Conecte-se agora

Suspeito de assassinar caseiro em chácara que pertencia à mãe de Petecão é preso

Publicado

em

Agentes da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE) prenderam neste domingo, 19, o principal suspeito do latrocínio ocorrido na chácara da mãe do senador Sérgio Petecão. O nome do suspeito não foi divulgado.

À época, o corpo do caseiro Argemiro Figueira de Farias, 74 anos, foi encontrado em estado de decomposição avançado na chácara localizada no quilômetro 11 da BR-364, em Rio Branco. O crime ocorreu no dia 25 de junho.

Segundo as investigações, logo após o crime, o indivíduo fugiu da zona rural, porém com a investigação em curso e na tarde deste domingo,19, o indivíduo foi preso no bairro Santa Cecília.

Participaram da ação, agentes da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE), Núcleo de Capturas da Polícia Civil (NECAPC) e Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

Cotidiano

Rio Branco mantém campanha de vacinação contra a Covid-19 em 12 pontos

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) continua nesta quarta-feira, 22, a imunização contra a covid-19 em 12 pontos de vacinação para atender a população com a 1ª, 2ª e dose de reforço das 8h às 16h.

Segundo a Semsa, em sete Uraps são aplicadas a dose de reforço em idosos acima dos 70 anos que tenham tomado a 2ª dose há seis meses e os imunossuprimidos que tenham tomado a 2ª dose há pelo menos 28 dias.

Além desses públicos, as equipes de saúde aplicam a 1ª e 2ª dose da Pfizer e da AstraZeneca para quem ainda não se vacinou ou precisa fechar o esquema vacinal nesses mesmos pontos.

Os adolescentes precisam ir acompanhados dos pais ou responsável e levar RG ou CPF e cartão do SUS. O ponto de vacinação no antigo drive-thru do 7º BEC, não funciona a partir desta quarta, 22, segundo a Semsa, o motivo é o calor excessivo que tem predominado Rio Branco e as vacinas precisarem ser armazenadas em um ambiente seguro.

Veja os pontos de vacinação:

Reforço em idosos a partir de 70 anos (6 meses da 2ª dose) e imunossuprimidos (28 dias da 2ª dose)

Urap Eduardo Assmar

Urap Vila Ivonete

Urap Roney Meireles

Urap Hidalgo de Lima

Urap Maria Barroso

Urap Rosangela Pimentel

Urap Ary Rodrigues

1ª e 2ª dose da Pfizer e antecipação 60 dias ou +

Urap Eduardo Assmar

Urap Vila Ivonete

Urap Roney Meireles

Urap Hidalgo de Lima

Urap Maria Barroso

Urap Rosangela Pimentel

Urap Ary Rodrigues

Somente antecipação 2ª dose AstraZeneca com 60 dias ou +

Urap Cláudia Vitorino

Urap São Francisco

Urap Valdeiza Valdez

Urap Bacurau

Policlínica Barral y Barral

Continuar lendo

Cotidiano

Quarta-feira será de sol com possível pancadas de chuvas e trovoadas, alerta Sipam

Publicado

em

De acordo com o Serviço de Proteção da Amazônia (Sipam) esta quarta-feira, 22, será de sol entre muitas nuvens com pancadas de chuva e trovoadas entre a tarde e à noite nas cidades do oeste acreano.

Já na capital e demais regiões do Acre o dia será de sol e tempo abafado, com céu variando de parcialmente nublado a nublado e com pancadas de chuva e trovoadas entre a tarde e à noite. Há possibilidade de temporais com ventania pontuais em todas as regiões acreanas.

Confira as temperaturas em todas as regiões:

Alto Acre

Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 22°C e a máxima de 33ºC.

Baixo Acre

Mínima de 23°C e máxima de 33ºC são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco.

Vale do Juruá

Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 22ºC e 32°C.

Vale do Purus

Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 23º C e 32°C.

3

Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 23°C e a máxima de 32°C.

Continuar lendo

Cotidiano

Justiça de Rondônia considera inconstitucional lei que extinguiu 11 UCs no Estado

Publicado

em

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) declarou inconstitucional a Lei Complementar Estadual nº 999/2018, que extinguiu 11 unidades de conservação do Estado.

Ainda passível de recurso, a decisão, tomada nesta segunda-feira (20), foi concedida pela maioria dos juízes e desembargadores que formam o Tribunal Pleno do órgão, em Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) proposta pelo Ministério Público de Rondônia.

A decisão sobre a Lei 999/2018 é mais um capítulo de uma longa novela jurídica que tem se desenrolado no estado desde 2017 e que não dá mostras de estar perto do fim.

Cinco das 11 UCs extintas em 2018 pela lei nº 999 – agora julgada inconstitucional – foram recriadas pela Lei nº 1.089, de maio de 2021, sendo que duas dessas cinco foram extintas ou reduzidas por leis posteriores (confira abaixo na matéria o histórico de extinção e recriação de UCs no Estado).

De iniciativa do Poder Executivo, a norma declarada inconstitucional nesta semana pretendia extinguir apenas a Estação Ecológica Soldado da Borracha. No entanto, no curso de sua aprovação, foi inserida em seu texto, pela Assembleia Legislativa, artigos que extinguiam outras 10 unidades de conservação.

Todas as informações sobre o tema e o histórico de extinção e recriação de UCs em Rondônia estão em reportagem do site ambiental O Eco, assinada pela jornalista Cristiane Prizibisczki.

Continuar lendo

Cotidiano

PEC aprovada isenta gestores de punição se não gastarem o mínimo com educação

Publicado

em

Com 57 votos favoráveis no primeiro e 60 votos no segundo turno de votações, o Senado Federal aprovou nesta terça-feira, 21 de setembro, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 13/2021 que determina que os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, bem como seus agentes, não poderão ser responsabilizados pelo descumprimento, nos exercícios financeiros de 2020 e 2021, da aplicação mínima de 25% destinados à educação, estabelecida no caput do art. 212 da Constituição Federal.

Os senadores do Acre votaram pela aprovação da PEC.

Preocupada com o crescimento do número de municípios que não conseguiram cumprir o investimento de 25% em educação, a matéria foi tema recorrente nas mais recentes reuniões do conselho político da Confederação Nacional dos Municípios e com representantes do Ministério da Educação. Diante dos relatos apresentados pelos gestores municipais, a CNM realizou em 2020 uma pesquisa a fim de verificar a situação de forma mais ampla. No mês passado, a entidade publicou Nota em defesa da PEC e ressaltou que a PEC tem caráter transitório e excepcional para assegurar que os gestores públicos possam reunir mais condições de planejar os investimentos educacionais necessários, sem renunciar ao cumprimento do mínimo constitucional destinado à manutenção e ao desenvolvimento do ensino.

Com a crise sanitária e o fechamento das escolas, houve redução drástica de despesas de natureza educacional, desde a manutenção das escolas, o transporte escolar, os contratos temporários de professores, mais a redução de uma infinidade de gastos, e as administrações locais estavam focadas na questão sanitária. Além disso, houve aumento de despesas com a alimentação escolar, cujo custeio cabe 90%, aproximadamente, aos Entes subnacionais e não são computados para cumprimento do mínimo constitucional destinado à educação.

A matéria vai à Câmara dos Deputados.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas