Conecte-se agora

Contratação do crédito rural bate recorde e indica que produtor agrícola deseja expandir

Publicado

em

 Foram R$ 24,15 bilhões contratados no primeiro mês do Plano Safra, o que representa 50% a mais que o mesmo período do ano passado.  

Ao que tudo indica, o setor agrícola realmente segue na contramão dos demais pilares da economia brasileira. Isso porque, mesmo com a crise que se instalou pela pandemia do coronavírus, a agricultura segue apresentando resultados significativos. O mais recente deles é o desempenho recorde do crédito rural nos primeiros 30 dias do Plano Safra 2020/2021.

Após o saldo positivo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério da Economia, que revelou 36,8 mil postos de trabalho em junho, que fez com que o setor finalizasse o primeiro semestre com a geração de 62,6 mil empregos com carteira assinada, parece que os investimentos por parte dos produtores rurais estão a todo vapor.

De acordo com os números divulgados no Balanço de Financiamento Agropecuário da Safra 2020/2021, pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a adesão ao crédito aumentou. Ao todo, foram R$ 24,15 bilhões contratados no primeiro mês do Plano Safra, o que representa 50% a mais que o mesmo período do ano passado.

Essa é uma resposta e um indicativo de que o produtor do campo realmente deseja investir e expandir o seu próprio negócio. Seja buscando por um trator novo, um perfurador de solo ou, até mesmo, um terreno maior. Tudo isso, pode ser observado com crescimento de todas as modalidades de financiamento. Porém, o destaque maior é no aumento de 110% nos financiamentos de investimento, sendo contratados R$ 5,2 bilhões.

Com isso, é fácil entender que produtor rural não deixou se abalar com o momento de isolamento social em que muitas medidas de higienização poderiam comprometer a safra. Na verdade, com uma adaptação da rotina de trabalho, o produtor do campo segue acreditando no agronegócio, investindo cada vez mais. Ou seja, tem destinado conscientemente parte da verba adquirida para comprar arados, implementos agrícolas e maquinários, por exemplo.

Em relação aos outros programas de investimento, praticamente todos cresceram mais de 100%, em comparação com o mesmo mês do ano agrícola anterior, com destaque para o Moderagro (535%), Moderinfra (413%), Programa ABC (134%) e Inovagro (175%).

Anúncios

Cotidiano

Em Assis Brasil, homem é condenado por agressão contra esposa e filha

Publicado

em

O juiz Alex Oivane, da Vara Criminal de Assis Brasil, sentenciou um homem a quatro meses e 15 dias de detenção em regime aberto, mais pagamento de dez dias-multa, por violência doméstica, segundo divulgação desta segunda-feira, 25, no Portal do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC).

De acordo com os autos, as agressões ocorreram contra a esposa e a filha do réu, que tem apenas nove anos de idade. Além disso, o homem ameaçou a mulher com uma faca e disse ter agredido a criança porque ela estava “rindo da cara dele”.

Na audiência, a vítima relatou que conviveu por 19 anos com o homem, mas que findou o ciclo de violência, que era composto de agressões, xingamentos e outras formas de violência psicológica, sendo todas as atitudes agravadas pelo vício em bebida alcoólica.

“Ele chegava bebido e brigava com todo mundo”, resumiu.

Em juízo, o réu confessou os fatos, disse que parou de beber depois da separação e que se arrepende de seus atos. Ao analisar o mérito, o juiz de Direito Alex Oivane assinalou que a ofensa à integridade física está comprovada pelo exame de corpo de delito e depoimentos, bem como que as condutas se deram por prevalência das relações domésticas.

A sentença considerou o concurso material de crimes, somando a pena dosada pela ofensa à integridade física e psicológica com a pena pelo crime de ameaça. A decisão foi publicada na edição n° 6.756 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 112).

“A prática desse tipo de delito assola a vida familiar e social, redundando em ações cada vez mais frequentes de violência contra a mulher”, concluiu o magistrado.

Continuar lendo

Extra Total

Primeira noite de “toque de recolher” é marcada por bares e restaurantes fechados

Publicado

em

Parece que os apelos do governador Gladson Cameli (Progressistas) para evitar aglomerações vem surtindo efeito. A primeira noite do decreto apelidado de “toque de recolher” foi bem tranquila para as equipes da Polícia Militar do Acre (PMAC) que realizaram a fiscalização em diversos bairros de Rio Branco.

O decreto que foi publicado na tarde desta segunda-feira, 25, proíbe das 22h às 6h o ingresso e a permanência de pessoas, em qualquer número, em espaços públicos ou privados que possam causar aglomerações. Isso não se aplica à comercialização em postos de combustíveis, farmácias, serviços de saúde, delivery e drive thru, funerárias, coleta de resíduos e demais ações destinadas ao enfrentamento da Covid-19.

O videomaker do ac24horas, Whidy Melo, acompanhou a ronda da Polícia Militar que passou pelo Centro, Bosque, Floresta, João Eduardo e Sobral que não registrou nenhuma ocorrência. Apenas um trio de jovens foram vistos no SkatePark durante a ronda, porém ao avistarem a polícia decidiram se dispersar do local.

Em entrevista ao ac24horas, o Tenente Randson Oliveira, da Polícia Militar (PMAC), afirmou que a presença da polícia se faz necessária para cumprir o Decreto determinado pelo governador Gladson Cameli.

“Em razão do decreto, estaremos fazendo as fiscalizações desses locais para fazer cumprir a lei, uma vez que as medidas adotadas buscam reduzir o número de vítimas da covid-19. A intenção é não deixar que o sistema de saúde sobrecarreguem”, afirmou.

Após terminar a primeira ronda sem registrar ocorrências de descumprimento do decreto, o Tenente afirmou que as fiscalizações continuarão enquanto o decreto estiver em vigência.

“Foi bastante tranquilo esse primeiro dia. A intenção é que o sentimento continue. A operação vai se estender enquanto o Decreto estiver em vigência. Nos finais de semana, iremos reforçar as equipes e atuar em diversos bairros simultaneamente”, encerrou.

Assista ao vídeo:

Continuar lendo

Cotidiano

Dupla em motocicleta ataca novamente e tenta matar jovem a tiros no Belo Jardim

Publicado

em

O jovem Raimundo Vieira dos Santos, de 24 anos, foi ferido a tiros na noite desta segunda-feira, 25. O crime aconteceu no Ramal do Macarrão, no bairro Belo Jardim II, Segundo Distrito de Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, Raimundo estava caminhando na rua quando dois homens não identificados, se aproximaram em uma motocicleta, e o garupa efetuou vários tiros na direção da vítima que foi atingida com três tiros. Mesmo ferido, Raimundo ainda conseguiu correr e pedir ajuda dentro de um comércio.

Populares acionaram a ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam o jovem ao Pronto-Socorro de Rio Branco, porém, quando o ferido deu entrada na sala de emergência, o estado de saúde se agravou e o paciente foi encaminhado com urgência a sala de cirurgia.

Policiais Militares estiveram no local e ninguém foi preso durante patrulhamento na região. O caso já está sendo investigado pelos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo a polícia, o crime foi motivado pela guerra entre facções.

Continuar lendo

Destaque 4

A convite de Alan Rick, embaixador de Israel retorna ao Acre e fortalece diálogo com indústrias

Publicado

em

Atendendo ao convite do deputado federal Alan Rick (DEM), o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, retornou ao Acre onde cumpriu extensa agenda na segunda-feira, 25, com o objetivo estreitar o diálogo com as indústrias locais.

O parlamentar e o diplomada iniciaram o dia visitando a fábrica de beneficiamento de café da empresa Café Contri. Após acompanhar o processo de produção e embalagem do café, o embaixador destacou a possibilidade de o produto acreano ser comercializado em Israel.

“O Acre tem uma potencialidade muito grande, e dessas visitas podemos realizar grandes negócios. Na primeira visita ganhei uma cesta de produtos de café e fiz questão de degustar esses produtos com um grupo de empresários que ficaram muito satisfeitos com a qualidade e sabor do café. A partir desse ponto iniciamos as conversas para esta visita e estou muito satisfeito com o que acompanhei aqui”, frisou o embaixador.

O deputado Alan Rick, ao destacar a importância do retorno do embaixador ao Acre, lembrou que o Estado tem potencial para a comercialização de diversos produtos. “Além do café temos ainda o mercado da carne acreana que já foi apresentado ao embaixador para uma futura exportação. Temos ainda a castanhas e as polpas de frutas produzidas no Estado. Estou muito otimista com a grande possibilidade de negócios que irão surgir a partir dessas tratativas”, pontuou o parlamentar.

Alan e Yossi foram recebidos também no gabinete do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom. “Tivemos uma boa conversa com o prefeito Bocalom sobre a geração de emprego e renda, bem como o fortalecimento da economia por meio do agronegócio. Essa é uma bandeira antiga do nosso prefeito e que pode avançar agora com essa possível parceria entre o Acre e Israel”, disse Alan.

“Não só Rio Branco como o Acre inteiro tem um grande potencial econômico através do agronegócio e é nisso que estamos focados, governo e prefeitura, para tornar o nosso estado cada vez mais forte na produção. Com toda certeza iremos realizar grandes negócios com Israel”, disse Tião Bocalom.

Participaram também das agendas o governador em exercício, major Rocha, prefeito Tião Bocalom, deputado estadual Antônio Pedro e o vereador de Rio Branco, Francisco Piaba, ambos do DEMOCRATAS, o presidente do IEPTEC, Francineudo Costa, o secretário de Produção e Agronegócio do Estado, Edivan Azevedo, além de assessores e equipe técnica.

O embaixador visitou ainda a fábrica de beneficiamento de castanha da Cooperacre, onde conheceu e experimentou a castanha e as polpas de frutas produzidas no local.

Parceiro do Acre

Os fortes laços de amizade do deputado Alan Rick com o embaixador Israel no Brasil, Yossi Shelley, garantiu, em maio do ano passado, a doação de cinco mil itens para combater o novo coronavírus no Estado. Constam na doação, máscaras descartáveis, máscaras de proteção facial e álcool gel.

“Existe uma boa relação de amizade entre o nosso Estado e Israel. Tanto que recebemos daquela nação uma doação de itens para combater a Covid-19. Vidas foram salvas, portanto, agradeço novamente ao embaixador Yossi Shelley pelo apoio. Que futuramente possamos estreitar ainda mais os laços com grandes negócios”, finalizou. (Assessoria)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas