Conecte-se agora

Golpes crescem no Acre, que é o 5º mais vulnerável às fraudes

Publicado

em

Em 2020 autoridades, pessoas comuns, empresas e instituições do Acre ficaram mais vulneráveis ao ataque de hackers e golpistas virtuais. Ninguém está seguro, pelo que se vê das ocorrências envolvendo o governador do Acre e quase que todos os integrantes da Assembleia Legislativa, sem esquecer que a Energisa teve o portal hackeado e ficou sem atendimento pela internet durante dias seguidos. O ambiente de insegurança sanitária com a Covid-19 tem sido campo fértil para golpistas.

O Olhar Digital lembra que as plataformas de comunicação nunca foram tão úteis quanto agora para que pessoas do mundo todo continuem conectadas umas às outras para trabalhar, estudar, se informar e manter contato com a família e os amigos. Contudo, essa nova e inesperada demanda abre portas para que hackers se aproveitem de vulnerabilidades para aplicar golpes e roubar dados.

As modalidades de ataque são diversas e podem envolver cidadãos da comunidade, como o caso do homem que se passava pelo governador Gladson Cameli para extorquir pessoas via WhatsApp. Segundo consta, ele trabalhava na área de saúde e uma mulher chegou a depositar valores substanciais em conta indicada pelo golpista.

O Procon do Acre ficou temeroso em relação às compras pela web e recomendou o seguinte: prefira sites com boa reputação no mercado, confira se a empresa existe de fato e de direito com CNPJ, endereço e telefone de contato, verifique se o endereço eletrônico indicado na barra é o mesmo informado no site, evite formas de pagamento incomuns, como depósito em conta de pessoas físicas e desconfie de ofertas muito abaixo do padrão.

“Se o consumidor adotar todos esses procedimentos, e mesmo assim, encontrar algum problema ou o produto não for exatamente aquilo que esperava, ele tem o direito de arrependimento, podendo devolver o produto em um prazo de até de 7 dias, contados a partir da data de recebimento, e tendo as opções de trocar por outra mercadoria de sua escolha ou solicitar a restituição do pagamento efetuado”, lembra Diego Rodrigues, diretor do Procon.

Nada nem ninguém está seguro Acre, cujo campo para o golpismo virtual ficou tão fértil em 2020 que foi em 2019 alçado ao Top Five no Mapa da Fraude, tradicional publicação sobre crimes na internet. E lá ficou, na quinta posição, aumentando o percentual de fraudes de 5,6% para 6,20% entre 2019 e 2020. Ou seja: as fraudes não param de crescer no Estado e, no caso, específico, envolvem o e-commerce, as transações comerciais via web.

No Mapa da Fraude deste ano, pela 1ª vez, o Estado de Goiás aparece como o mais exposto a fraudes, superando o Amazonas, que liderou este ranking em 2018. Foram R$ 7,34 em tentativas de fraude a cada R$ 100 em compras.

O Amazonas, por sua vez, agora divide a segunda posição com o estado do Pará. Tocantins e Acre fecham a lista dos 5 estados que foram proporcionalmente mais atacados por fraudadores. Ceará e Maranhão deixaram de figurar entre os 5 primeiros.

O Mapa da Fraude é produzido pela ClearSale, empresa de soluções antifraude, informando que a cada R$ 100 reais em compras realizadas no e-commerce brasileiro, R$ 3,47, em média, são tentativas de fraudes, algo em torno de R$ 3,6 mil tentativas por minuto. Para o estudo Mapa da Fraude 2020, mais de R$ 69 milhões em transações foram analisadas, o que representa cerca de 153 milhões de pedidos, considerando aqueles com pagamento via cartão de crédito.

Anúncios

Acre

Gefron fará escolta da vacina contra Covid-19 no Acre

Publicado

em

A escolta da vacina contra Covid-19 será realizada pelos policiais do Grupo Especial de Fronteiras (Gefron) quando o imunizante chegar ao Acre

O secretário de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Santos vê que diante da expectativa da sociedade de se vacinar há a necessidade de um envolvimento direto da segurança pública.

“Isso haja vista não o valor pecuniário da vacina e da simples possibilidade de ela ser desviada, mas no sentido de garantir a ordem, de garantir efetivamente que esse insumo chegará àqueles que mais necessitam neste momento”, disse Santos.

Ele e outros gestores debateram a questão nesta sexta-feira (15).

Continuar lendo

Acre

Primeiro paciente com Covid-19 vindo do Amazonas chega ao Acre

Publicado

em

O Acre recebeu na quinta-feira, 14, o primeiro paciente com Covid-19 vindo do Amazonas. O paciente, natural de Tabatinga, chegou por meio de transporte aéreo pelo governo do Amazonas e foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into-AC), em Rio Branco.

O governador Gladson Cameli autorizou a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) a dar o suporte necessário a fim de preservar vidas. “Me sensibilizo com o povo amazonense que passa por um momento muito difícil por conta da pandemia da Covid-19. O governo do Estado do Acre está solidário ao governador Wilson Lima e a toda equipe governamental do Amazonas. Já sinalizamos, inclusive, a abertura de 10 novos leitos de UTI no Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, para atender também casos graves de pacientes com coronavírus vindos do Amazonas, sem prejudicar o atendimento da população acreana acometida pela doença”, escreveu Cameli em pronunciamento nas redes sociais.

Para o secretário de Saúde do Estado, Alysson Bestene, o momento é de solidariedade. “Conforme determinação do nosso governador, estamos em contato com o estado do Amazonas para prestar auxílio neste momento em que a solidariedade é fundamental para salvar vidas”, pontua. O governo garante que o Acre está abastecido com oxigênio, uma vez que as principais unidades de Saúde do estado contam com sistemas de geradores de gases autônomos, ou seja, o oxigênio é gerado na própria unidade.

Continuar lendo

Acre

Acre é o único do país a ter redução de óbitos por Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) comemora nesta sexta-feira, 15, o fato de o estado ter sido o único do país a apresentar redução de óbitos, com um percentual de -31%, o que demonstra o cuidado e o compromisso com a saúde e a vida da população acreana.

“Estamos trabalhando para atender a todos, e muito nos alegra constatar que fomos destaque nacional na redução de óbitos”, ressalta o secretário de Saúde, Alysson Bestene.

Além disso, o Acre foi o primeiro estado a apresentar o plano de vacinação contra a Covid-19, uma iniciativa cujo objetivo tem sido a imunização e a redução de casos graves e óbitos. O governador Gladson Cameli tem atuado fortemente no combate ao vírus, inclusive buscando recursos em Brasília, garantindo a estrutura e o suporte necessário para que a população receba a devida assistência.

Continuar lendo

Acre

Acre não sofre risco de desabastecimento de oxigênio

Publicado

em

Com a situação de colapso na saúde pública no vizinho estado do Amazonas, onde pacientes internados em hospitais estão morrendo por falta de oxigênio, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) se pronunciou sobre a situação no Acre.

O governo afirma que diferentemente da triste realidade do Amazonas, em decorrência da falta de oxigênio para o abastecimento dos hospitais, o Acre não possui risco de desabastecimento do insumo. Além de estarem devidamente abastecidas, as principais unidades de Saúde do Estado, que fazem atendimento de pacientes acometidos pela Covid-19, contam com sistemas de geradores de gases autônomos, ou seja, o oxigênio é gerado na própria unidade.

“Nossas principais unidades hospitalares possuem usinas de produção de oxigênio, e também dispomos de cilindros que são utilizados para o transporte de pacientes e enviados para as demais unidades. E graças ao empenho do nosso governador estamos devidamente abastecidos”, enfatiza o secretário de Saúde, Alysson Bestene.

Além do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Acre (Into-AC), a Fundação Hospital do Acre (Fundhacre), o Pronto-Socorro de Rio Branco, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do 2° Distrito, maternidade Bárbara Heliodora, Hospital Regional de Brasileia, Hospital Ary Rodrigues, em Senador Guiomard, Hospital Regional do Juruá e Hospital da Mulher e da Criança do Juruá, possuem usinas próprias de geração de oxigênio. As unidades menores são atendidas com oxigênio em cilindros, mas o consumo também está dentro do planejado.

“Possuímos duas usinas, uma que atende o Into e outra para o Hospital de Campanha de Rio Branco. Os cilindros são utilizados apenas para backup e transporte de pacientes”, conta a gerente do Into-AC, Lorena Seguel.

De acordo com o responsável pelo gerenciamento do insumo no Departamento Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos (Dafi), o engenheiro Eduardo kispergher, “a Sesacre não compra cilindros. Eles são fornecidos em comodato juntamente com o gás. Entretanto, em 2020, foram adquiridos 50 cilindros pequenos para transporte de pacientes, o que promoveu uma melhor distribuição para atender a demanda dentro das unidades”.

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas