Conecte-se agora

Xapuri se despede de seu Zé Lulu, um dos moradores mais tradicionais da cidade

Publicado

em

José Alves da Veiga, o seu Zé Lulu, 93 anos completados no último dia 4 de agosto, era uma dos moradores mais antigos e tradicionais de Xapuri, cidade onde chegou aos 10 anos, em 1937, quando seus pais se mudaram do município de Boca do Acre, no Amazonas, onde ele nasceu, para o Acre.

Zé Lulu foi um dos pioneiros do bairro Braga Sobrinho, comunidade tradicional conhecida na cidade como “Bairro da Bolívia”. Devoto de São Sebastião, era dos participantes mais fervorosos da maior festa religiosa de Xapuri, da qual começou a participar aos 15 anos de idade – dizia ter recebido muitas graças do santo padroeiro.

O idoso morreu na noite desta quinta-feira, 6, e foi sepultado cerca de uma hora depois, no cemitério São José, com a presença de poucos familiares. Ele tinha testado positivo para o novo coronavírus depois de apresentar agravamento de outros problemas de saúde que enfrentava.

O ac24horas conversou com Maria do Socorro Rocha da Veiga, a Boneca, uma das 6 mulheres entre os 10 filhos que ele teve do casamento com dona Maria Rocha – ele deixou também 30 netos, 25 bisnetos e 4 tetranetos. A filha disse que o pai estava muito debilitado pelos vários problemas de saúde e que a covid-19 foi apenas mais um fator a contribuir com a sua morte.

“Ele havia testado positivo para o coronavírus, mas não consideramos que a covid-19 tenha sido a causa determinante de sua morte, pois de acordo com os médicos ele apresentava problemas muito graves de saúde e seu estado era de muita fragilidade nos últimos dias”, ponderou.

Foram muitas as mensagens de homenagens e condolências postadas nas redes sociais na noite desta quinta-feira, 6. O advogado José Everaldo Pereira, amigo e vizinho de Zé Lulu, expressou por meio de sua página no Facebook, a importância que o pioneiro da comunidade teve para a cidade.

“Recebemos com muita tristeza a notícia do falecimento do nosso grande Zé Lulu, um dos fundadores e timoneiros da Bairro da Bolívia. Avô carinhoso, esposo dedicado, pai zeloso, amigo leal e cidadão da mais alta linhagem. Deixa um legado de honradez e civilidade visto em poucos”, comentou.

Sepultamento noturno e falta de estrutura

O sepultamento de José Alves da Veiga foi realizado poucas horas depois do falecimento, cumprindo as normas do Ministério da Saúde. No entanto, a família relatou problemas durante o enterro, o primeiro realizado no período da noite durante a pandemia, entre os quais a falta de orientação por parte dos setores de Vigilância Sanitária e Epidemiológica.

Renan, um dos netos de Zé Lulu, relatou que na chegada do corpo ao cemitério não havia coveiros aguardando o cortejo. Segundo ele, momento depois, um dos coveiros chegou sem os paramentos adequados, usando apenas luvas. Com apenas o agente funerário devidamente trajado, o neto e seu pai tiveram que ajudar no sepultamento.

Procurado, o subsecretário de Saúde de Xapuri, Daniel Lima, respondeu estar surpreso com a situação. Segundo ele, é obrigação da estrutura de saúde do município dar todo o suporte ao sepultamento após o hospital fazer o comunicado do falecimento e da causa mortis.

Depois de se informar sobre os acontecimentos relatados pela família, ele reconheceu que houve uma falha conjunta que começou com a falta de informação pela unidade hospitalar e terminou pela falta de orientação da Vigilância Epidemiológica junto aos familiares no momento do sepultamento. “Admitimos que foi uma falha que teremos que corrigir”, afirmou.

Anúncios

Cidades

Sem conter aglomerações, Xapuri registra mais 39 casos de Covid-19 nesta segunda

Publicado

em

Neste começo de ano, os números da Covid-19 em Xapuri se tornaram os piores desde o começo da pandemia. Na semana passada, o município teve uma média de 32 novos casos por dia, no período de 11 a 15 de janeiro.

Nesta segunda-feira, 18, foram confirmados mais 39 casos positivos em Xapuri, que agora acumula um total de 2.166 infecções registradas desde abril do ano passado. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

De acordo com o Boletim Municipal, 426 pacientes seguem em isolamento domiciliar, sendo acompanhados e tratados pela equipe de monitoramento da Semusa. Mais 11 pacientes tiveram alta médica, 2 estão internados e 16 foram a óbito.

Xapuri ainda tem 35 exames em análise no Laboratório Central de Rio Branco (Lacen) e 100 pessoas seguem monitoradas. A área central da zona urbana é a região que acumula a maior quantidade de casos registrados no município.

Apesar da explosão de casos, a cidade continua registrando aglomerações, principalmente em bares que realizam eventos com som ao vivo. Medidas importantes como o uso de máscaras também não estão sendo seguidas à risca pela população.

Na última sexta-feira, 15, o secretário municipal de Saúde, Wagner Menezes, concedeu entrevista à emissora de rádio do governo no município, quando reforçou os pedidos de atenção aos moradores para com as normas sanitárias impostas.

No entanto, não foram anunciadas ou previstas medidas mais rígidas para conter o aumento da disseminação do vírus no município. Nesta segunda-feira, a assessoria da prefeitura informou que ocorrerá uma reunião nos próximos dias para tratar do assunto.

O agravamento da pandemia do novo coronavírus em Xapuri ocasionou a suspensão de grande parte da Festa de São Sebastião, padroeiro da cidade, um dos dois maiores eventos religiosos do Acre.

A programação do evento deste ano está restrita a poucas atividades, sendo excluída praticamente toda a parte comercial, como a presença dos tradicionais marreteiros, e a procissão do dia 20 de janeiro, que será substituída por uma carreata.

Continuar lendo

Cidades

Fernanda Hassem despacha na Secretaria de Obras em “Gabinete Itinerante”

Publicado

em

A prefeita reeleita de Brasiléia, Fernanda Hassem, iniciou o seu segundo mandato com uma novidade: uma iniciativa batizada de “Gabinete Itinerante”, por meio da qual a gestora municipal vem fazendo a apresentação da nova equipe e mantendo contato direto com os servidores lotados nas diversas secretarias.

Depois de despachar na Secretaria Municipal de Saúde, na semana passada, nesta segunda-feira, 18, ela atendeu na Secretaria de Obras, onde participou de um café da manhã com os funcionários, junto com o secretário Francisco Lima e o representante da pasta na zona rural, o ex-prefeito José Alvanir.

Acompanhada do vice-prefeito, Carlinhos do Pelado, dos secretários de Finanças, Tadeu Hassem, e de Comunicação, Cristiane Araújo, além de outros membros da gestão, Fernanda Hassem pediu empenho da equipe da Secretaria de Obras e disse estar otimista com o segundo mandato.

“Vamos fazer um planejamento onde todos possam sugerir ações para que possamos alcançar nossos objetivos e tenhamos mais investimentos, tanto na cidade quanto na zona rural, e para isso precisamos de uma equipe alinhada”, disse a prefeita, que anunciou o seu secretariado apenas no último dia 14.

Fernanda Hassem ainda afirmou que uma das metas de seu segundo mandato é estar mais próxima dos servidores municipais em todas as secretarias com o objetivo de ouvir mais. Com o fim de que o resultado dos próximos quatro anos seja um trabalho de mais excelência em favor do município.

Continuar lendo

Cidades

Prefeito não gostou de saber que o Banco do Brasil pode fechar agências em Feijó

Publicado

em

O prefeito de Feijó, Kiefer Cavalcante, enviou carta ao senador Sérgio Petecão pedindo a intervenção do Congresso Nacional na decisão do Banco do Brasil em deixar o município sem nenhuma agência do BB.

Ele repudiou o anúncio de fechamento de unidades e postos de atendimento nos municípios. Segundo o prefeito, além de causar estranheza e incitar o pânico nos comerciantes e correntistas da instituição bancária no município, é no mínimo irresponsável, e criticou o plano de reestruturação do banco, que afeta especialmente o interior dos estados.

“Nossos munícipes e comerciantes não estão desamparados, mobilizarei todas as forças possíveis para resolver a situação posta pelo anúncio do Banco do Brasil”, disse Kiefer.

Continuar lendo

Cidades

Xapuri tem recorde de casos diários de Covid-19 desde o início da pandemia

Publicado

em

O município de Xapuri registrou nesta sexta-feira, 15, o maior número de casos diários de covid-19 desde a chegada da pandemia, em 27 de abril do ano passado.

Foram 50 novas confirmações, levando o total para 2.127 casos positivos, de acordo com o último Boletim da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Esses novos números ainda não foram carregados no banco de dados da Secretaria de Estado de Saúde (Boletim Sesacre), que mostra Xapuri com 1.967 casos confirmados e 14 óbitos.

Os dados do Boletim Municipal já indicam que 16 pessoas morreram no município em decorrência de complicações da covid-19 desde o começo da pandemia.

A média diária de casos confirmados nos últimos 5 dias também é a maior desde o início da crise sanitária do novo coronavírus. Foram 32 casos por dia entre a última segunda, 11, e esta sexta-feira, 15, totalizando 160 no período.

O município de Xapuri ainda possui 35 casos em análise no Laboratório Central de Rio Branco (Lacen), 111 pessoas sendo monitoradas pela equipe municipal de saúde como casos suspeitos.

O boletim municipal ainda registra a ocorrência de 2 internações hospitalares e 1.729 altas médicas. Seguem em tratamento e isolamento domiciliar 398 pacientes.

Pelos dados do Boletim Sesacre, Assis Brasil e Xapuri apresentam as maiores incidências de covid-19 no Acre, com 10.233,6 e 10.037,8/100.000 habitantes, respectivamente.

Com a atualização pela Sesacre dos novos números registrados em Xapuri, o município deverá assumir a primeira colocação em incidência da doença no estado.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas