Conecte-se agora

Pré-candidatos já podem fazer vaquinha para arrecadar dinheiro para campanha

Publicado

em

Os pré-candidatos das eleições municipais de 2020 já podem iniciar a arrecadação de recursos para a sua pré-campanha por meio de financiamento coletivo pela internet. A autorização dos Tribunal Superior Eleitoral saiu nesta sexta-feira (15).

De acordo com a Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições), os pretensos concorrentes somente podem contratar as empresas de financiamento coletivo que estejam cadastradas na Justiça Eleitoral. A lista de instituições credenciadas pode ser consultada no Portal do TSE.

Os recursos arrecadados na fase de pré-campanha somente serão disponibilizados ao candidato após o seu registro de candidatura na Justiça Eleitoral, a obtenção do CNPJ da campanha e a abertura de conta bancária específica.

Na hipótese de o pré-candidato não solicitar o seu registro de candidatura, as doações recebidas durante o período de pré-campanha devem ser devolvidas pela empresa arrecadadora diretamente aos respectivos doadores.

Anúncios

Cotidiano

Mapa mostra maior parte do Acre sem serviço de acolhimento de crianças e adolescentes

Publicado

em

A maioria dos municípios do Acre não possuem serviço de acolhimento de crianças e adolescentes. Nos municípios onde há esse serviço, o acolhimento é institucional ou familiar. A informação está sugerida no mapa produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgado na última quinta-feira (21).

A nota técnica “Filhos cuidados pelo Estado: o que nos informa o relatório do Ipea sobre o reordenamento dos serviços de acolhimento de crianças e adolescentes” não traz detalhes por Estado ou município mas apresenta uma mostra da situação no País.

A análise da trajetória desses serviços em outro relatório mostra que a implementação das ações de reordenamento permitiu alcançar significativa cobertura da oferta.

Em 2018, 2.010 municípios (36,1%) contavam com algum serviço de acolhimento de crianças e adolescentes, os quais cobriam 80,3% da população brasileira. Os perfis de oferta encontrados foram os mais variados. A maior parte dos municípios (1.488) prestava apenas o serviço de acolhimento institucional (SAI). Alguns (167 municípios) prestavam apenas o serviço de acolhimento familiar (SAF).

Outros 132 municípios não possuíam oferta própria, mas estavam vinculados a alguma oferta realizada em caráter regional (que atende a um conjunto de municípios contíguos). Embora menos frequente, foi possível ainda encontrar municípios com mais de um tipo de serviço ofertado.

Na média nacional, o Ipea observa uma recente trajetória de crescimento do total de meninas entre os acolhidos (50,3%), sendo que, em 2018, elas superaram o total de meninos (49,6%) nos serviços de acolhimento para crianças e adolescentes.

Isso ocorreu sobretudo pela maior ampliação relativa de adolescentes do sexo feminino, que, desde 2016, já são maioria para a faixa etária de 12 a 15 anos. Sugere-se estar em curso uma inflexão nas estatísticas dessa população que, em anos anteriores, trazia a presença majoritária de adolescentes do sexo masculino. Embora os dados disponíveis não permitam entender as razões para o aumento relativo das meninas acolhidas, cabe atentar para a eventual necessidade de adequação dos serviços para atendimento de um público majoritariamente feminino.

Continuar lendo

Cotidiano

Grupo de vereadores visita hospital regional de Brasileia e pede intervenção do governo

Publicado

em

Insustentável. Esta é a definição das condições encontradas por um grupo de vereadores de Epitaciolândia após uma visita ao Hospital Regional do Alto Acre durante a sexta-feira, 22.

De acordo com o relato dos vereadores, foi constatado que uma das necessidades mais urgentes da unidade de saúde é a contratação de profissionais de saúde, como técnico de enfermagem, enfermeiros, médicos e maqueiros para atender a demanda do hospital.

Os vereadores também denunciam a falta de ambulância para atender os municípios de Brasileia e Epitaciolândia.

O Hospital Regional de Brasileia, apesar de não ter leitos de UTI, é a unidade referência para o tratamento da Covid-19 no Alto Acre. A unidade está completamente lotada e os vereadores retratam que não há aparelho de tomografia e o sistema de refrigeração onde ficam os pacientes infectados não funciona.

“Encontramos uma sala com todos os equipamentos necessários para abrir mais vagas. Basta que o governo adquira monitores e contrate mais profissionais para proporcionar mais leitos. Não tem onde colocar mais gente na unidade de saúde”, conta o vereador Messias Lopes (PT).

Além de Lopes, estiveram presentes na visita ao Hospital Regional os vereadores Preta (Progressistas), Pantico da Água (Solidariedade), Seliene (Podemos) e Zé Maria (PSL). Os parlamentares decidiram como encaminhamento a realização de uma reunião na próxima semana com os vereadores de Brasileia para a produção de um documento conjunto apontando os principais problemas da unidade de saúde que será entregue ao governo do estado com pedido urgente de providências.

Continuar lendo

Cotidiano

Sábado será marcado por muita chuva em todo o Estado do Acre, informa Davi Friale

Publicado

em

O pesquisador meteorológico Davi Friale informou que neste sábado, 23, o tempo será bastante instável com chuvas intensas que deverão predominar na maior parte do Acre, Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, Bolívia e Peru. As chuvas podem ocorrer a qualquer momento, desde as primeiras horas do dia, podendo causar transtornos à população de áreas vulneráveis.

A temperatura fica amena durante o dia, com máxima entre 24 e 27ºC, na maioria dos municípios do Acre e das áreas próximas. A mínima, no início do dia, oscila entre 20 e 23ºC.

Continuar lendo

Cotidiano

Acre teve aumento de casos e redução de mortes por Covid-19, segundo Ministério da Saúde

Publicado

em

Dados do novo Boletim Epidemiológico sobre a Covid-19, publicado nesta sexta-feira (22/1), apontam tendência de estabilização com acréscimo de 5% no número de novos casos e queda de 3% no registro de óbitos pela doença.

Os registros de casos e de óbitos pela Covid-19 apresentaram estabilização entre a primeira e a segunda Semana Epidemiológica de 2021.

A Semana Epidemiológica (SE) 2 (10 a 16/1) encerrou com 379.061 novos casos registrados, enquanto na SE 1 (3 a 9/1) foram registrados 359.593 casos. Em relação aos óbitos, a SE 2 encerrou com 6.665 novos registros e a SE1, com 6.906 óbitos.

O número de recuperados da Covid-19 no Brasil vem crescendo a cada semana, atingindo mais de 87% do total de casos já confirmados. Ao final da SE 2 de 2021, o Brasil apresentava uma estimativa de 7.388.784 casos recuperados e 856.979 casos em acompanhamento.

Entre os dias 10/01 e 16/01, o número de novos casos da doença foi de 161.637 no Sudeste, 66.724 no Nordeste, 77.454 no Sul, 32.740 no Centro-Oeste e 40.506 no Norte. O número de óbitos novos foi 3.586 no Sudeste, 865 no Nordeste, 425 no Centro-Oeste, 1.050 no Sul e 739 no Norte.

O Boletim destaca ainda a redução, estabilização e incremento do registro de casos e óbitos novos de Covid-19 no Brasil, por estado, nesse período. Comparando a SE 2 com a semana anterior, 4 estados brasileiros apresentaram redução no registro de casos: Paraná, Rio de Janeiro, Sergipe e Mato Grosso do Sul.

O aumento ocorreu em 17 estados e no Distrito Federal: São Paulo, Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Amapá, Ceará, Piauí, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Tocantins, Goiás, Roraima, Bahia, Amazonas, Maranhão, Rondônia e Acre.

A estabilização ocorreu em 5 estados do país: Santa Catarina, Paraíba, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Alagoas.

Em relação aos óbitos, 8 estados e o DF apresentaram redução, enquanto 12 estados registraram aumento e 6 apresentaram estabilização. A redução no número de óbitos foi verificada no Paraná, Acre, Amapá, Ceará, Goiás, Distrito Federal, Paraíba, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

A estabilização foi observada no Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Bahia.

Por fim, o aumento foi constatado no Piauí, São Paulo, Maranhão, Rondônia, Pernambuco, Alagoas, Pará, Sergipe, Amazonas, Minas Gerais, Tocantins e Roraima.

Nesta sexta-feira, 22, o Acre registrou 258 novos casos de infecção por coronavírus nesta sexta-feira, 22, sendo 72 casos confirmados por exame de RT-PCR e 186 por testes rápidos. O número de infectados subiu de 45.729 para 45.987 nas últimas 24 horas.

Mais 2 óbitos foram notificados sendo todos do sexo feminino, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 846 em todo o estado.

Os dados da vacinação nos municípios ainda não estão disponíveis e serão atualizados de acordo com a plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitos a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Com informações da Agência Saúde e da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas