Conecte-se agora

Polícia não encontra indícios de homicídio em morte por afogamento em Xapuri

Publicado

em

Uma equipe composta por membros da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros de Xapuri se deslocou, na tarde dessa quinta-feira, 23, ao local onde o naufrágio de uma pequena embarcação, no Rio Xapuri, ocorrido na noite do último sábado, 18, teria causado, segundo testemunhas, a morte por afogamento do colono Sebastião Ferreira do Nascimento, de 40 anos de idade, morador do seringal Venezuela, dentro dos limites do município.

De acordo com informações da polícia, quatro pessoas navegavam em um barco de madeira nas água do rio, quando a embarcação colidiu com um galho de árvore. Com impacto, Sebastião teria sido jogado na água pela força do choque, sendo que até o momento, o corpo não foi encontrado mesmo com buscas feitas no local por Bombeiros de Epitaciolândia e Xapuri. Os ocupantes do barco faziam uso de bebida alcoólica no momento do acidente.

O inspetor Eurico Feitosa, da Polícia Civil de Xapuri, disse ao ac24horas que os três sobreviventes foram encaminhados ao hospital de Xapuri apresentando escoriações e um ponto de contradição no relato apresentado aos investigadores. Um outro fato relevante para o caso foi uma denúncia anônima que chegou à delegacia de Xapuri informando que Sebastião teria sido assassinado e que o corpo estaria enterrado em uma das margens do rio, nas imediações do suposto acidente.

Em razão disso, o delegado Luiz Tonini, de Epitaciolândia, respondendo pela delegacia de Xapuri, determinou o retorno de uma equipe de investigadores ao local do naufrágio para apurar a denúncia. Policiais e bombeiros fizeram novas buscas no local e entrevistaram familiares da vítima, mas não encontraram nenhum vestígio do que foi informado na denúncia anônima recebida pela polícia.

A equipe, localizou, no entanto, no leito do Rio Xapuri, o galho de árvore apontado pelos homens que estavam na companhia de Sebastião no momento do acidente. O corpo do produtor rural continuava desaparecido até o fechamento desta reportagem e o caso prosseguirá sob investigação da Delegacia Geral de Xapuri.

Anúncios

Cidades

Em Brasiléia, professora aposentada morre por complicações de dengue

Publicado

em

Risomar Ferreira Feitosa, servidora aposentada da Educação, faleceu nesta terça-feira, 26, por complicações da dengue, de acordo com nota divulgada pela prefeitura de Brasiléia. Ela trabalhou por vários anos na tradicional escola Getúlio Vargas.

Mesmo aposentada, Risomar trabalhava alfabetizando várias crianças do município por meio de aulas particulares. A prefeitura cita a professora como uma mulher íntegra, honesta e muito querida em Brasiléia e Epitaciolândia.

Na nota, a prefeita Fernanda Hassem e o vice-prefeito Carlinhos do Pelado manifestaram pesar pela morte da educadora e prestaram condolências aos filhos Vânia, Rosicléia, Anny, Carlos Filho e Bruna Alice (neta que ela criou como filha).

Desde o início do ano, os municípios da regional do Alto Acre vêm enfrentando um surto de dengue que somado à crise já instalada pelo novo coronavírus tornou caótico o atendimento no Hospital Regional de Brasiléia, que atende a quatro municípios.

No último domingo, 24, Brasiléia havia registrado a morte do ex-vice-prefeito e ex-vereador Creumar Monteiro Pontes Filho, vítima de infarto seguido de AVC. Ele também havia ocupado outros cargos na administração pública municipal.

Continuar lendo

Cidades

Acre pede fechamento das fronteiras com a Bolívia e Peru

Publicado

em

O governo do Acre encaminhou um ofício nesta segunda-feira, 26, solicitando que a União feche a fronteira do Estado com a Bolívia e o Peru devido a alta demanda de doentes por causa do covid-19 desses países que estão sobrecarregando o sistema de saúde dos hospitais da região do Alto Acre, motivo que a região se encontra na faixa vermelha, na classificação de risco da pandemia do novo coronavírus.

Uma reunião entre o governador Gladson Cameli e o Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, ocorrerá na tarde de hoje virtualmente. Na oportunidade, o chefe do Palácio Rio Branco pedirá sensibilidade da União com relação a situação que vem colapsando o atendimento de saúde na região.

O ac24horas apurou que diariamente centenas de bolivianos e peruanos estão atravessando a fronteira em busca de atendimento na rede pública de saúde no Acre nas cidades de Assis Brasil, Brasiléia e Epitaciolândia, em tratamento da covid-19. Como os hospitais da região estão lotando, os estrangeiros estão sendo enviando para a capital Rio Branco sobrecarregando ainda mais o sistema.

Continuar lendo

Cidades

Brasiléia acumula 24 óbitos e tem 10 pacientes internados por Covid-19

Publicado

em

Xapuri e Assis Brasil superam 11 casos por grupo de 100 pessoas

Reclassificada para a faixa vermelha (emergência) pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, a regional do Alto Acre segue apresentando números altos relacionados ao avanço da epidemia provocada pelo novo coronavírus.

O último boletim da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) indica que o acumulado de casos positivos em Xapuri, Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil é de 5.299, o que representa mais de 10% do total registrado em todo o estado.

Xapuri é o município com o maior número de casos (2.176) e de maior incidência por grupo de 100 mil habitantes (11.104,3/100.000). Com 831 casos, Assis Brasil tem taxa de incidência um pouco menor (11.030,0/100.000).

Com a menor taxa de incidência da regional (3.968,8/100.000), o município de Epitaciolândia tem 742 casos confirmados de Covid-19 e registra 18 óbitos em decorrência da doença, a maior taxa de letalidade entre os quatro vizinhos (2,4%).

Brasiléia é o município que possui o maior número de mortes – 24 óbitos para 1.550 casos confirmados. Quanto à incidência, são 5.804,8 para cada grupo de 100.000 habitantes. Até o último boletim havia na cidade 10 pessoas internadas.

Medidas

Não há medidas relacionadas a fechamento de atividades comerciais em Brasiléia, mas a equipe da Vigilância em Saúde está realizando trabalho de conscientização e verificando se os estabelecimentos estão seguindo os protocolos de saúde e segurança no trabalho conforme preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em Xapuri foram tomadas medidas mais rígidas, com imposição de normas por meio de decretos municipais. Na cidade, os bares, restaurantes e similares só podem funcionar até as 9 horas da noite e está proibida a circulação de pessoas nas vias públicas entre as 10 horas da noite e as 5 horas da manhã seguinte.

Já em Assis Brasil, além de baixar decreto disciplinando horários de funcionamento de estabelecimentos comerciais, a prefeitura instalou uma barreira sanitária na travessia do Rio Acre para monitorar a entrada de estrangeiros no município e orientar os barqueiros sobre as medidas.

Em Epitaciolândia, o prefeito Sérgio Lopes se dedicou, nessa segunda-feira, 25, a distribuir cestas básicas para cerca de 40 famílias que necessitam de auxílio em razão da pandemia. “É uma ajuda importante nesse momento em que a economia das pessoas enfraquece”, disse o gestor durante as entregas.

Continuar lendo

Cidades

Internauta que divulgou fake news contra esposa de Gladson é condenada a pagar sacolões

Publicado

em

Em audiência de conciliação realizada através de videoconferência, no dia 21 de janeiro, no 2º Juizado Especial Criminal da Comarca de Rio Branco, ficou estabelecido, como for de reparação de fake news divulgada indevidamente em suas redes sociais, a internauta Jennyfer Nayane Silva a fazer uma retratação por criação e divulgação de fake news contra a imagem da primeira-dama do estado do Acre, Ana Paula Correia da Silva Cameli.

O crime foi confessado pela própria internauta, que durante a audiência afirmou desconhecer qualquer fato que desabone a conduta da primeira-dama.

Acompanhada do seu advogado, Cristopher Capper Mariano de Almeira, Ana Paula Cameli abriu mão de pagamento de indenização para si própria e converteu a pena para doação de sacolões destinados à mulheres em situação de vulnerabilidade social.

No acordo judicial, restou estabelecido ainda, que a retratação fosse feita nos mesmos grupos de WhatsApp nos quais houveram a divulgação das notícias falsas anteriores, dando-se de forma imediata e devendo ser anexada aos autos os print´s comprobatórios da referida retratação.

A audiência foi realizada pela conciliadora Cristiane Brunoro e diz respeito a ação de Queixa-Crime impetrada pela primeira-dama do Acre após ser atacada de maneira leviana, sem qualquer fundamento, com o intuito de denegrir sua honra diante da sociedade, familiares e amigos.

No dia 26 de outubro, Ana Paula Cameli tomou conhecimento da mensagem de fake news que circulava em grupos de WhatsApp acusando-a de atos totalmente inverídicos sobre supostas tentativas de incriminar terceiras pessoas, envolvendo seu esposo, o governador do estado do Acre, Gladson de Lima Cameli.

A fake News (notícia falsa) chegou a ser divulgada em um site acreano, que em seguida, tirou o conteúdo do ar e divulgou pedido imediato de desculpas uma vez que observou o crime de difamação, injúria e calúnia cometido pela internauta.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas