Conecte-se agora

Uso de Azitromicina salta de 20 para 90 mil em Rio Branco

Publicado

em

O medicamento Ivermectina, que também é usado no tratamento de Covid-19, está em falta desde maio

A secretária municipal de Saúde em Rio Branco, Maria Jesuíta, explicou nesta terça-feira, 04, na tribuna popular da Câmara de Vereadores, o motivo para a falta de alguns medicamentos nas unidades de saúde da capital acreana. Jesuíta destacou o esforço do município em manter abastecida todas as 57 farmácias de responsabilidade da prefeitura de Rio Branco, mas que a demanda exacerbada por Ivermectina e Azitromicina, por exemplo, fez com que esses medicamentos usados no tratamento da Covid-19 começassem a faltar nos postos.

“Tivemos um aumento de uso dos medicamentos, por exemplo a Azitromicina, que é um item que a gente passou de 20 mil mensal para 90 mil mensal, com isso esgotou o nosso estoque”, pontuou. Ela destacou que a secretaria municipal de Saúde trabalha para suprir a demanda desses remédios, porém, ressaltou que não é só Rio Branco que sofre com o desabastecimento de remédios.

“A gente tem trabalho muito com esses desafios e nós temos percebido que não é só Rio Branco que está faltando remédio. A Ivermectina, por exemplo, encerrou no nosso estoque em maio e estamos tentando adquirir, mas até agora nada. Todas as capitais estão tendo a mesma dificuldades e a gente tá tentando fazer um processo de licitação com farmácias que trabalham com remédios manipulados para tentar suprir essa demanda”, afirmou.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas