Conecte-se agora

Petista chora ao afirmar que diminuir salários deputados não vai resolver o problema do povo

Publicado

em

Em sua explicação pessoal durante sessão virtual desta quarta-feira, 13, da Assembleia Legislativa do Acre, o deputado Jonas Lima (PT), que está em Mâncio Lima em quarentena acompanhado de sua família, começou a chorar copiosamente durante o seu discurso.

O parlamentar afirmou que na última noite teve dificuldade para dormir. “Eu demorei duas horas para dormir. Isso nunca tinha acontecido comigo. Eu fiquei pensando que eu e minha família estamos protegidos, mas e as outras pessoas? Como ficam?”, disse Lima, ressaltando a necessidade de uma maior comunicação com o governo. “Precisamos saber o que o governo precisa para ajudarmos. ´Do que adianta termos um mandato se não podemos fazer nada”, questionou.

Ele diz que o sistema de saúde tem de ter alguma coisa a apresentar aos deputados. “Ontem a noite depois de que orei fiquei duas horas para dormir”, disse, referindo-se à falta de informações sobre o combate a Covid-19 no Acre.

Lima ainda alfinetou a proposta de lei que reduz em 50% os salários dos deputados que foi aprovado ontem na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). “Não adianta vir com projetinho querendo diminuir salário de deputado ou do governador. Isso não vai resolver a vida das pessoas. Estamos falando de uma situação série. O que faremos pelo povo? Será que os deputados dando a metade do salário é que vai resolver?”, disse o deputado chorando.

A proposta da redução de salários durante a pandemia ainda não tem data para ir ao plenário da casa para votação.

Anúncios

Acre

50% dos acreanos devem ser imunizados para conter Covid-19

Publicado

em

Para o deputado Jenilson Leite ao menos 50% dos acreanos tem de ser imunizados para controlar a Covid-19 o Estado. “A vacina não produz imunidade de imediato mas leva de 14 a 40 dias mas com ela temos certeza que muito em breve estaremos nos livrando desse vírus de maneira avassaladora”, disse o deputado, que é médico e atua voluntariamente no enfrentamento à doença.

Leite diz que se sentiu muito feliz e satisfeito com a aprovação das duas vacinas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e uma delas, a Coronavac já começa a ser aplicada no Acre.

A depender do número de vacinados no Acre, até março ou abril os efeitos da imunização já começam a ser sentidos com redução de mortes, casos leves e hospitalizações.

Continuar lendo

Acre

Profissionais da saúde protestam contra Igesac em Rio Branco

Publicado

em

Profissionais de saúde realizaram um protesto nesta terça-feira (19) em frente à Maternidade Bárbara Heliodora, contra a tercerização e o que consideram “abuso de autoridade” do governo do Acre.

O foco da manifestação é o Instituto de Gestão em Saúde do Acre (Igesac), criado em 2020 para regularizar servidores do Pró-Saúde. Em setembro próximo há previsão de demissão dos servidores remanescentes.

O presidente do Sinidicato dos Trabalhadores em Saúde, Adailton Cruz , disse que os direitos só são conquistados quando há luta. “O governo não tem compromisso com pais e mães de família. Inventaram essa história de que o Igesac é a salvação da saúde mas não é”, disse o líder.

O Igesac, dizem os manifestantes, tem como intuito não debater nada com os trabalhadores mas privatizar e demitir, especialmente nos municípios menores.

“O servidor de saúde está ajudando com as ferramentas que tem. Não dá para aceitar que em um cenário como este haja transferência de gestão”, disse o deputado Jenilson Leite, que luta contra a tercerização.

O grupo saiu em caminhada pelo Centro de Rio Branco para seguir a manifestação e entregar documento reivindicatório às autoridades.

Continuar lendo

Acre

Nível do Rio Acre deve subir, mas sem ameaça de alagação

Publicado

em

A previsão indica que o nível do rio Acre, embora tenha subido muito nas últimas horas deverá baixar rapidamente nos próximos dias. Antes, poderá chegar até 12,5 metros.

As chuvas ocorridas nas últimas 24h não farão seu nível subir exageradamente, pois, nos próximos dias, até quinta-feira, dia 21/1, vai chover pouco.

Situação semelhante ocorre no rio Juruá, onde, em Cruzeiro do Sul, marcava, na segunda-feira, 8,7m, e continuava baixando. Deverá voltar a subir nos próximos dias, mas sem motivos para preocupação alarmante, segundo o portal O Tempo Aqui.

Não será diferente nos rios Tarauacá e Iaco, pelo menos durante esta semana.

Continuar lendo

Acre

Cuidados com a Covid-19 devem continuar após a vacinação

Publicado

em

Com a aprovação das vacinas contra a Covid-19 pela Anvisa, brasileiros têm esperanças renovadas de tudo voltar a ser como antes da pandemia; com abraços apertados, reencontros entre amigos e familiares, além de poder sair de casa sem máscara.

Ocorre que a vida “normal” ainda vai demorar um tempo para acontecer. Pelo menos inicialmente, a população ainda vai ter que usar máscara.

Segundo a epidemiologista da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel, mesmo com o início da vacinação contra a Covid-19, é preciso que 70% da população esteja vacinada, para atingir a chamada imunidade de rebanho – o que pode demorar. “2021 vai ser um ano que ainda vamos utilizar máscara, vai precisar fazer distanciamento físico. Álcool em gel e a lavagem das mãos vão ser nossos aliados”, recomenda.

De acordo com os especialistas, o dia a dia dos brasileiros só deve voltar ao normal, quando boa parte da população for imunizada, o que não vai acontecer em curto prazo. “Não é para relaxar, não é parar liberar atividades com aglomerações, que aumentem o risco de contágio pelo coronavírus. Provavelmente, uma vida normal até o final do ano, mesmo com a vacina, ainda não teremos. Depende da velocidade com que o Brasil conseguirá vacinar toda a sua população”, comenta o pneumologista e diretor da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, Hermano Castro.

Fonte: Brasil 61

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas