Conecte-se agora

Acidentes com pipa na rede elétrica do Acre crescem 740%

Publicado

em

Soltar pipa é uma brincadeira que atravessa gerações. É um dos passatempos preferidos das crianças e dos adultos, sendo mais praticada, principalmente agora que estão passando mais tempo em casa. Porém, é necessário tomar certos cuidados, tanto para não ficar exposto ao risco de acidentes com energia elétrica, como não comprometer o fornecimento de energia.

Entre janeiro e abril deste ano, houve um aumento de 740% no número de ocorrências de pipa na rede elétrica na área de concessão da Energisa Acre, em comparação a 2019. No mesmo período do ano passado, foram registradas 15 ocorrências, enquanto em 2020 essa quantidade subiu para 111.

Em relação ao número de clientes atingidos por algum tipo de interrupção no fornecimento de energia ocasionada por pipas na rede, no período em questão, o aumento foi ainda maior. O quantitativo subiu de 11.710 mil em 2019 para 32.332 mil em 2020.

Rio Branco é a cidade que registra o maior número de ocorrências, com 92 casos do total. Cruzeiro do Sul é a segunda, com 9 casos. É comum as pipas ficarem presas na rede elétrica, por isso, é importante brincar em campos abertos e longe da fiação.

Além disso, não tentar remover a pipa que tenha ficado enroscada na rede elétrica e nem utilizar materiais cortantes, como linha chilena e o cerol, pois pode prejudicar a fiação elétrica, causando interrupção do fornecimento de energia.

O diretor técnico e comercial da Energisa Acre, Ricardo Xavier, explica que a linha chilena é mais perigosa por ser transmissora de corrente elétrica, já que sua composição é óxido de alumínio. “Este tipo de linha pode causar tanto a interrupção do fornecimento de energia, por romper os fios, como ao cair por estar energizada e provocar graves acidentes”, conclui.

O aumento das ocorrências é confirmado pelo Corpo de Bombeiro do Acre, que aponta uma alta de 50% dos acidentes com linha de cerol e/ou linha chilena, que possui quatro vezes mais poder de corte, deixam sequelas permanentes. E 25% vão a óbito.

A corporação faz um alerta sobre a utilização de linha chilena que é ainda mais perigosa, já que em sua composição o óxido de alumínio é transmissor de corrente elétrica. Com isso, essa linha tem o poder fazer corte na fiação elétrica.

Caso verifique pipas ou outros objetos presos na rede elétrica, entre em contato com a Energisa Acre por meio dos canais de atendimento, 0800 647 7196 e WhatsApp Gisa 68.99233-0341, informe o endereço e o ponto de referência.

Preocupada com a segurança da população, a Energisa Acre preparou algumas orientações importantes:

– Jamais solte pipa próximo à rede elétrica;

– Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol;

– Nunca tente remover a pipa que tenha ficado enroscada na rede elétrica. Apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer a retirada de objetos presos a rede elétrica;

– Não solte pipa próximo a ruas e avenidas. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes;

– Alerte outras pessoas sobre o risco de soltar pipas sem os devidos cuidados. A conscientização é fundamental para reduzir transtornos e acidentes;

– Ao verificar pipas presas à rede elétrica, entre em contato com a Energisa por meio dos canais de atendimento.

Anúncios

Destaque 6

PIB do Brasil cai 4,1% em 2020, pior resultado desde 1996

Publicado

em

eEm 2020, tendo em vista os efeitos adversos da pandemia de Covid-19, o Produto Interno Bruto do Brasil caiu 4,1% frente a 2019, a menor taxa da série histórica calculada pelo IBGE, iniciada em 1996.

Houve alta somente na agropecuária (2,0%) e quedas na indústria (-3,5%) e nos serviços (-4,5%). O PIB totalizou R$ 7,4 trilhões em 2020.

O PIB per capita alcançou R$ 35.172 em 2020, com queda de 4,8% em termos reais. Esta também foi a menor taxa da série histórica.

A taxa de investimento em 2020 foi de 16,4% do PIB, acima do observado em 2019 (15,4%). Já a taxa de poupança foi de 15,0% (ante 12,5% em 2019).

Frente ao 3º trimestre, na série com ajuste sazonal, o PIB teve alta de 3,2% no 4º trimestre de 2020. A Indústria e os Serviços cresceram 1,9% e 2,7%, respectivamente, enquanto a Agropecuária recuou (-0,5%).

Em relação ao 4º trimestre de 2019, o PIB caiu 1,1% no último trimestre de 2020. Foram registrados resultados negativos na Agropecuária (-0,4%) e nos Serviços (-2,2%), enquanto a Indústria (1,2%) cresceu. (IBGE)

Continuar lendo

Destaque 6

Vereador Emerson Jarude testa positivo para a Covid-19

Publicado

em

O vereador e líder do MDB na Câmara Municipal, Emerson Jarude, comunicou nas suas redes sociais na noite desta terça-feira, 02, que testou positivo para a Covid-19.

No post, o vereador afirmou que desde domingo, 28, está isolado em sua residência quando começou a sentir os primeiros sintomas.

“Desde domingo estou isolado em casa para evitar a transmissão para outras pessoas. Estou apenas com sintomas leves, coriza e leve indisposição. Continuarei fazendo o tratamento em casa e trabalhando de forma remota”, afirmou.

Continuar lendo

Destaque 6

Jorge Viana deseja melhoras a Gladson: “união, respeito e fé”

Publicado

em

O ex-senador Jorge Viana (PT) usou as redes sociais nesta terça-feira, 02, para desejar melhoras ao governador Gladson Cameli (Progressistas) que testou positivo para a Covid-19 na segunda-feira (1º).

O petista aproveitou para ressaltar que o Brasil necessita de mais vacinas contra o coronavírus. “Nós precisamos de vacinas, de todos os cuidados e de toda solidariedade. Passei por essa doença e peço a Deus a mesma bênção da cura e da superação para o governador Gladson Cameli e para todos os acreanos e brasileiros que enfrentam a Covid-19 neste momento. União, respeito e fé. Deus é por nós!”, afirmou.

Depois de testar positivo para infecção do novo coronavírus, o governador Gladson Cameli emitiu um comunicado destacando que está sem sintomas graves da Covid-19. Além disso, garantiu que seguirá despachando serviços palacianos de sua própria casa, de maneira remota.

Continuar lendo

Destaque 6

Acre chega a 1.020 mortos registrados pela Covid-19

Publicado

em

O Acre ultrapassou nesta terça-feira, dia 2, os 58 mil casos positivos para Covid-19. Segundo dados do boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), foram  187 casos de infecção por coronavírus confirmados nesta terça, sendo 174 casos confirmados por exame de RT-PCR e 13 testes rápidos. O número de infectados saltou de 57.894 para 58.081 nas últimas 24 horas.

Mais 8 notificações de óbitos foram registradas nesta terça-feira, dia 2 de março, sendo 2 do sexo masculino e 6 do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.020 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 158.452 notificações de contaminação pela doença, sendo que 99.900 casos foram descartados e 471 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 46.780 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 333 pessoas seguem internadas.

Óbitos do sexo masculino:

Morador de Sena Madureira, M. G. S., de 51 anos, deu entrada no Hospital João Câncio Fernandes, sem data de registro, e faleceu no dia 15 de fevereiro.

J. S. C., de 65 anos. Morador de Tarauacá, deu entrada no Hospital Regional do Juruá, em Cruzeiro do Sul, no dia 26 de fevereiro, vindo a óbito nesta terça-feira, dia 2 de março

Óbitos do sexo feminino:

Moradora de Sena Madureira, P. D. M., de 83 anos, deu entrada no Hospital João Câncio Fernandes, sem data de registro, e faleceu no dia 13 de fevereiro.

Moradora de Rio Branco, M. L. S. M., de 81 anos, deu entrada no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), no dia 12 de fevereiro, e veio a óbito no dia 17 do referido mês.

G. R. S., de 71 anos. Moradora de Sena Madureira, deu entrada no Hospital João Câncio Fernandes, sem data de registro, e faleceu no dia 18 de fevereiro.

F. S. N., de 89 anos. Moradora de Xapuri, deu entrada no Hospital Raimundo Chaar, em Brasileia, no dia 26 de fevereiro, vindo a falecer no dia 1º de março.

Moradora de Rio Branco, M. P. S. R. L., de 59 anos, deu entrada no Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito, no dia 26 de fevereiro, vindo a falecer no dia 1º de março.

O sexto óbito entre as mulheres é de M. N. M. S., de 67 anos. Moradora de Rio Branco, deu entrada no dia 28 de fevereiro, no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), vindo a óbito nesta segunda-feira, dia 1º de março.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas