortos. E, o nosso presidente Bolsonaro pede para os brasileiros pararem de frescura, de chorar e de mimimi.

DESAFIO ACEITO

FOI O PREFEITO Tião Bocalom que se recusou a ter diálogo com a Câmara Municipal de Rio Branco, não tem base e nem líder, desafiou os vereadores a lhe fiscalizar, e o desafio foi aceito, Não tem de que reclamar das críticas.

FISCAIS DO POVO

QUANDO OS VEREADORES Michele Melo (PSB) e Emerson Jarude (MDB) fazem cobranças, não é porque são contra o Bocalon, cobram porque estão vendo o angu desandar.

PASSA PELAS FINANÇAS

PELO lado político, e como forma de equipar as forças de segurança, o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) está certo ao defender a contratação pelos Bombeiros do cadastro de reserva da PM. A pergunta que não cala: tem recurso?

ESBARRA NA LEI

NO SERVIÇO PÚBLICO, a boa vontade, a boa intenção, de resolver um problema, esbarra no questionamento: há como bancar, sem ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal? 

PREÇO MAIS ALTO

NÃO TIVESSE o governador Gladson Cameli construído os dois hospitais de campanha, concluído o PS e o INTO, por certo a situação da pandemia no estado estaria num patamar bem pior do que se encontra no atual momento.

CAMINHO CERTO

OUTRO ACERTO do Gladson na área da Saúde foi a de não ter formado no time dos negacionistas, sempre defendeu o uso de máscaras e a vacinação, nunca brincou com a Covid.  Esta sua postura também foi positiva neste momento.

NÃO PODE IR ALÉM

COBRA-SE o avanço da vacinação pela ânsia natural de se ficar imunizado, mas o secretário municipal de Saúde, Frank Lima, não pode ir além do que está indo, depende da vinda de vacinas do governo federal. Ponto final.

SEMPRE BRINCOU COM A PANDEMIA

A QUESTÃO é que o presidente Bolsonaro não levou a sério a vacinação por achar que, o Covid era uma “gripezinha” que não matava. Por isso, não avançamos na vacinação. E quem compra a vacina é o governo federal.

COMUNISTA OU PETISTA

E quando alguém contesta, ou é comunista ou petista. Só resta então lamentar a insensatez de politizarem o Covid.

PERDA FAMILIAR

O DESABAFO do senador Sérgio Petecão (PSD) pelas mortes do Beto e do Doca, que há anos estavam com ele, deve ser entendido como o desabafo de quem perdeu um familiar. Foi neste contexto que eu entendi o lamento.

FORA DE COGITAÇÃO

A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA e Câmara Municipal de Rio Branco só vão voltar aos grandes debates quando as sessões presenciais retornarem. As sessões virtuais são sempre muito frias, porque falta o povo nas galerias.

ALGUÉM ENTENDE O BOCALOM?

TODO ADMINISTRADOR quer tirar do seu colo o desgaste popular. O prefeito Tião Bocalom inverte a lógica, puxa pautas negativas para os seus pés, ao deixar atrasar dois meses o pagamento do pessoal da limpeza, o que nunca aconteceu na gestão da ex-prefeita Socorro Neri.

PREFEITURA ENXUTA

E NÃO VAI ter como debitar a falta de recursos para pagar os roçadores à ex-prefeita Socorro Neri, que lhe entregou a gestão saneada.

PARA FECHAR

GOVERNADOR Gladson Cameli, se sair do controle a pandemia no sistema de saúde, o desgaste não será dos negacionistas que todo dia lhe telefonam para buzinar que abra todo o comércio, mas seu. Pense bem nisso!

FRASE MARCANTE

“Obstáculos são aquelas coisas medonhas que você vê quando tira os olhos do seu objetivo.” Moahmed Hussein

Continuar lendo

Blog do Crica

A situação fugiu do controle

Publicado

em

CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTO, diz o velho ditado. Este anúncio feito pelo Ministério da Saúde de aumentar a cota de profissionais de medicina formados no exterior para servirem durante o período da pandemia, no estado, é uma reivindicação massiva que vem sendo feita pelo deputado federal Alan Rick (DEM),  desde as discussões sobre o embrião do programa “Mais Médicos” do governo federal.

 Num momento em que se vê a classe médica em atuação nos hospitais do Acre, com sobrecarga de atendimento dos contaminados pela Covid, é uma notícia a comemorar, porque de fato a pandemia está tomando proporções incontroláveis, com falta de leitos, de UTIs, de médicos, uma situação de pré-colapso do sistema de saúde estadual. Nas últimas 24 horas o Acre registrou mais de 10 mortes e 425 casos de Covid-19. O quadro é grave, muito grave.

 O argumento de que os médicos formados no exterior não têm conhecimento da patologia da Covid é frágil, porque poderiam ser submetidos a um treinamento sobre os protocolos usados durante o tratamento. E, quando a pandemia se iniciou, os médicos em atuação foram aprendendo como combater a Covid, que era uma doença nova. Estamos numa fase excepcional, e estas contratações não seriam definitivas, e não vedariam que depois cada um desses médicos procurasse fazer o Revalida para pegar o CRM. 

Não dá mais para ficar contemplando o quadro se agravar sem tomar uma providência. Cruzar os braços não resolverá o problema. Salvar vidas é a prioridade.

CAMINHO DO TRUMP

O EX-PRESIDENTE TRUMP vinha com boa popularidade, tinha melhorado a economia dos EUA, aumentou a oferta de empregos, mas com a sua posição negacionista de não levar a sério o combate ao Covid, que resultou num recorde de mortes, fez desabar sua popularidade. Tudo que ocorreu com o Trump, não é mera coincidência com que está acontecendo no Brasil com o Bolsonaro.

ESTÁ TUDO E NÃO ESTÁ PROSA

NÃO É BRINCADEIRA, não senhor! O Roxinho virou agora uma das mais altas autoridades da área ambiental do estado. Meio-Ambiente, agora é com o Roxinho, viu?

ISSO FICA PARA O SIBÁ, MÁRCIO!

NÃO ADIANTA o senador Márcio Bittar (MDB) querer competir com o ex-deputado federal Sibá Machado (PT), no quesito “Teoria da Conspiração”, que vai perder. O Sibá via a CIA por trás das prisões dos petistas ilustres, o Márcio que o Dória está mandando os haitianos para o Acre, para toldar a imagem do governo federal. Eu, tenho outra visão: acho que os haitianos no Acre é coisa de marcianos camuflados por estas bandas. Quem sabe, né?

NÃO DUVIDO DE NADA

UM AMIGO EXPERIENTE NA POLÍTICA, perguntou-me ontem se duvidava de uma configuração com o Gladson Cameli saindo para o Senado, o vice-governador Major Rocha indo para o TCE, e o deputado Nicolau Júnior (PP), assumindo o governo por um ano. Aprendi a não duvidar de nada na política, mesmo nas situações mais absurdas.

CABEÇA MISTERIOSA

O GOVERNADOR Gladson tem reiterado que disputará a reeleição, mas a cabeça do político é misteriosa, é terra onde ninguém anda. Por isso, prefiro aguardar 2022.

PÊSAMES

OS PÊSAMES DA COLUNA às famílias Bestene, Fecury, do Pastor Rodson, do Beto, do Doca, pela perda de entes queridos, e que sejam recebidos com muita luz no outro plano.

MALUCOS DO NEGACIONISMO

O QUE ME DEIXA perplexo não é tanto a ação dos negacionistas da ciência contra a vacinação, contra usar máscaras, porque o que vier destes malucos é normal, mas sim ver que esta turma ainda tem seguidores.

CADA DOIDO, COM A SUA MANIA

É, como diz o velho ditado: cada louco, com a sua mania.

NÃO AGLOMERA?

NÃO CONVENCE, é dois pesos e uma medida para combater a Covid. As igrejas aglomeram até mais que um comércio. Ou fecha para todo mundo, ou abre para todo mundo. Viu, senhores do chamado “Comitê do Covid”!

QUERIAM QUE APLAUDISSE?

A pauleira come solta no deputado federal Léo de Brito (PT), quando detona a política do presidente Bolsonaro. O seu papel é de oposição, e assim tem de ser entendido.

DEPUTADO FEDERAL

NÃO SERÁ SURPRESA se o deputado Jenilson Lopes (PSB) emplacar uma disputa de vaga de deputado federal, na eleição do próximo ano. Trabalha para além da ALEAC.

PSB SONHANDO ACORDADO

HÁ quem sonhe no PSB pela reativação da aliança municipal com Socorro Neri (PSB) de vice numa eventual chapa do Gladson à reeleição; mas esqueçam, é outro cenário. Esta chapa implicaria numa briga do Gladson com o senador Márcio Bittar (MDB). O PSB está fora.

CAPITAL POLÍTICO

COM a boa votação que teve na última eleição, com a sua boa gestão na PMRB, a ex-prefeita Socorro Neri se cacifou para, se quiser, disputar uma vaga na ALEAC, em 2022.

NÃO HAVIA COMO NÃO PEGAR

PRESENTE em todas as fases da pandemia, era quase impossível com as suas viagens ao interior; à Brasília, o governador Gladson não contrair o Covid. Agora é se recuperar para voltar inteiro, a guerra não acabou.

ACERTOU A MÃO

NESTA sua segunda passagem pela SESACRE, o secretário Alysson Bestene vem dando uma aula de gestão na condução de ações de combate da pandemia. O Gladson acertou a mão em lhe reconduzir ao cargo. A questão é que os casos da Covid se tornaram mais céleres.

LÍNGUAS DIFERENTES

OS GOVERNADORES e o governo federal falam línguas diferentes. Os governadores são pela vacinação em massa, e o governo federal não é entusiasta da ideia.

FRASE LAPIDAR

“Quer ser rico? Procura, então, diminuir tua cobiça.” Epicuro. 

MORAL PARA COBRAR

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) tem moral para pedir votos para a sua reeleição na eleição do próximo ano, no Juruá; ninguém mais que ela, destinou recursos das suas emendas parlamentares para aquela região.

PRANTO DA IMPOTÊNCIA

O CHORO do deputado Jonas Lima (PT) na última sessão da ALEAC, foi o sentimento de quem se sente impotente em ver a cada dia, mais mortes pela Covid, e sem nada puder fazer. O seu sentimento, é o de todos os sensatos.

PETECÃO, INCONSOLÁVEL!

O SENADOR SÉRGIO PETECÃO (PSD) está inconsolável, em uma semana perdeu dois dos seus mais antigos seguidores linha de frente, o motorista Doca e o Beto. A letalidade do Covid parece que ficou ainda mais potente.

PERDERAM A HUMANIDADE

E, os terraplanistas, os negacionistas da ciência, continuam a fazer pouco caso do vírus, nem as mortes, a dor das famílias, consegue colocar humanidade em seus corações. Para onde é que vai a humanidade, meu Deus!

FILA DA MORTE

O MÉDICO Rodney Brito prestou um bom serviço quando escancarou a real situação da saúde em Cruzeiro do Sul, onde se adota uma seletividade de pacientes, sobre quem deve ou não deve ser atendido. O governo não pode varrer uma situação como esta para baixo do tapete.

AVANÇAR MAIS

COM A CHEGADA de mais um lote de vacinas, a secretaria municipal de Saúde poderá baixar ainda mais o teto da idade para imunização, que está hoje aos 73 anos.

FRASE MARCANTE

“Se perderes a crença, nada mais podes perder”. Pubilius Syrus

Continuar lendo

Blog do Crica

Relembrando a boa política

Publicado

em

COSTUMO sempre colocar em evidência políticos que marcaram as suas passagens pelos mandatos com honra. Um nome que marcou a história política do Acre foi o ex-senador Jorge Kalume. 

Podia-se não concordar com a sua defesa e salamaleques aos governos militares, mas este era um contexto do momento, e era o lado que escolheu. Mas o que pontua a sua trajetória foi ser um administrador de mãos limpas, austero com os gastos quando esteve à frente do Executivo. 

No convívio, Kalume era um bonachão, mas se fechava quando era para dar entrevistas, raramente falava aos jornalistas. Estive entre os poucos que quebrou esta barreira. Quando prefeito de Rio Branco, para fazer a doação de um milheiro de tijolos para uma entidade, antes mandava um pedido de autorização aos vereadores. Foi duro no combate aos seus opositores, mas tinha o mesmo tratamento por parte da oposição. 

Não concordava com suas ideias centrais sobre a política, fui um dos seus ferozes críticos muitas vezes, mas isso não me permite deixar de reconhecer ser um político honrado. A oposição lhe atacava sob a acusação de ser truculento, de perseguir os que não rezavam pela sua cartilha ideológica, mas não conheço um ataque feito por malversação dos recursos públicos. Por isso, é que faço hoje este registro, num tempo de tantos escândalos.

NÃO VIREI JACARÉ

LOUVADO, seja Deus! Tomei ontem a primeira dose da vacina Oxford, me sinto um privilegiado em meio a tantas mortes pelo Covid. Aos parvos da ciência: não virei jacaré.

SENTIMENTO ZERO

1020 mortos, 58 mil casos de contaminação pelo Covid, mais 174 casos confirmados ontem, e os negacionistas da ciência continuam se opondo a medidas de preservação da vida. Ninguém leva um centavo furado quando morre.

TUDO MUITO LAMENTÁVEL

É TUDO muito lamentável, e pode ficar pior, afinal, quem deveria puxar o combate contra a pandemia, como o governo federal, nunca levou esta questão a sério.

PENA QUE NÃO OCORRA NO BRASIL

QUANDO SE VÊ um presidente dos EUA, como o Biden, colocando como principal prioridade do seu governo a vacinação em massa, é de se lamentar que o governo federal não tenha este mesmo sentimento pela vida.

DISCUSSÃO IDIOTA

A DISCUSSÃO mais idiota que se vê nesta pandemia é quando se critica o negacionismo do presidente Bolsonaro, surgir a tolice que ser contra é coisa de comunista e petista. Como se banaliza tanto a vida?

NO SEU DEVIDO LUGAR

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) apenas assinou a PEC que restabelece o auxílio emergencial, a ideia não é da sua autoria. Vamos colocar as coisas no seu devido lugar.

DISCUSSÃO ECONÔMICA

A MEDIDA passou por uma discussão com os presidentes da Câmara, do Senado, pela equipe econômica, e o Bolsonaro decidiu. A decisão não tem um único pai.

NÃO TENHO PROBLEMA

TENHO FEITO várias críticas ao começo bagunçado da gestão do prefeito Tião Bocalom, mas não tenho problema algum em registrar os acertos; como o dele, participar do consórcio de prefeitos, para a compra de vacinas.

NADA MAIS IMPORTANTE

NADA É MAIS IMPORTANTE neste momento de explosão do Covid, que a imunização da população contra o vírus.

NÃO DEVERIAM SE VACINAR

OS QUE SÃO CONTRA a vacina, contra o uso de máscaras, contra as medidas protetivas para combater o Covid, não deveriam se vacinar. É tudo muito simples, muito simples.

NÃO HÁ NEM CLIMA

O SENADOR Petecão (PSD), o governador Gladson Cameli, o vice-governador Major Rocha, estão cobertos de razão em desativar a disputa de 2022, não há clima político para a discussão com tantas mortes e falta de vacina.

DEBATE PARA 2022

A DISCUSSÃO sobre candidaturas ao Governo e Senado só tende a ser ativada a partir de março de 2022, quando a vacinação deverá diminuir o impacto da pandemia.

MUITO PREMATURO

TUDO O QUE SE FALAR agora sobre qual será o cenário da disputa do Governo e Senado no grupo que elegeu o Gladson Cameli; é prematuro, tem de se saber primeiro quais serão as chapas, se haverá unidade ou não.

FLUINDO SEM PROBLEMAS

A VACINAÇÃO fluiu ontem sem problemas nos postos de atendimento da PMRB. Tudo bem organizado e célere.

VONTADE DE NÃO ABRIR

TENHO EVITADO ir ao facebook, pois, quando se abre a página se depara com um verdadeiro obituário de amigos, conhecidos, e outros, uma ciranda de mortes.

APOSTA TEMERÁRIA

VÃO APOSTANDO que o Jorge Viana (PT) é carta fora do baralho para o Senado, no próximo ano, vão apostando. O JV é um nome com votos fora dos muros petistas.

PERDEU PORQUE DIVIDIU

O JORGE só não se reelegeu pela empáfia do PT em lançar dois nomes ao Senado, cada eleição é uma eleição. Não meçam nunca uma nova eleição pela eleição anterior.

PONTO A FAVOR

O NOVO líder do governo, Pedro Longo (PV), tem um ponto ao seu favor: não é extremista, mas do diálogo. Isso é importante para quem vai falar pelo governo.

PARA QUEM TEM MUITO

250 reais pode ser pouco para quem tem muito, por isso, não me coloco entre os críticos do valor do benefício.

NOMES QUE SE DESTACAM

EMERSON JARUDE (MDB), Michele Melo (PSB), Lene Petecão (PSD), são nomes que começam a se destacar nesta nova composição da Câmara Municipal da capital.

NÃO É PARA SE CALAR

QUANDO alguém ganha um mandato popular, não é para se calar, para ficar balançando a cabeça com amém e sim senhor, mas para cobrar ação de quem está no poder.

NÃO MENTIU

QUANDO DISPAROU contra o fato de defender praticamente só a gestão do Gladson, como líder do governo na Assembleia, o deputado Gerlen Diniz (PP) não mentiu. Não há unidade na base governista na tribuna.

UM FATO A SE REGISTRAR

MAS também há de se registrar que a oposição tem na ALEAC uma bancada qualificada como Daniel Zen (PT), Edvaldo Magalhães (PCdoB) e o Jenilson Lopes (PSB), carne de pescoço para qualquer líder de governo.

ESPAÇO SE CONQUISTA

E, se a oposição teve um espaço generoso na imprensa foi pelo fato de ter levantado na ALEAC, temas polêmicos e relevantes, e que diziam respeito ao interesse popular. 

ALAN RICK

PENSAMENTOS positivos para que se recupere da Covid.

MUITO FORTES

Deputados que devem disputar a reeleição como muito competitivos, pela região do Juruá: Jonas Lima (PT), Luiz Gonzaga (PSDB), Nicolau Junior (PP) e Antonia Sales (MDB). Os quatro, com bases eleitorais muito sólidas.

NÃO FICOU OMISSA

A DEPUTADA FEDERAL Perpétua Almeida (PCdoB), registre-se, não ficou omissa nesta pandemia.

ATO DE GRANDEZA

O ex-senador Jorge Viana (PT) e o Gladson Cameli são adversários políticos duros, por isso, foi um ato de grandeza do JV, a nota emitida pela saúde do governador, contaminado pelo Covid. Este não é momento de política.

FRASE MARCANTE

“Não fales agressivamente, ainda que tal se pareça necessário, pois a violência tem sempre argumentos traiçoeiros”. Paiva Dantas.

Continuar lendo

Blog do Crica

Um salto no escuro de olhos vendados

Publicado

em

O COMITÊ DO COVID-19, deu um salto perigoso no escuro, com olhos vendados, ao dar o famoso jeitinho brasileiro ao liberar o comércio não essencial, na fase mais aguda de contaminações e mortes, para atender os negacionistas da ciência, que colocam seus lucros acima da vida. 

O que mais chama atenção é que, na sua composição existem médicos, inclusive, infectologista que sempre esteve na linha de frente contra o liberou geral. Lembra uma piada de português, a promessa feita pelo grupo negacionista, de que vai colaborar para não haver aglomeração em seus estabelecimentos. 

Uma coisa é certa, se com a nova medida de abertura da porteira aumentarem os casos de contaminações e de mortes, a cobrança não será feita aos dirigentes empresariais, mas sim ao Comitê, que tomou a medida considerada como temerária. 

O Acre está indo na contramão do que está ocorrendo em outros estados, onde acontecem fechamentos. E, mesmo o nosso estado estando numa fase de pré-colapso do seu sistema de saúde. As vagas de UTIs estão quase zeradas, faltam leitos, os médicos estão sobrecarregados e o Comitê faz cara de paisagem para a gravidade do momento. Espero que eu esteja completamente equivocado, e o Comitê esteja certo, e que o quadro não venha a se agravar. 

Aguardemos os próximos 15 dias. Em saúde pública não se pode fazer concessões, porque as vidas é que estão em jogo.

ALGUÉM DÁ UMA EXPLICAÇÃO?

NINGUÉM ENTENDEU a medida do lockdown decretado pelo comitê nos finais de semana. O vírus só é transmissível sábado e domingo, nos demais dias é inócuo? Perguntar, não ofende!

CASA DE NOCA

O BRASIL VIROU CASA DE NOCA, onde todo mundo grita, ninguém escuta e a comida queima. Só este ano é o 5º aumento do preço da gasolina e diesel, e colado vem o do gás de cozinha. Na gestão pública, não há lugar para a fanfarronice. Adiantou a valentia contra a Petrobrás?

DESAFIO NOVO

QUALIFICAÇÃO, não falta ao deputado Pedro Longo (PV), para ser o líder do governo na ALEAC. Mas é um desafio novo e complicado. Este ano não terá muito debate com a oposição devido a pandemia, mas para o ano é pauleira.

ENTRAVE PRINCIPAL

O PRINCIPAL NÓ do novo líder Pedro Longo (PV) vai além do enfrentamento que terá com a oposição, será fazer com que, a base do governo atue unida nos debates.

A CAMINHO DO PP

O DEPUTADO PEDRO LONGO (PV) está de cuias e malas prontas para desembarcar do PV, seu destino será o PP.

BAIXAR DE FAIXA

A ATITUDE LÓGICA foi tomada pelo secretário municipal de Saúde, Frank Lima, de baixar a faixa etária de vacinação para 73 anos hoje, devido à pouca procura ontem pelo grupo de 74 anos. A fila tem de andar.

QUESTÃO DE TEMPO

O SECRETÁRIO Frank Lima, que biso ser um moço esforçado, é fazer o feijão com arroz, que a sua gestão dará certo, a fase é ainda de adequação ao cargo.

PEDIDO DA ILZAMAR

A NOMEAÇÃO pelo prefeito Bocalon do Sandino Mendes, filho do Chico Mendes, para um cargo na secretaria de Agricultura da PMRB, atende a um pedido da mulher do Chico, Ilzamar Mendes, e é o pagamento de um favor.

REMONTA À CAMPANHA DO SERRA

QUANDO o José Serra (PSDB) foi candidato contra o Lula, o Bocalon foi o interlocutor para que a Ilzamar Mendes gravasse um vídeo de apoio ao Serra. Favor político se paga com outro favor. Não vejo nada demais no ato.

TORCENDO PELA RECUPERAÇÃO

O MOMENTO é de que todos torçam, independente da ideologia, pela recuperação do governador Gladson, contaminado pela Covid. É uma questão humanitária.

GIGANTE NA LUTA

O GLADSON TEM SIDO um gigante na luta contra o Covid.

FAKE NEWS

COSTUMA-SE ler nas redes sociais que o STF proibiu o governo federal de tomar medidas na pandemia e delegou poderes só aos estados e municípios. Fake News! Apenas deu liberdade a prefeitos e governadores, mas não tirou a responsabilidade do governo federal.

SALVAÇÃO DA LAVOURA

E A DECISÃO do STF foi a salvação da lavoura. Se tudo ficasse na espera da decisão do governo federal, que é negacionista da ciência, por certo o número de mortes no país seria dez vezes maior. Não há nem dúvida.

O FERIADO DO COVID

NINGUÉM entendeu a decretação de lockdown sós no sábado e domingo. Quer dizer que o vírus só contamina nos fins de semana, e nos demais dias é inócuo?

ESQUEÇAM A DISCUSSÃO

O GRUPO que esteve no palanque do Gladson na sua eleição, está travando uma discussão do sexo dos anjos para o Senado. Só vai ter sentido o debate quando se souber quais as chapas para o governo. Antes disso é só exercício de ilação.

FASE PRETA

O SECRETÁRIO de Saúde, Alysson Bestene, está em Brasília representando o Gladson no fórum de governadores. Busca mais vacinas e apoio do Ministério da Saúde. Disse ontem ao BLOG DO CRICA que, se na próxima segunda-feira o quadro da Covid se agravar, a tendência é fechar tudo e o estado ir para a faixa preta.

NEM AÍ

NÃO ADIANTA esperar pela consciência da população, porque o que mais se vê nas ruas são pessoas aglomeradas e sem máscaras, e não serão os empresários que mudarão este panorama, porque o caso é de educação.

SABER PRIMEIRO

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) será ou não candidato ao governo no próximo ano? E, é preciso se saber isso, porque se ele e o Gladson forem candidatos serão duas vagas para candidaturas; a terceira, por certo, será do PT.

CABEÇA DE BURRO

PARECE que há uma cabeça de burro enterrada na ponte sobre o Rio Madeira, o tempo avança e não é inaugurada.

COMO EXISTE O SOL

NA CABEÇA os assessores diretos do Gladson Cameli há uma única certeza para 2022, a de que se se o senador Sérgio Petecão (PSD) for disputar o governo no próximo ano, será apoiado pelo prefeito Tião Bocalom.

FRASE MARCANTE

“A esperança é necessária ao coração como o sol à existência das flores”. Garcia da Cunha Matos

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.