Conecte-se agora

Lockdown no Acre deverá ser gradual com fechamento de avenidas e rodízio de veículos

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Com o Acre registrando quase 1.500 casos de Covid-19, as autoridades estudam desde a semana passada a possibilidade de decretação de lockdown, que seria uma espécie de confinamento ou bloqueio total de todas as atividades, que nem para isso seja utilizada com mais rigor a força policial e até mesmo o exército.

Ocorre que para alguns gestores a medida poderia ser ainda mais dura contra a economia local que neste mês de maio deve registrar recorde de demissões já que a maioria dos empresários não veem perspectiva para a volta aos trabalhos.”Entendemos que a decretação imediata poderia aniquilar de vez as possibilidades de reação economia após a pandemia e deveremos fazer isso gradualmente”, disse uma fonte palaciana.

A primeira medida tomada ainda esta semana terá o objetivo de reduzir o fluxo de veículos nas ruas. O Estado deverá adotar o rodízio de veículos onde cada carro ou motocicleta terá o direito específico para circular de acordo com a placa. Outra ação será o fechamento das principais ruas e avenidas da capital. Um Plano de Ação está sendo desenvolvido em parceria com os municípios e deverá ser apresentado até o final desta semana.

O ac24horas apurou que o governo do Acre consultou o governo do Pará, que recentemente decretou o lockdown. Com base na experiência paraense, o Estado pretende analisar individualmente cada medida.

Nesta segunda-feira, 11, o governador Gladson Cameli deverá se reunir virtualmente com os prefeitos dos 22 municípios do Acre para alinhar uma série de estratégias.

Anúncios

Destaque 3

Voos da LATAM de Rio Branco para São Paulo serão operados de madrugada; confira os horários

Publicado

em

A partir de 26 de março os voos da LATAM Brasil entre Rio Branco e São Paulo (Guarulhos) serão operados de madrugada na ida e na volta. As decolagens do Acre que hoje ocorrem às 11 horas passarão para 0h10. As partidas de São Paulo serão sempre às 20h50. Atualmente a aeronave da LATAM decola de Guarulhos às 11h40. (Veja abaixo os detalhes dos novos horários).

Os passageiros que compraram passagens entre o Acre e São Paulo para viajar a partir de 26 de março estão sendo comunicados pela LATAM Brasil sobre a mudança de horário, mas a empresa não informou o motivo. A LATAM é a única empresa que oferece voo sem escala de Rio Branco para São Paulo. No site da companhia as passagens com os novos horários já estão sendo vendidas.

Além dos voos para São Paulo, a LATAM Brasil oferece voos diários de Rio Branco para Brasília. A Gol atende o mercado do Acre com voos sem escalas de Rio Branco para Cruzeiro do Sul e Brasília. No início de fevereiro a Gol começou a operar aos sábados uma frequência sem escala de Rio Branco para Manaus.

Encontre aqui voos promocionais para Cruzeiro do Sul

Garanta aqui voos promocionais de Rio Branco para São Paulo

Continuar lendo

Destaque 3

Quase 200 alunos de medicina continuam na linha de frente sem vacina contra a Covid-19

Publicado

em

Estudantes de medicina cobram a aplicação das doses de vacina contra a Covid-19 e alertam que podem tornarem-se vetores de contaminação, em razão de estarem nas unidades de saúde em atendimento direto aos pacientes, sem a imunização assegurada pelo Ministério da Saúde (MS).

Apesar de autorizados pelo Ministério da Saúde (MS), até o momento estudantes do curso de medicina da Universidade Federal do Acre e da Uninorte não foram contemplados com a dose do imunizante.

Segundo informações repassadas ao ac24horas pelos representantes das turmas XVI e XVII da Universidade Federal do Acre (Ufac), são 62 internos/estudantes que estão atuando na linha de combate à pandemia em Rio Branco (AC) e outros 101 pela Uninorte. Destes,  26 estão concluindo o curso no meio deste ano.  No total, são 163 alunos trabalhando na linha de frente.

Muitos deles atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência, Hospital das Clínicas, Maternidade, Policlínica do Tucumã, Unidade de Pronto Atendimento da Sobral, Pronto Socorro e Unidades de Saúde da Família (USFs), sem vacinação garantida.

“A turma XVI está desde 1º de outubro e a XVII está desde o dia 28 de dezembro nas unidades desempenhando papel fundamental no combate à pandemia.  Entendemos a gravidade da situação que acomete não só o Estado do Acre, mas todo o Brasil nesse momento, porém estamos nos campos de prática e além de nos colocarmos em risco, nos tornamos vetores de contágio em razão de não estarmos vacinados”, afirmou uma representante da XVI da Ufac, que não quis se identificar por medo de represálias.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, alunos de medicina da Uninorte reivindicaram a vacinação contra à Covid-19 e relembraram que a descrição do Programa Nacional de Vacinação, inclui a vacinação de todos os acadêmicos de medicina em estágio curricular obrigatório.

“Os estagiários que estão terminando seus cursos estão no PNI, mas foram retirados pelo Estado do Plano de Vacinação. Os internos estão prestando atendimento e ajudando a combater a Covid-19. Retirar esse direito é condenar a todos. Em outros estados, todos já receberam a vacina”, reclamam.

Continuar lendo

Destaque 3

Veja os documentos necessários para fazer a declaração do Imposto de Renda 2021

Publicado

em

Para agilizar a declaração de Imposto de Renda, é importante que o contribuinte tenha em mãos uma série de documentos. O envio das declarações vai até o dia 30 de abril.

A expectativa da Receita Federal é que 32 milhões de declarações sejam enviadas até o final do prazo. Desses, estima-se que 60% terão valor a restituir.

Quem atrasar a entrega terá de pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido.

O G1 preparou a lista de documentos necessários com a ajuda de Daniel Nogueira, especialista em Imposto de Renda da empresa de consultoria e auditoria Crowe.

Veja os documentos necessários para a declaração:

Renda

Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores;

Informes de rendimentos de salários, pró-labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão etc.;

Informes de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de pessoas jurídicas;

Informações e documentos de outras rendas recebidas no ano, como pensão alimentícia, doações e herança;

Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão; DARFs de carnê-leão.

Bens e direitos

Documentos que comprovem a compra e a venda de bens e direitos;

Cópia da matrícula do imóvel e/ou escritura de compra e venda;

Boleto do IPTU de 2020;

Contratos sociais de empresas em o contribuinte seja sócio.

Dívidas e ônus

Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período.

Informações gerais

Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja;

Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes, data de nascimento e endereço atualizado;

Cópia da última declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (completa) entregue;

Pagamentos e doações efetuados

Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente);

Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente);

Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno);

Recibos de doações efetuadas;

Comprovante de pagamento de pensão alimentícia em decorrência de decisão judicial por alimentando.

Continuar lendo

Destaque 3

Longas distâncias e fake news são desafios para vacinação em aldeias indígenas do Acre

Publicado

em

Foto: Odair Leal/Secom

As distâncias estão entre os grandes desafios da vacinação contra Covid-19 nas aldeias indígenas do Acre. Quando chegam, os vacinadores passam de 15 a 30 dias nas comunidades, percorrendo casa a casa.

Além da vacinação, também realizam atendimentos médicos, de enfermagem e odontológicos. Outro grande problema enfrentado pelos vacinadores é a disseminação de fake news sobre a eficácia e efeitos da vacina contra a Covid-19. Por isso, muitos indígenas se recusam a “pegar a vacina”, expressão popular das aldeias.

Até agora, 2.472 pessoas já receberam a primeira dose da vacina e 928 a segunda nas aldeias sob jurisdição do Distrito Sanitário Indígena do Alto Purus. Nessa região vivem 12.127 indígenas, divididos em 146 aldeias.

Com informações da Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas