Conecte-se agora

Progressistas batem o pé e anunciam candidatura à PMRB

Publicado

em

A declaração de ontem do governador Gladson Cameli ao BLOG DO CRICA de que a chapa que considera ideal para disputar a prefeitura de Rio Branco é formada pela prefeita Socorro Neri (PSB) e por Marfisa Galvão (PSD), não inibiu o PROGRESSISTAS, partido do governador, de lançar candidato próprio à PMRB. A senadora Mailza Gomes (PSD) –foto – falou ontem ao BLOG que nada mudou nos planos do partido de disputar a prefeitura da capital. E adiantou em primeira mão que o nome do candidato a prefeito pelo partido será divulgado numa reunião na próxima quarta-feira, em Rio Branco. Adiantou que a sigla vai escolher entre José Bestene, Tião Bocalom e Ney Amorim. Na avaliação da senadora, o governador Gladson Cameli vai acabar apoiando o candidato que o PROGRESSISTAS lançar para a disputa da PMRB.

NOVO CENÁRIO
Com a declaração da senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS) cria-se um cenário conflitante na sucessão municipal, no grupo do governador Gladson Cameli. Este, externando querer apoiar a prefeita Socorro Neri (PSB) e o PROGRESSISTAS que ele apoie um nome do partido.

CEREJA DO BOLO
O PROGRESSISTAS também sonha com uma chapa própria e que tenha a Marfisa Galvão (PSD) de vice, já tendo havido conversas anteriores com ela e seu marido, o senador Sérgio Petecão (PSD). O senador Petecão tem dito que deve seguir o nome apoiado pelo governador Gladson.

LONGE DO CONFRONTO
A minha longa experiência no jornalismo político aponta no sentido de que considera difícil um quadro em que o governador Gladson Cameli esteja em um palanque e o PROGRESSISTAS em outro, até porque Gladson é a sua maior liderança; está no poder, e tem a caneta na mão.

NINGUÉM MATA A GALINHA DOS OVOS DE OURO
Quem é a maior liderança hoje dentro do PROGRESSISTAS? Pergunta que não é difícil de responder: o governador Gladson Cameli. Todos os três nomes anunciados pela sigla como disputando a indicação para disputar a PMRB, de uma forma ou de outra dependem do governo, uma briga seria matar a galinha dos ovos de ouro. Não creio, pois, em rebeldia.

UM HUMANISTA ACIMA DE PARTIDO
Não se pode se apequenar apenas como petista a figura do Abrahim Farhat, o Lhé, ou “Brachula”, como o chamava o jornalista José Chalub Leite, nas visitas que ele fazia á redação do jornal O RIO BRANCO, na década de 70, onde eu trabalhava, para defender a Palestina, os posseiros, os Direitos Humanos. Sua figura transcedia um único rotulo. Mas na política, o PT era só um dos seus emblemas. Adorava o Lula. Mas nunca foi um radical, um rancoroso, ao contrário, era do diálogo, uma figura generosa. Era antes de tudo um pacifista.

OS SONHOS QUE O EMBALAVAM
Vários sonhos embalaram sua vida. Ver o Lula livre, que Galvez fosse reconhecido como um libertador do porte de Simón Bolivar; que fosse declarada área de proteção ambiental o aquífero da capital, ver criado o Estado da Palestina, que fosse localizada e retornada ao patrimônio público a corrente citada na história do Acre, supostamente esticada sobre o Rio Acre para impedir o trânsito dos vapores bolivianos, enfim, sempre lutou a luta do bem e da paz.

POUCOS SE LEMBRAM
Poucos se lembram das suas lutas. Vou citar duas: a criação do Sindicato das Lavadeiras e o Sindicato das Empregadas Domésticas. Foi quem encabeçou solitário com uma lança em punho a briga pelo reconhecimento sindical destas categorias. O Lhé era despojado de vaidade. O seu visual era de roupas simples, calçando uma sandália, e sempre querendo ajudar alguém.

DERROTA DO PT
Na última entrevista que me deu ano passado, publicada neste BLOG, debitou a derrota do PT na eleição ao partido ter se afastados dos sindicatos, e pors suas lideranças terem se encastelado em cargos de confiança e deixado as lutas das ruas. Sonhava com a aliança PT-MDB. Adorava o Flaviano Melo (MDB). Com o Lhé, não havia barreiras a uma boa conversa. Que Aláh o receba em seu paraíso, meu bom amigo! A Palestina está de luto. Lhé lutou sempre a boa luta. Espero que tenha encontrado as dez mil virgens prometidas por Maomé.

PROJEÇÃO DE UM TUCANO
Projeção de um tucano de alta plumagem feita a um amigo: “se o Gladson apoiar a Socorro Neri o segundo turno será ela e o Minoru; se não apoiar, será o Minoru e o Roberto Duarte”.

PLANO FRUSTRADO
Na verdade, os dirigentes tucanos tiveram o seu principal sonho da eleição municipal fustrado, que era o PROGRESSISTAS estar no seu palanque indicando o vice de Minoru Kinpara, junto com o governador Gladson Cameli. Mas não soube costurar o cenário, que seria o ideal.

TAMBÉM NÃO FEZ POR ONDE
Lembro de uma entrevista que fiz com o deputado federal Flaviano Melo (MDB), no início do ano passado, em que este previa que a chapa para a disputa da PMRB seria Roberto Duarte (MDB), com um vice do PROGRESSISTAS. Mas os ataques virulentos do Duarte ao governador Gladson Cameli, eleito como seu alvo no mandato, acabaram com o sonho do MDB.

 NÃO TEM DO QUE RECLAMAR
Mas, o MDB não tem muito do que reclamar. Qual o governador que apanhasse todas as sessões de um deputado de um partido fosse apoiar um nome deste partido a uma candidatura majoritária? Ao não ser que, este governador fosse um masoquista.

PERDEU A OPORTUNIDADE
O presidente Jair Bolsonaro perdeu a grande oportunidade de estar nesta pandemia liderando o país unificado, e falando a mesma linguagem com governadores e prefeitos sobre a condução do sistema de saúde. Ao contrário, optou pela contenda, por querer impor a sua vontade, o que dividiu a Nação, e com os casos do Covid-19 aumentando. Não sei onde vamos parar!

#DR.RAIZ, JÁ!
Está todo mundo lançando o seu candidato para Ministro da Saúde, então lanço a minha campanha: #Dr.Raiz, já!

DOIS MIL CASOS
A previsão dos que está à frente do sistema de saúde no Acre é que o Estado já atinja ao longo da semana que vai entrar os seus dois mil casos de infectados pelo Covid-19. Mas tem quem continue levando o caso na brincadeira, mesmo com o quadro e o número de mortos.

O THOR ESTAVA CERTO
O médico infectologista Thor Dantas estava certo quando previu que o sistema estadual de saúde poderia entrar em colapso, caso não fosse seguida a regra do isolamento social. Foi atacado na sua honra, chamado de alarmista, não pouparam nem sua mãe, mas os tempos mostraram que os irracionais estavam errados. Numa pandemia não cabe a politicagem.

CONDUZINDO BEM
O presidente da ALEAC, deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), vem cobduzindo bem as sessões não presenciais, deixando o debate correr livre e colocado em pauta os projetos para decidir nos votos. No parlamento, vence a maioria, alguns da minoria ainda não entenderam.

NÃO VÃO DERRUBAR
Já disse aqui neste espaço que, os adversários políticos do prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), que disputam a sua sucessão, não vão conseguir lhe derrotar criando factóides. Para lhe derrotar, só nas urnas, que sabem não ser nada fácil.

PEGAR A IDÉIA
A SESACRE poderia pegar a idéia lançada pelo médico Carlos Beirute do Estado de comprar  1 milhão de máscaras para distribuir e comprar 1 milhão de testes rápidos para saber quem está ou não contaminado, e fazer um bolsão de isolamento. Tem que sair da mesmice na pandemia. Não pode apostar no pior, sem usar novos caminhos, viu secretário Alysson Bestene!

DEIXAR EXPLICADO
E deixar explicado que, o médico Carlos Beirute não vende máscaras e nem testes rápidos.

BREQUE NAS VIAGENS
O Covid-19 brecou o plano de vôo do prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos, que já estava com 158 mil reais no orçamento para o pagamento de passagens. Ficou a economia ao município.

FRASE MARCANTE
“As pegadas na areia do tempo não são deixadas por quem está sentado”. Ditado Bérbere.

Anúncios

Blog do Crica

Um exemplo para a política

Publicado

em

POLÍTICO, na atualidade, virou sinônimo de descrédito, de bandalheira, e em todas as pesquisas de opinião pública, o parlamento sempre aparece na rabeira da lista como um dos setores menos confiáveis. Faço o preâmbulo, para comentar que, também existem figuras que passaram por prefeituras, governos, casas legislativas, e que são um bom exemplo para as novas gerações. 

É o caso da ex-governadora Iolanda Lima, de origem humilde, saída das barrancas de Manuel Urbano, que foi vereadora, deputada estadual, prefeita de Rio Branco em exercício, e por fim, governadora do estado. Ao longo da sua trajetória não se conhece dela um deslize, algo que possa ser apontado como uma transgressão à legalidade. Instalou a primeira Delegacia da Mulher, construiu o Teatrão, e defendeu sempre as correntes menos favorecidas durante a sua gestão. 

Iolanda quebrou um ciclo na política acreana de que a mulher não podia ascender ao comando do Executivo. Foi uma guerra contra o machismo para ser guindada à vice-governadora, na chapa do então candidato ao governo Nabor Júnior. Sua história sempre foi de oposição à ARENA, integrou o PTB, e depois militou no MDB, junto com o deputado Geraldo Fleming (MDB), com quem foi casada. 

Iolanda Lima não deixou só o exemplo de uma gestora honrada, mas também a bandeira de que não há fronteiras para as mulheres. Iolanda, foi a primeira mulher a acabar com o “Clube do Bolinha” na política estadual, onde só os homens tinham o direito de comandar o Acre. Entrou limpa e saiu limpa do governo. Merece ser lembrada.

MALUCOS E MALUCAS DO NEGACIONISMO

O ACRE registrou ontem 10 mortes por Covid e mais de 600 novos casos de contaminações. E 933 exames aguardando análise para confirmação do vírus. E, malucos e malucas negacionistas da ciência ainda defendem a abertura total do comércio. Isso sim, é uma insanidade!

ARGUMENTOS TOSCOS

OS ARGUMENTOS dos negacionistas são os mais toscos, é de que um hotel fechou, comércios fecharam, houve demissões, mas não falam na preservação de vidas. A economia se recupera, vidas perdidas, estas, jamais!

PANO PARA AS MANGAS

BASTA observar que, os que mais defendem a abertura geral do comércio numa pandemia crescente, são os que pode contratar um jatinho com UTI a 150 mil reais o frete, e irem se tratar em São Paulo, se pegarem o Covid.

É PRECISO SABEDORIA

O GOVERNADOR Gladson Cameli, que até aqui se mostrou um gigante no combate ao Covid, atue com sabedoria ante às pressões para liberar tudo, como se nada estivesse acontecendo. Pode perder todo o capital que acumulou na pandemia, se Rio Branco virar Manaus.

NÃO ESTAMOS NUMA DITADURA

É FALSA como uma nota de 300 reais, a ameaça do presidente Bolsonaro de que não repassará o auxílio emergencial aos estados que adotarem o fechamento de comércios. Não tem este poder, somos uma federação, e não estamos numa ditadura. Arroubo negacionista.

NÃO ENTRO NA MANADA

NO SEGUNDO TURNO, para não votar no PT, votei no Bolsonaro, não escondo. Mas não é por isso que vou lhe seguir nesta sua escalada negacionista da ciência, contra a vacina, contra usar máscaras, como uma manada que segue o boi sinaleiro. São duas situações bem distintas.

PREVALECEU O BOM SENSO

A ENXURRADA de críticas contra a bagunça que foi o primeiro dia de vacinação, tocou no bom senso do secretário de Saúde, Frank Lima, a vacinação de ontem, com a instalação de novos postos, fluiu sem problemas.

ASSIM QUE SE CONSERTA

NENHUM GESTOR tem que ficar bicudo com críticas da imprensa, porque quando são construtivas, colaboram para consertar o erro. Não existe democracia sem crítica.

QUANDO SE PENSA ESTAR TUDO BEM…….

E, QUANDO SE PENSA que, os ventos amainaram pelos lados da PMRB, numa entrevista ao jornalista Itaan Arruda, na TV-GAZETA, o prefeito Tião Bocalom desancou críticas injustas aos agentes comunitários de saúde, e ganhou de mimo uma Nota de Repúdio da categoria.

DEVERIA REMANEJAR

CASO NÃO HAJA o comparecimento esperado amanhã nos postos de vacinação da PMRB, a lógica coerente é que, baixe o teto para outra faixa etária. E, ande a fila.

NÃO ESTÁ PARADO

O PT não está parado, as suas lideranças, sob o comando do ex-governador Jorge Viana, se articulam em conversas nos bastidores, visando a eleição majoritária de 2022.

NÃO REPETIR A ARROGÂNCIA

NÃO QUEREM repetir a arrogância da última eleição estadual, quando montaram uma chapa incompleta para deputado federal, e não elegeram ninguém do partido.

ATO DE AMOR

O PREFEITO Bocalom, antes do mandato, sempre se dedicou a cuidar da mulher, que tem uma doença degenerativa, e vive numa UTI fora do estado. Continuar as visitas é humanitário, e um ato de amor. Não crítico.

CENTRADAS SEMPRE NA GESTÃO

AS CRÍTICAS que venha a fazer serão sempre centradas na gestão e não na figura do gestor; e de apontar erros não abro mão, porque é um ato inerente à minha profissão.

CAIU NA REAL

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) caiu na real ao retirar da PEC Emergencial, o fim do teto de gastos com a Saúde e a Educação, já que era um absurdo, um crime, acabar com estas garantias.

NEM AO CÉU E NEM À TERRA

A PANDEMIA do Covid-19 foi uma tacada nos neurônios dos que defendem um estado mínimo, não fosse o SUS, e o auxílio estatal, o Brasil teria virado uma grande cova.

CHAPAS VÃO DEFINIR

A FORMAÇÃO das chapas para o governo na eleição do próximo ano é que vão definir quais serão os candidatos. Antes de se conhecer o cenário fica difícil traçar um panorama de candidaturas.

SEM CALENDÁRIO

NÃO existe calendário da próxima etapa da vacinação, até aqui garantida a quem tem de 74 anos em diante. Tudo depende do envio pelo governo federal, que tem sido um exemplo de falta de planejamento na imunização.

DOIS NOMES INTERESSANTES

DOIS NOMES que deveriam ser candidatos a um cargo eletivo no próximo ano, o da ex-prefeita Socorro Neri (PSB) e o do ex-candidato a prefeito Minoru Kinpara (PSDB). A política precisa de figuras com boa qualificação.

CHAPAS ATRATIVAS

PSL E PSD terão chapas atrativas para deputado estadual na eleição do próximo ano, porque não aceitarão candidatos que tenham mandato. Iguala as chances.

NÃO CONVERSA

O VICE-GOVERNADOR Major Rocha diz que não conversa sobre política ou composições este ano. Antes quer trabalhar para tornar as chapas do PSL competitivas.

FRASE MARCANTE

“Dizem eu o tempo muda as coisas, mas é você que deve mudá-las”. Andy Warhol.

Continuar lendo

Blog do Crica

Faça uma lista de todos os amigos 

Publicado

em

AO DAR UMA OLHADA nesta foto do ano passado, eu como decano do jornalismo acreano, alguns mais jovens, outros nem tanto, me veio uma saudade desta turma e da cobertura jornalística presencial na ALEAC, e lembrei da música “A Lista”, do cantor Osvaldo Montenegro, com seus versos: “Faça uma lista\de grandes amigos\quem você mais via\há 10 anos atrás\quantos você\ainda vê\todo dia\quantos você\já não encontra mais…. A gente se sente vivendo numa bolha, em prisão domiciliar, e observando a realidade de fora sem se ver inserido nela. 

Sem puder abraçar os amigos, trocar uma prosa, discutir um fato jornalístico; ficou tudo muito frio, muito mecânico, não há aquele clima de companheirismo. Vivemos na verdade sob uma capa do terror. Uma tosse, por mais leve que seja, já apavora. Será o Covid? Vem a pergunta. Ficou todo mundo louco, este vírus mostrou duas coisas: que não somos nada no universo, e que não adianta se pensar só na acumulação de riquezas, ser cético, negacionista da ciência, porque o Covid não escolhe quem vai contaminar ou matar.

 O bom ao olhar esta foto é saber que todos meus amigos jornalistas tiveram suas vidas preservadas. Se cuidem! Álcool gel, lavar as mãos com sabão, usar máscaras, não aglomerar, logo mais chegará o dia da nossa vacinação, e mais uma vez voltaremos nos encontrar no “Aquário” da Assembleia Legislativa. 

Um abraço virtual a todos. “Do mal, será queimada a semente…, já disse o velho sambista Nelson Cavaquinho. Até breve, meninos e meninas!

ALÉM DAS EXPECTATIVAS

PELO FATO de ter assumido o mandato como suplente do Gladson Cameli, que teve de deixar o Senado para ser governador, ser desconhecida do grande público, havia uma grande interrogação como seria o mandato da senadora Mailza Gomes (PP), e até aqui não tem decepcionado. Toda vez que há uma demanda coletiva para o estado, cobra e se faz presente nos órgãos federais. Não ficou só em Brasília, tem visitado os municípios. Cumpre um bom mandato.

NÃO BRIGO COM A NOTÍCIA

ESTIVE envolvido em várias campanhas do Bocalom. São incontáveis as entrevistas, os comentários positivos, e também negativos, que fiz ao seu respeito nos últimos 30 anos. Nunca lhe pedi para pagar um café. Falo por mim. Então, tenho moral para lhe criticar ou para elogiar, se necessário. Brigo com todo mundo, menos com a notícia.

VIROU NOTÍCIA, PUBLICO!

NÃO VOU FICAR criando fake News, mas foi notícia que interesse aos leitores, vou publicar, gostem ou não. Faço as colocações para calar alguns parvos da PMRB, que nas suas cabeças de alfinetes, acham que, quem critica está na busca de vantagens. 

COM QUEM BEM ENTENDER

QUANTO ao uso da verba da mídia é um direito do Bocalom usar como bem entender. Até não usar. Pode usar para se comunicar na página oficial da PMRB, postar na rede ou fazer a sua comunicação por fumaça, como faziam os Apaches, tribo os EUA. E, ponto final. Não o critico neste ponto. Cada um que procure seu quadrado.

QUE BAGUNÇA

RECONHEÇO o esforço do secretário municipal de Saúde, Franck Lima, em acertar, mas não conseguiu ajustar a sua gestão. Esta questão de informações desencontradas sobre a vacinação dos idosos, virou bagunça. Pela falta de informação, deu até polícia ontem na fila de vacinação.

TORRE DE BABEL

TOOS OS ÓRGÃOS de comunicação divulgaram que a vacina seria dos 70 aos 85 anos, e vem a PMRB, sem comunicar, dizer que seria dos 74 em diante. Desculpem o palavrão: Porra! Não querem que ninguém noticie isso?

NÃO É PARA RIR!

SABEM qual foi a comunicação da PMRB? Colocaram uma cartolina numa cerca próxima ao local de vacinação alertando que a imunização era para idosos de 74 anos em diante. Nem na “Barraca do Beijo” dos arraiais de São João se comunica mais com cartolina. My GOD!

O QUE CUSTA?

ONTEM, por exemplo, no ponto de vacinação do DETRAN tinha uma banca com dois vacinadores. Não é demérito pedir ajuda de equipes de saúde do Exército, do governo, para acelerar a aplicação das vacinas. Façam isso.

TERMINA SOBRANDO

ESTE TIPO de lentidão acaba por deixar a população de idosos revoltada, e sobra para o prefeito Tião Bocalom, mesmo não sendo culpado direto, porque a organização teria que partir do sistema municipal de saúde.

PODE PAGAR CARO

O Gladson pode pagar caro se explodir o número de contaminados pelo Covid, com a abertura do comércio no pique da pandemia, no vermelho, para agradar os negacionistas da ciência. Tomara que eu esteja errado.

DECOLOU NA PANDEMIA

É BOM lembrar ao governador Gladson que, ele estava mal avaliado antes da pandemia, e pelo belo trabalho no combate ao Covid recuperou a popularidade, cuidado para não gastar este capital abrindo tudo no vermelho.

NÃO PODE ESQUECER

MUITAS DAS AÇÕES conquistadas pelo Governo Cameli estão atreladas ao apoio ostensivo da bancada federal. Isso tem que ser dito, porque são conquistas coletivas.

NINGUÉM É IMUNE

QUANDO o deputado Daniel Zen (PT) faz críticas pontuais ao governo Gladson apenas cumpre o papel que lhe foi reservado pelas urnas, ser fiscal do governo e oposição. O Zen está certo. Quem não quer ser criticado fique sem mandato.

QUEM FOI QUE DISSE?

E, quem foi que disse que, o político quando chega a um cargo do Executivo não pode sofrer críticas? Desde que não seja ofensa pessoal, a crítica ajuda a quem governa.

PEC DA IMPUNIDADE

ESTA PEC da impunidade em discussão na Câmara Federal, traduzindo para o popular, ela é assim: o parlamentar pode fazer o que quiser, que não será punido. Punição, por esta PEC, só se for ladrão de galinha.

NÃO PODE FICAR IMPUNE

FURAR a fila da vacinação na frente dos idosos é um crime, mas é um crime maior comete quem libera pessoas jovens e que não estão no combate ao Covid, para serem imunizadas. Virou uma esculhambação este processo de vacinação na capital. Um amadorismo.

O POVO NÃO COLABORA

NÃO vejo com otimismo que a população vá acatar as normas do protocolo da saúde de abrir o comércio com 30% da capacidade, porque não existe consciência social nem para se proteger, e nem de proteger o próximo.

MAL ASSESSORADO

O SECRETÁRIO de Saúde, Franck Lima, não é nenhum tapado na área de saúde, é um cara esforçado, a sensação que passa é que escolheu mal seus assessores.

INÍCIO ATUANTE

A NOVA composição da Câmara Municipal de Rio Branco vem tendo um início atuante, com muitos vereadores se mostrando críticos da PMRB e propositivos. Aos poucos vai se separando os que atuam da turma dos mudinhos.

CONVERSA DE TRANCOSO

NÃO PASSA de conversa de trancoso de que, com o comércio aberto serão tomadas providências para evitar mais contaminações pelo Covid. É só andar pela rua que vai se ver que, boa parte da população não usa máscara.

NOMES ATÉ AQUI

Mailza Gomes (PP), Alan Rick (DEM), Carlos Beirute (pelo PTB), Flaviano Melo (MDB), Jorge Viana (PT), Mara Rocha (PSDB), Jéssica Sales (MDB), são os nomes ventilados até o momento como opções para disputar o Senado em 2022. É um assunto para definição no próximo ano.

FRASE MARCANTE

“Ame o seu inimigo, mas não ponha uma arma em suas mãos”. Ditado mexicano.

Continuar lendo

Blog do Crica

Que balbúrdia é esta? MP com a palavra

Publicado

em

FOI AMPLAMENTE DIVULGADO pela imprensa o protocolo de vacinação com o novo lote de imunizantes que veio com o presidente Jair Bolsonaro. Por esta divulgação, a vacinação aconteceria na faixa que vai dos 70 aos 85 anos.

 Liguei ontem à noite para o secretário municipal de Saúde da prefeitura de Rio Branco, Franck Lima, e este me disse que a PMRB vai vacinar apenas neste momento a população dos 74 aos 85 anos. Afinal, que balbúrdia é esta, minha gente? O que é que vai valer das duas versões? E neste vendaval de desinformação se encontra uma população de idosos atarantada sem saber ao certo qual será o calendário verdadeiro de vacinação. 

O MP podia entrar nesta ciranda para desvendar o que de fato está ocorrendo. Que critérios são usados? Não dá é para ficar nesta loucura. Há toda uma luta para a vinda de vacinas, e quando estas chegam se esbarra numa burocracia maluca, numa desorganização, numa falta de planejamento. Se entendam senhores do poder, se trata de preservar vidas, e com isso não se brinca.

PECANDO NA DIVULGAÇÃO

A PREFEITURA da capital está pecando na divulgação das etapas de vacinação, tem que indicar os locais para onde as pessoas devem se dirigir, horários, enfim tem de haver divulgação ampla. É de um amadorismo sem tamanho fazer comunicação pela página oficial da PMRB. A Socorro Neri, neste campo, bate de capote no quesito transparência.

HORA DO MP

É HORA DE UMA INTERVENÇÃO do MP para que esta normatização pela PMRB chegue ao conhecimento de toda população, para não se ver cenas de vacinadores sentados esperando pelas pessoas, por falta de divulgação com amplitude. Enquanto outros esperam.

SAMBA DE MALUCO

AFINAL, em qual versão os idosos devem acreditar? Na do protocolo do MS que fixou a vacinação na faixa dos 70 aos 85 anos, ou na do secretário municipal de Saúde, Franck Lima, que diz que a vacinação será dos 74 aos 85 anos?

NADA A CRITICAR

NÃO INTEGRO a fila do gargarejo dos bajuladores do presidente Bolsonaro, mas há que se registrar a sua vinda ao Acre como positiva, pois deixou recursos e vacinas.

SEM SECTARISMO

NÃO ENTRO nunca no comportamento das seitas extremistas de esquerda e de direita, de que os atos só são de boa fé quando praticados pelos seus seguidores.

SEM TURBULÊNCIA

COM O CENÁRIO de alianças que construiu na última eleição municipal em Cruzeiro do Sul, o deputado Nicolau Junior (PP), tender ter uma reeleição sem turbulência.

SÓ PARA O LADRÃO DE GALINHA

CASO SEJA APROVADA a PEC da Impunidade, em debate na Câmara Federal, que, praticamente, acaba com o flagrante de deputados, o flagrante só valerá para ladrão de galinha. O parlamentar vira um ser de outro mundo.

ENTRE OS MELHORES

NÃO TENHO CONTATO com este rapaz, mas acompanho as suas ações parlamentares diferentes, corajosas, o que me leva a reconhecer o Emerson Jarude (MDB), como um dos nossos melhores vereadores da capital.

É O QUE DESTACA

O QUE DESTACA o papel de um vereador é a sua liberdade de criticar quem está no poder, ser propositivo, se preciso reconhecer um acerto, porque ser bajulador com quem está no poder, é nojento. E não é reconhecido.

PODE SIM

UM POLÍTICO ou qualquer cidadão pode sim elogiar um gestor quando acerta, mas não pode ficar só no amém.

NENHUMA MEDIDA

O GOVERNADOR Gladson postou na minha página que, não tomará nenhuma medida de reabertura do comércio não essencial antes de 1º de março. Quer ver primeiro a evolução do quadro do Covid, no que, ele está correto.

SUA IMAGEM

O QUE ESTÁ EM JOGO é a sua imagem, e não a dos negacionistas da ciência. Se for atender esta turma e a coisa piorar, joga por terra o belo trabalho na pandemia.

PROGRAMA REDONDO

ESTÁ REDONDO, o programa “Boa Tarde Cidade” do colega Astério Moreira todas os dias às 16 horas, na Rádio Cidade FM. Mescla músicas, entrevistas, e notícias atuais.

NINGUÉM ARRANCA

NINGUÉM CONSEGUE arrancar de fato do governador Gladson, por qual partido disputará a reeleição. A cada dia desconfio mais que, pode até não disputar pelo PP.

POSSIBILIDADE ABERTA

NINGUÉM EM BRASILÉIA se admire se a ex-deputada Leila Galvão aparecer disputando vaga na ALEAC pelo PSD do  Petecão, cuja chapa não terá ninguém com mandato.

QUEM SABE FAZ A HORA

NÃO CONFUNDAM o silêncio do ex-senador Jorge Viana como sinal, que estará fora do processo eleitoral em 2022. JV sabe que, numa pandemia braba, com muitas mortes, não cabe a discussão política. 

OUTRO CENÁRIO

CASO do lado dos adversários apareçam dois ou três candidatos ao Senado no próximo ano, não será demais  dizer que; o JV disputa, tem votos além das muros do PT.

NÃO DANÇA NO BAILE

NÃO CONTEM com uma candidatura do Áden Araujo, no próximo ano, pelo fato de ter se filiado a um partido. Toda eleição é o mesmo fogo de palha, ele ensaia, mas não dança no baile.

REGRAS DO JOGO

NÃO SE PODE TRAÇAR ainda um panorama da disputa de 2022, antes de se saber quais serão as regras do jogo. Continua a proibição de coligações proporcionais? Serão permitidas? Vem mesmo o sistema Distritão? Sem saber isso, o máximo que se pode fazer são ilações.

NADA ALÉM

NÃO SE PODE cobrar do governador Gladson mais do que vem fazendo no combate à pandemia. Se registre também que, ele tem o apoio da bancada federal nesta luta. Este é um fator que tem que ser lembrado.

MARÇO EM DIANTE

A POLÍTICA só vai e destravar no Acre a partir de março de 2022, quando a pandemia deverá estar controlada no seu pique. Antes disso, tudo o que acontecer será prematuro.

OUTRO PARTIDO

O NOME PREFERIDO PARA SER O SEU vice numa eventual chapa para disputar a reeleição é o do secretário Alysson Bestene. Já me disse. Só que, para viabilizar a vontade, o Gladson não pode disputar pelo PP, para não ficar uma chapa puro-sangue. Candidatura majoritária é soma.

 DIEGO LINS

COM SEU MODO simples, espontâneo, popularesco, o Diego Lins, o Beijoqueiro, tem divulgado os atos do governo Gladson muito mais que muitos comunicadores.

FRASE MARCANTE

“Não tenha medo de errar, tenha medo de repetir os mesmos erros”. Ditado chinês.

Continuar lendo

Blog do Crica

O Acre numa encruzilhada

Publicado

em

OS NÚMEROS DE ONTEM de mais 600 casos de contaminações pelo Covid registrados pela Secretaria de Saúde, mostra que o Acre se defronta com uma encruzilhada perigosa e que, se não acontecer uma vacinação em massa, o quadro pode ficar fora de controle. Não é uma opinião pessoal deste jornalista, mas o que dizem os mais renomados infectologistas do estado, que acompanham a pandemia nos hospitais. 

Num momento em que toda a bancada federal está unida em torno do governador Gladson Cameli não há nada mais prioritário do que pedir ao presidente Bolsonaro, ao Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que libere a vacinação em massa dos acreanos. 

O governador Gladson já fez tudo o que se encontra ao seu alcance para derrubar os índices de contaminações e mortes pelo Covid. Ou o governo federal dá esta ajuda para uma vacinação em grandes proporções no estado, ou vamos continuar vendo mais famílias a chorar os seus mortos.

SONHAR NÃO CUSTA NADA

ESTA BOA SUGESTÃO do atuante deputado Pedro Longo (PV) de que o presidente Bolsonaro poderia anunciar amanhã a vacinação em massa no estado, seria uma decisão a favor da vida. Mas, não conte com isso bom Pedro, entre a vacina e a Cloroquina, ele prefere a esta. Torço para estar errado.

SEM PAI DA CRIANÇA

NÃO TEM PAI DA CRIANÇA, a vinda do Bolsonaro hoje ao Acre. É uma vinda forçada pela divulgação nacional na grande mídia, que retratou a tragédia que se abateu sobre o estado. E, também, por ser para ele uma pauta positiva. Vamos esperar que não seja visita protocolar.

NÃO É SÓ PARA O ACRE

A MP que libera 450 milhões de reais para fazer frente às calamidades públicas, o valor não ficará todo no Acre, será dividido com estados em situação semelhante.

PROBLEMAS PÓS-ENCHENTE

AS ALAGAÇÕES em vários municípios acreanos é um problema sério, com prejuízo para centenas de famílias, mas o suplício não vai cessar com o baixar das águas, depois vem a recuperação da destruição e as doenças.

SERIA QUEIMAR O CPF

SUPRIMIR VANTAGENS dos professores é uma medida antipática, mas o prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes, não tem alternativa, já que o reajuste que era pago foi considerado ilegal pelos órgãos de controle. Continuar pagando seria queimar o seu CPF. Pagar é ilegal!

CONCORDO COM A DEPUTADA

FAÇO CÔRO com a deputada Antônia Sales (MDB) de que o governador Gladson Cameli ao pedir 100 milhões extras de repasse do governo federal, pede pouco pelo tamanho da tragédia que se abateu sobre o estado.

PAUTOU A MÍDIA NACIONAL

A IMAGEM do médico Rodrigo Damasceno com água pela cintura consultando uma criança na alagação em Tarauacá, pautou a mídia nacional. Foi um registro comovente. Em tempos de intolerância, foi um ato de amor ao próximo.

FIM DA PICADA

SERÁ UM GOLPE fatal sobre a Educação se aprovada a PEC do senador Márcio Bittar (MDB), que acaba com o teto de gasto constitucional por prefeitos e governadores para a Educação e Saúde, deixando ao critério do gestor.

ARGUMENTO FAJUTO

O ARGUMENTO de que o Brasil é um dos países que mais gasta com a Educação é verdade, mas é fajuto como exemplo. Que os políticos fiscalizem a aplicação destes recursos. O que se aplica em Educação não é gasto, mas investimento no futuro da Nação. É preciso desenhar?

PODE ACONTECER

SEM A OBRIGAÇÃO DE TETO fixo de gastos com a Saúde, um prefeito maluque-te pode achar ser mais importante construir um sanitário na praça que contratar médicos e professores.

BEM COLOCADO PELO ZEN

O ASSUNTO foi bem colocado pelo deputado Daniel Zen (PT), uma de nossas melhores cabeças políticas, de que esta PEC do Bittar é um golpe de morte na Educação e no SUS. Vou mais além, é uma proposta vergonhosa.

SERIA UMA LOUCURA, GLADSON!

REATIVAR o comércio neste momento crucial do COVID-19, sem ter vacinas suficientes em mãos será uma loucura, governador Gladson! Não faça isso sem vacinas em estoque e sem uma ampla campanha de imunização. Não vá nesta de promessas, espere chegar as vacinas.

VAI EXPLODIR NO SEU COLO

ONTEM, o número de contaminações pelo COVID bateu um recorde, foram 621 novos casos; abrir tudo agora, a explosão será maior, e a culpa por certo cairá no seu colo, Gladson Cameli! Não aceite pressão de ninguém!

UM DITADO

“Água rasa não suporta navio grande”. Ditado chinês.

É UMA OUTRA HISTÓRIA

NÃO SE TRATA de gostar ou não dela, mas se for deixada de lado a ideologia, tem que se reconhecer que a prefeita Fernanda Hassem é uma boa gestora, é só olhar a cidade de Brasiléia, muito bem cuidada e os ramais recuperados.

CONTRIBUIÇÃO DADA

PARA FAZER JUSTIÇA, os deputados Nicolau Junior (PP) e Luiz Gonzaga (PSDB) têm dado as suas colaborações para ajudar as famílias atingidas pela cheia em Cruzeiro do Sul.

GOVERNADORES NA PAREDE

QUANDO o presidente Bolsonaro edita uma medida para que, os Postos de Combustíveis ostentem aos motoristas, os valores dos impostos que incidem sobre a gasolina, ele empareda os governadores; pois, o maior dos impostos, disparado, é o imposto estadual do ICMS. 

GANHOU ESPAÇO

TENHO muitos amigos PMS, é pelo que tenho escutado em conversas é que, o deputado Cadmiel Bonfin (PSD) ganhou mais espaço na tropa, pela defesa da categoria.

SERIA ANTIPÁTICA

QUALQUER manifestação política hoje contra o presidente Bolsonaro soará como antipática, porque estamos vivendo um momento de catástrofe.

HORA PARA TUDO

NA POLÍTICA, tem hora de avançar e de recuar.

O TAMANHO DA AJUDA

A VISITA do presidente Jair Bolsonaro só terá a sua importância mensurada depois de se saber o que deixará aos acreanos, como ajuda do governo federal.

CPI?

BASEADA em qual motivo os vereadores querem uma CPI do transporte público? Tem que haver um motivo forte para não terminar em mais uma grande patuscada.

FRASE MARCANTE

“O homem conhece tão pouco sua fraqueza, quanto o boi sua força”. Ditado chinês.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.