Conecte-se agora

Estudo mostra o modo certo de higienizar alimentos e superfícies contra Covid-19

Publicado

em

Limpar objetos, superfícies e, principalmente, embalagens e alimentos virou um verdadeiro tormento durante a pandemia de Covid-19.

Nesse contexto, pesquisadores da Rede CoVida reuniram informações científicas sobre o tema para orientar como a limpeza e a desinfecção de objetos e superfícies de contato domiciliares devem ser feitas e os cuidados que devem ser tomados.

O resultado pode ser conferido na nota técnica “Higienização e desinfecção de objetos, superfícies de contato e alimentos em domicílios em tempos de Covid-19”.

O trabalho foi desenvolvido por Ana Cristina Souto, Andrêa Ferreira, Naiá Ortelan, Pedro Meirelles e Raquel Palmeira, pesquisadores da Rede CoVida.

Entre os cuidados com o vestuário, o trabalho mostra que as roupas que foram usadas na rua não precisam ser lavadas em separado das outras. A utilização do sabão em pó, sabão líquido ou alvejante durante a lavagem é suficiente para eliminar possíveis focos do vírus SARS-CoV-2. Se não for possível lavá-las de imediato, elas podem ser colocadas “em quarentena” dentro de um saco plástico.

A nota também traz um alento para quem está cansado de lavar todas as compras. Se o alimento vier em embalagens lacradas, pode ser guardado diretamente na despensa, geladeira ou freezer, ou então colocado em quarentena. É improvável que o conteúdo interno dos recipientes selados esteja contaminado, segundo os pesquisadores. Enlatados devem ser lavados em água corrente com sabão. A recomendação mais importante, segundo as pesquisadoras, é lavar bem as mãos após guardar e manusear as compras e alimentos.

Somente no caso de alimentos frescos e que serão consumidos crus, como frutas, legumes e verduras, mesmo as que serão descascadas, como banana, abacaxi e chuchu, recomenda-se a lavagem em água corrente com ajuda de uma esponja ou escova separada só para essa finalidade, sem detergente ou sabão. Em seguida, a fruta, legume ou hortaliça deve ser colocado de molho, por 10 a 15 minutos, em solução de 1 litro de água para 1 colher de sopa de água sanitária, respeitando a recomendação contida no rótulo. Os alimentos, agora higienizados, podem ser consumidos após alguns minutos, ou lavados em água filtrada para consumo imediato.

Os pesquisadores ressaltam que a manipulação de produtos químicos para limpeza e desinfecção deve ser realizada em ambientes ventilados para evitar intoxicação. Também advertem que o uso excessivo de detergentes, desinfetantes, e do próprio álcool gel pode prejudicar a camada protetora da pele.

Anúncios

Cotidiano

Criminosos do CV que planejavam matar líderes do B13 são presos no 2º Distrito

Publicado

em

Policiais Militares do Tático do 2° Batalhão prenderam na noite desta terça-feira, 26, seis criminosos da facção Comando Vermelho pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa. As prisões aconteceram na rua Milton Maciel, no bairro Santa Cecília, Segundo Distrito de Rio Branco.

A polícia recebeu uma denúncia  de que em uma casa abandonada havia homens armados. A guarnição policial se deslocou até a casa indicada na denúncia, fez o cerco ao redor da residência e adentraram. Os policiais renderam os seis criminosos que estavam em posse de um revólver calibre 38 com 6 munições intactas, uma espingarda de cano duplo calibre 12 e 16, duas armas de pressão adaptada para calibre 22, três tabletes de maconha e uma quantia de R$ 86,00 reais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A polícia informou a reportagem do ac24horas, que os membros do Comando Vermelho haviam planejado executar duas lideranças da facção Bonde dos 13, tomar o território dominado pelos rivais.

Diante dos fatos, foi dado a ordem de prisão e os membros da facção foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Cotidiano

Irmãos sequestrados em roubo de caminhonete são encontrados pela polícia

Publicado

em

Uma ação rápida dos Policiais Militares do 3° Batalhão resultou na prisão de três assaltantes, na apreensão de uma caminhonete roubada e no resgate de dois irmãos que haviam sido sequestrados na noite desta terça-feira, 26. A prisão dos criminosos aconteceu no bairro Alto Alegre, na parte alta de Rio Branco.

A polícia informou que o proprietário da caminhonete e o seu irmão estavam chegando em sua residência no bairro São Francisco quando foram abordados pelos criminosos na frente de casa. Os bandidos renderam as vítimas e os colocaram no banco traseiro, fazendo-os de reféns.

Um morador da região acionou a Polícia Militar e informou as características da caminhonete roubada. Ele relatou que os bandidos estavam com as duas vítimas no veículo. Várias guarnições foram acionadas e durante patrulhamento na região os policiais encontraram cinco homens em atitude suspeita dentro de caminhonete Hilux de cor prata no bairro Alto Alegre.

O veículo foi parado e os policiais encontraram os três bandidos que estavam mantendo reféns as vítimas. Durante a vistoria individual foi encontrado em posse de um dos criminosos um revólver calibre 38 com 5 munições intactas e uma quantia de R$ 241.

Segundo as vítimas, os criminosos não os ameaçaram de morte e disseram que queria apenas a caminhonete para levar até a Bolívia.

Foi dada voz de prisão aos três criminosos membros da facção Comando Vermelho, que foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos. As vítimas registraram o boletim de ocorrência e a caminhonete foi restituída ao proprietário.

Continuar lendo

Cotidiano

Em Xapuri, Saúde diz que Ministério não fornece inseticida suficiente para “Fumacê”

Publicado

em

Uma nota divulgada nesta terça-feira, 26, pela Divisão de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde de Xapuri (Semusa), afirma que não está utilizando o carro-fumacê em razão do desabastecimento do inseticida usado para esse fim.

O município vem enfrentando um surto de dengue desde o começo do ano, a exemplo de outros municípios acreanos, e a população tem cobrado da saúde municipal ações mais efetivas de combate à proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

O diretor de Ações Básicas em Saúde de Xapuri, enfermeiro Francisco Andrade, disse que o inseticida não está sendo fornecido em quantidade suficiente pelo Ministério da Saúde. Segundo ele, o município não consegue comprar o produto com recursos próprios.

De acordo com o comunicado da Vigilância Epidemiológica, está sendo realizado um trabalho de conscientização da população em diversos veículos de comunicação e mídias sociais. Para os próximos dias, estão previstos mutirões de limpeza em bairros.

A Secretaria Municipal de Saúde ainda não divulgou dados sobre a dengue neste começo de ano em Xapuri, mas, de acordo com Francisco Andrade, um boletim epidemiológico semanal passará a ser emitido a partir da próxima sexta-feira, 29.

Continuar lendo

Cotidiano

Na FIEAC, embaixador de Israel discute possibilidades de negócios com o Acre

Publicado

em

Yossi Shelley esteve reunido com empresários em agenda intermediada pelo deputado federal, Alan Rick

Com a intenção de prospectar possíveis negócios com o Acre, o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, esteve na manhã desta terça-feira, 26 de janeiro, reunido com empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC). A agenda foi intermediada pelo deputado federal Alan Rick, que também marcou presença.

Anfitrião do encontro, o presidente da FIEAC em exercício, João Paulo Pereira, agradeceu a visita do embaixador e destacou que uma parceria com o país do Oriente Médio pode render bons frutos. “Queremos estreitar uma relação comercial e tecnológica. Precisamos criar ambientes favoráveis para essa exportação e buscar benefícios, sobretudo, de todo avanço tecnológico que há em Israel no que diz respeito à produção”, ressaltou.

Para o deputado Alan Rick, o Acre tem um potencial enorme em diversos segmentos, em especial no setor industrial de frigoríficos. “Temos um gado de qualidade excepcional, que é certamente a melhor carne do Brasil. É um boi criado em pasto, sem confinamento. Nosso rebanho vai crescer conforme a demanda aumentar. E temos portas abertas no Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) para discutir essa possibilidade de exportação para Israel”, salientou o parlamentar.

Durante a reunião, o embaixador lembrou que essa é sua segunda visita à FIEAC. Na primeira, que ocorreu em setembro de 2020, Yossi Shelley prestigiou uma mostra de produtos acreanos. “Fizemos as primeiras discussões com empresários naquela oportunidade e verificamos o potencial de vários produtos. Agora voltamos para buscar avanços nessas discussões comerciais”, enfatizou Shelley.

Também participaram da reunião o secretário de Produção e Agronegócio do Estado, Edvan Azevedo, os empresários Adalberto Moreto, e Nene Junqueira (diretor do Sindicarnes), o assessor de Relações Institucionais da FIEAC, Assurbanipal Mesquita, e Francimar Cavalcante, o assessor do vice-governador do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas