Conecte-se agora

Congresso avalia adiar 1º turno das eleições para 15 de novembro ou 6 de dezembro

Publicado

em

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira (21) que o Congresso Nacional estuda adiar o primeiro turno das eleições municipais deste ano para 15 de novembro ou 6 de dezembro – as duas datas caem em um domingo.

A ideia é permitir que as eleições ocorram com segurança, sem riscos relacionados à pandemia do novo coronavírus, mas evitar também que os atuais mandatos de prefeitos e vereadores sejam prorrogados.

“Você tem aí dois períodos que estão sendo discutidos. Seria 15 de novembro ou o primeiro domingo de dezembro para o primeiro turno. E o segundo turno em um período menor para dar tempo de fazer a transição, da prestação de contas. Essas são as ideias”, afirmou Maia.

Pela Constituição Federal, o primeiro turno das eleições deve ser realizado no primeiro domingo de outubro e o segundo turno, se houver, no último do mesmo mês. Neste ano, as eleições estão marcadas para 4 de outubro e 25 de outubro, respectivamente.

Maia ponderou, no entanto, que antes de pensar na data é preciso resolver se a decisão será mesmo a favor do adiamento. A partir daí, ressaltou que a escolha da data será resolvida após consulta ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso.

“Tem que ver se vai ter voto para adiar. A partir do voto para adiar, se discute uma data, tudo em sintonia com o ministro Barroso, que, a partir de segunda, começa a presidir o Tribunal Superior Eleitoral”, disse.

Maia afirmou ainda que pretende conversar com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para decidir o melhor formato do debate. Na terça-feira (19), o presidente da Câmara havia dito que poderia ser criado um grupo de trabalho conjunto, formado por deputados e senadores, para estudar uma proposta.

“Como tem muita demanda para participação, talvez o melhor modelo seja uma reunião do Colégio de Líderes das duas Casas para que se construa uma maioria em relação à decisão de adiar, sim ou não, e para qual período”, afirmou.

O presidente da Câmara, contudo, disse ser “radicalmente contra” a prorrogação de mandatos – algo que ele vê como “muito sensível” para a democracia e sem previsão na Constituição.

“É muito sensível do ponto de vista institucional você abrir essa janela. No futuro, daqui a dois, três, quatro mandatos alguém pode se sentir muito forte, ter muito apoio no Parlamento, criar uma crise e prorrogar seu próprio mandato”, disse.

Medidas econômicas

O presidente da Câmara foi questionado sobre a necessidade de novas ações do governo para combater a pandemia. Maia afirmou que a saúde continua sendo a prioridade, mas cobrou mais efetividade de programas anunciados pela área econômica.

“Na área econômica, acho que os programas precisam ter mais efetividade. Acho que os recursos não estão chegando nas micro e pequenas empresas. As médias empresas ainda não foram atendidas. Parece que sai uma MP nos próximos dias. Acho que é importante”, afirmou Maia.

Enem

Na quarta (20), o governo federal anunciou o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), sem cravar a nova data. Em entrevista nesta quinta, Maia confirmou que levou a ideia ao presidente da República, mas cobrou ainda a revisão de mais itens do cronograma original.

“Agora, precisa discutir a data da inscrição. Ela também precisa ser adiada. Eu coloquei isso para o presidente. Vamos ver se eles compreendem isso”, disse Maia.

Auxílio emergencial

Maia disse ter a “impressão” de que será necessário prorrogar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais e famílias mais afetadas pela crise do coronavírus. Hoje, a previsão é de pagamento por três meses.

O presidente da Câmara não deu detalhes de valores, nem do período pelo qual essa renda poderia ser prorrogada.

“Não podemos esquecer que o auxílio emergencial é fundamental. Se a crise continuar ele vai ser tão importante como está sendo agora”, disse.

Segundo o presidente da Câmara, no entanto, é importante definir de onde sairão os recursos para evitar que sejam criadas novas despesas.

“Já coloquei alguns parlamentares para estudar isso, para ter uma proposta que a gente possa fazer ao governo que possa, se necessário for, continuar com o programa, mas que a gente encontre parte desses recursos na estrutura de gastos que o governo já tem e que muitas vezes está mal alocado”, disse.

Reformas tributária e administrativa

O presidente da Câmara disse, ainda, ter “muito otimismo” de que é possível discutir as reformas tributária e administrativa ainda em 2020, mesmo com a pandemia do novo coronavírus.

Maia sinalizou também a tentativa de “convencer” o presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a retomar, já em junho, a comissão mista que discute a reforma tributária.

“Se tem um ponto que reduz a produtividade, a competitividade das empresas brasileiras é o nosso sistema tributário”, afirmou.

Segundo Maia, a reforma administrativa “é decisiva” e será importante para melhorar a qualidade do gasto público, para reduzir as despesas correntes a aumentar a capacidade de investimento no país.

“Como nós já temos a previdência aprovada, agora nós precisamos sem dúvida nenhuma da reforma administrativa, não apenas para congelar cortar salários, mas melhorar a qualidade do gasto público”, disse.

Anúncios

Cotidiano

Empresas de panificação doam pães para famílias que estão nos abrigos 

Publicado

em

Iniciativa faz parte da campanha que reúne FIEAC, Sindpan e demais sindicatos industriais em prol de famílias atingidas pelas enchentes  

Empresas de panificação, por meio do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado do Acre (Sindpan) e FIEAC, entregaram pães na tarde desta terça-feira, 2 de março, à prefeitura de Rio Branco. Os produtos serão destinados às famílias que tiveram que deixar suas casas em virtude da alagação e que estão em abrigos públicos. 

De acordo com o presidente do Sindpan, Abrahão Felício, a mobilização faz parte da campanha Indústria Solidária SOS Enchentes. “Nós realizamos iniciativas sociais todos os anos e essa ação foi um pedido do presidente da FIEAC, José Adriano, que atendemos de imediato. É nossa obrigação ajudar neste momento tão difícil que o Acre vive. Somos muito gratos a todas as panificadoras que ajudaram e foram solidárias”, destacou o empresário. 

Representando o prefeito Tião Bocalom, o chefe da Casa Civil Municipal, Artur Neto, afirmou que a doação será muito importante para auxiliar na alimentação das quase 70 famílias que estão em abrigos públicos na capital.  “Em meio a tantas situações difíceis que ocorrem ao mesmo tempo, como dengue, pandemia e alagação, a solidariedade e apoio de instituições como o Sindpan e a FIEAC nos fortalecem e nos dão condições de enfrentar e superar tantas adversidades. O nosso sentimento é de total gratidão”, salientou Neto. 

Também participaram do ato de entrega o presidente da FIEAC, José Adriano, o assessor especial da prefeitura, Valtinho José da Silva, o presidente do Sindmóveis, Augusto Nepomucena, além de outros representantes da FIEAC. Contribuíram com doação as seguintes indústrias de panificação: Chalé do Trigo, Rosamélia, Ricca Massas Pães, Pertutti, Nossa Sra. do Rosário, Acrepan, Primícias e Boa Vista.

Continuar lendo

Cotidiano

Pai morre e filho fica ferido após colisão entre veículos no bairro Belo Jardim

Publicado

em

A colisão entre um carro e uma motocicleta tirou a vida de Naum Gomes, de 39 anos e deixou seu filho, N.S.G de 14 anos, ferido na tarde desta terça-feira, 2, no km 6 da BR-364, próximo ao Distrito Industrial, região do Bairro Belo Jardim em Rio Branco.

De acordo com informações de populares que presenciaram o acidente, Naum e seu filho trafegavam em uma motocicleta modelo Suzuki 125 YES, de cor azul no sentido Porto Velho-Rio Branco, quando o condutor do veículo Fiat Palio, de cor vermelha, com uma carretinha reboque, perdeu o controle da direção e invadiu a pista contraria.

Naum e seu filho colidiram de frente com a carretinha. Com o impacto, Naum sofreu uma fratura na perna, traumatismo craniano e morreu no local. Já o seu filho sofreu ferimentos leves.

A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, mas quando os paramédicos chegaram ao local,  Naum já estava sem vida.

O adolescente recebeu os primeiros atendimentos e foi encaminhado ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável.

Populares chegaram a dizer que o condutor do veículo Fiat Palio perdeu o controle da direção após uma Carreta que transitava no mesmo sentido, Rio Branco-Porto Velho, colidir na carretinha reboque do carro. O condutor da Carreta teria fugido do local e foi abordado no posto de fiscalização da PRF na BR-364.

A área primeiramente foi isolada pelos Policiais Militares do Trânsito até a chegada da Polícia Rodoviária Federal. Foi feito os trabalhos de perícia e em seguida o corpo de Naum foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame cadavérico.

Os condutores dos veículos foram encaminhados à Delegacia para prestar esclarecimentos.

Continuar lendo

Cotidiano

Deputados irão aos municípios do Juruá para verificar atendimentos contra o coronavírus

Publicado

em

Uma caravana composta pelos deputados estaduais Roberto Duarte, Daniel Zen, Gerlen Diniz, Cadmiel Bonfim e Neném Almeida percorrerão os municípios de Sena Madureira até Mâncio Lima. A missão faz parte da Comissão Especial de Acompanhamento das Ações de Enfrentamento à Pandemia da Covid-19 da Assembleia Legislativa do Estado do Acre.

Segundo o presidente da Comissão, deputado estadual Roberto Duarte, o objetivo é visitar os locais de atendimento à população em relação à Covid-19. “Recebemos algumas denúncias e vamos fiscalizar as condições em que a população está sendo atendida. Além disso, vamos acompanhar de perto a vacinação em todos esses municípios”, explicou.

Confira a agenda da Comissão:

02 de março (terça-feira): Saída de Rio Branco, às 14h, após a Sessão da Aleac. Com Pernoite em Tarauacá.

03 de março (quarta-feira): às 8h: visita ao Hospital e Unidades de Saúde em Tarauacá. Após, saída para Cruzeiro do Sul. Às 14h, visitas ao Hospital e Unidades de Saúde de Mâncio Lima e Rodrigues Alves. Pernoite em Cruzeiro do Sul.

04 de março (quinta-feira): às 8h: visita Hospital e Unidades de Saúde de Cruzeiro do Sul. Às 15h, visita ao Hospital e Unidades de Saúde de Feijó, pernoite em Feijó.

05 de março (sexta-feira): às 10h, visita ao Hospital e unidades de Saúde de Manoel Urbano. Às 14h, visita ao Hospital e Unidades de Saúde de Sena Madureira, e retorno para Rio Branco.

Continuar lendo

Cotidiano

Gerlen cutuca base do governo: “não serei pseudo aliado como fizeram comigo”

Publicado

em

O deputado Gerlen Diniz (PP), ex-líder do governo na Assembleia Legislativa, disse nesta terça-feira (2) que também se solidariza com as famílias que sofrem com a pandemia da Covid-19. Ele fez mea-culpa em relação à campanha eleitoral do ano passado, em que ele foi candidato e participou ativamente. Agora, o que resta é atuar para mudar o quadro, mas não será fechado o comércio que algo será modificado, segundo ele.

“Infelizmente ainda não é possível ao Estado comprar a vacina, mas temos de lutar para superar este momento de crise”, disse o parlamentar, alertando que os hospitais estão cheios e não somente no Acre, mas nos Estados ricos também.

Ele apresentou PL anistiando multas aplicadas pela Agência Reguladora de Serviços do Acre (Ageac) desde o começo da pandemia. São multas que variam de R$1 mil a R$ 3 mil ou mais.

Pampeiros, taxistas, transportadores de cargas e outros segmentos seriam os atendidos pelo PL.

Diniz também destacou a troca na mudança do líder do governo, cargo que ele ocupou por dois anos. “Era o momento de pessoas novas a ocupar o posto”, disse ele, desejando sucesso ao novo líder, Pedro Longo. “Não terá em mim um pseudo aliado como alguns fizeram comigo. Terá em mim um aliado fiel”, disse.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas