Conecte-se agora

As alianças políticas não podem ser eternas 

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) negou ontem ao BLOG DO CRICA que exista um compromisso firmado do seu partido de formar uma aliança com o PT, para apoiar um eventual candidato petista à prefeitura de Rio Branco. Nega a existência de uma adesão automática. “A nossa aliança até aqui é com a prefeita Socorro Neri, estamos esperando um chamamento para sentarmos e conversarmos sobre a eleição municipal deste ano”, destacou o comunista. A posição do antigo aliado mostra que, mesmo sem terem sido prestigiados como esperavam na composição do secretariado da prefeita Socorro, as suas lideranças preferem seguir com a parceria e não se aventurar numa candidatura própria do PT à PMRB, apenas para marcar posição política. Tanto o PT como o PCdoB esperam o posicionamento oficial da prefeita para saber se interessa uma coligação ou se prefere levar a sua candidatura sem o apoio formal no primeiro turno de comunistas e petistas. Não há data para decisão.

COMO É A POLÍTICA!

A política é uma roda a girar constantemente. Quem é que iria imaginar que um partido como o PT, até bem pouco dominava a política acreana, com 20 anos no poder, ia de uma hora para a outra virar um pedinte do pequeno PSB? Na política, nunca pise em quem está embaixo.

TESES VITORIOSAS

Mesmo com a cabeça a prêmio no governo, o dirigente do IAPEN, Lucas Gomes, viu todas as teses que defende no tratamento aos presidiários, serem chanceladas pelo Tribunal de Justiça. O TJ decidiu pela retirada de televisores, rádios e tomadas das celas de todos os presídios.

MOTIVO DA BRIGA

Este foi o motivo da sua briga com a Juíza da Vara de Execuções, Luana Campos.

CAMPANHA ORGANIZADA

O ex-deputado Jamil Asfury (PSC) já está com a campanha organizada para a disputa da prefeitura de Rio Branco. Seu assessor de imprensa será o experiente Ailton Oliveira.

NÃO REPERCUTIU BEM

Não teve boa repercussão nos meios políticos a divulgação de nomes que comporiam um Conselho Político do governo, para opinar sobre decisões estratégicas do governador Gladson Cameli. A opinião generalizada foi que, a maioria não tem uma representatividade política.

O GLADSON FICOU LOUCO?

Foi a pergunta que fez ontem um experiente deputado governista ao desdenhar da proposta do Conselho. “Tiro da relação dois nomes que de fato poderiam contribuir, o restante não tem vivência para orientar o governo politicamente”, disparou o parlamentar no comentário.

VIRARIA UMA BALBÚRDIA

A ideia é boa, mas numa composição de no máximo três nomes. Concordo com os deputados que alguns dos nomes citados não vão acrescentar nada, sem vivência, e formar um Conselho com seis representantes vai acabar virando uma balbúrdia de opiniões e um fórum de pitacos.

NÃO CREIO QUE FUNCIONARIA

Embora defenda que seja uma boa ideia, não acredito que na prática funcionaria. O governador Gladson Cameli é impulsivo nas suas decisões. E um Conselho sem força de decidir seria apenas um enfeite sem a menor serventia, como foi a secretaria de articulação política.

EMPENHADA NA SOLUÇÃO

A senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS) vem tendo um empenho pessoal em ajudar na busca de soluções para o clima de violência em que vive o Estado. Conseguiu um encontro do governador Gladson Cameli com o vice-presidente Mourão, ao qual foi pedido que o Acre seja visto como prioridade no Conselho da Amazônia na política de proteção às fronteiras.

PEDIR A QUEM PODE APOIAR

Não adianta ficar bradando contra a violência desenfreada na capital com execuções, assaltos, se tornando algo corriqueiro e em grande número. Medida como esta da senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS) tem mais peso, tem que se pedir a quem pode resolver o problema.

NÃO PODE RECLAMAR

O Comandante da PM, Coronel Ulysses Araújo, não pode reclamar da falta de recursos para o setor, que tem 27 milhões de reais carimbados para serem usados no exercício no combate à criminalidade. E, parte dos recursos alocados, veio através de ações da bancada federal.

DIAS CONTADOS

Os dias do deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) á frente da liderança do governo na ALEAC está mesmo com os dias contados. O Gladson terá que começar a pensar já num novo nome.

ENGANADOS COM A COR DA CHITA

O deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) dá como motivo para a entrega do cargo a disputa da prefeitura de Sena Madureira, onde, todo dia aparece um candidato no grupo de oposição. Uma hora é a ex-prefeita Toinha Vieira (PSDB), no outro a Charlene Lima (PTB), e agora o Gerlen se apresenta. Em qualquer cenário não será fácil derrotar o prefeito Mazinho Serafim.

PASSO IMPORTANTE

A reunião programada para domingo com representantes de todos os poderes e os que comandam as forças de segurança, foi um passo prático importante dado pelo governador Gladson Cameli, na busca de soluções para o clima de guerra urbana em Rio Branco.

NÃO SE PODE OMITIR

Que a cidade passou do limite do suportável na violência, ninguém discute, todo mundo virou alvo dos bandidos cada vez mais ousados. Mas para não fugir da verdade não se pode deixar de reconhecer que existe sim um esforço grande do governador na busca de solução.

ATÉ PELA OPOSIÇÃO

E isso também não vai se resolver mudando o secretário de Segurança. O Coronel Paulo César é um quadro qualificado, reconhecido até pelos deputados de oposição mais ferinos. O que se tem de buscar são novas estratégias e que o governo federal atue na proteção das fronteiras. 

FOTO HISTÓRICO

Ao assistir ontem o deputado Daniel Zen (PT) discorrer sobre a aposentadoria especial de professores e ter citado o nome do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), por sua contribuição ao magistério, um colega da imprensa, disparou: “se o Zen conseguir uma foto do Edvaldo numa sala de aula lecionando, eu faço um quadro e coloco na sala lá de casa”.

IA DAR CADEIA

Em boa hora o governo acabou com a farra de se pegar caronas em licitações, estava criando um porco-espinho para o seu CPF. A comissão de licitação não existe só para enfeitar.

PEDIDO EXAGERADO

O deputado Fagner Calegário (PR) se excede quando pede a cabeça do secretário de Educação, Mauro Sérgio, por não responder a um pedido de informações como pretendia. Sobre pendências financeiras do governo não vai resolver com a demissão do secretário Mauro.

AVANÇO SIM

As aulas estão se iniciando em fevereiro; o que não acontecia, os alunos ganharam fardamento de graça e serão fornecidas duas alimentações aos estudantes, são avanços que devem ser reconhecidos na gestão do secretário Mauro Sérgio. Embora isso não impeça a crítica.

CONQUISTAS LEMBRADAS

Estas conquistas foram lembradas ontem pelo deputado Marcos Cavalcante (PTB).

PERDEU FORÇA

A proposta do deputado Roberto Duarte (MDB) de uma “intervenção federal” na Segurança perdeu força no momento em que não teve o apoio massivo da oposição e nem dos aliados. O deputado Daniel Zen (PT) e o vereador Marcos Luz (MDB), por exemplo, não endossaram o pedido.

JOGO PARA A PLATÉIA

Ficou bem claro nesta história que o deputado Roberto Duarte (MDB) quis se aproveitar de um momento péssimo do governo na Segurança, para embalar o pedido de uma intervenção, o que iria emparedar o governo Gladson Cameli. Duarte calculou mal que obteria apoio total.

TERÃO QUE ESPERAR

Pelas informações que chegaram ontem a este BLOG, a Procuradoria do Estado não acatou a tese da contratação por excepcionalidade dos concursados da polícia, o que empurra as contratações para quando o governo sair do vermelho na Lei de Responsabilidade Fiscal.

NÃO SERÁ AO CURTO PRAZO

Com esta situação as contratações não vão acontecer ao curto prazo, porque vai precisar de uma série de fatores econômicos combinados para que o governo saia do vermelho na LRF. Não custa nada o governo chamar os representantes dos concursados para uma conversa franca. Não pode é deixar este pessoal iludido empurrando o anúncio com a barriga.

FESTA TRICOLOR

[videopress 3xwqUvEx]

Neste domingo é a festa da torcida do Fluminense, a FLUACRE, com um congraçamento na AABB, com feijoada, pagode e a presença do grande ídolo do tricolor das grandes conquistas, o paraguaio Romerito. Ingressos esgotados. Ser fluminense é ter um estado de espírito elevado.

CONVERSA FINAL

A senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS) vai ter uma conversa final na próxima semana com o governador Gladson Cameli, para decidir se fica ou não na presidência do partido.

FRASE MARCANTE

“Para que tanta afobação? O futuro sempre nos chega a uma velocidade de 60 minutos por hora”. Einstein.

 

Blog do Crica

Márcio e MDB acertam aliança e Márcia Bittar será candidata ao senado da chapa

Publicado

em

PACOTE FECHADO. O ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, uma das maiores lideranças do MDB, acabou de anunciar neste início de tarde (3) ao BLOG DO CRICA, que foi sacramentada uma aliança do seu partido com o senador Márcio Bittar (União Brasil), pela qual este indicará Márcia Bittar (PL) para ser candidata a senadora. Podendo ainda vir a indicar o vice. Neste caso, a chapa do MDB passaria a ser formada pela Mara Rocha (MDB) ao governo e Márcia Bittar (PL) ao Senado.

O fato se configura como uma vitória do grupo de Bittar, que conseguiu trocar a antiga executiva regional do União Brasil, para colocar só membros ligados a ele. O anúncio oficial da chapa está previsto para acontecer amanhã, já que Márcio Bittar (UB) retorna hoje a Rio Branco.

Com Bittar virão o União Brasil, REPUBLICANOS e PL, com bom tempo de televisão e fartos recursos do Fundo Eleitoral. Perguntado se não haveria reação no MDB a esta configuração da chapa majoritária, Vagner Sales foi pragmático: “Se houver será voto vencido”. Dentro deste contexto não haverá como o governador Gladson Cameli (PP) ter o deputado federal Alan Rick (União Brasil), como vice da sua chapa.

Continuar lendo

Blog do Crica

Petecão e Mara, a dura briga para ver quem vai ao segundo turno pela oposição

Publicado

em

ATÉ ENTRE os seus adversários mais ferrenhos há um consenso de que, num eventual segundo turno, em qualquer cenário, para decidir a eleição para o governo do estado, o governador Gladson Cameli (PP) estará presente. Tem se mantido na ponta até aqui em todas as pesquisas registradas. A briga, pois, para chegar ao segundo turno, deve ficar por conta da disputa entre as candidaturas do senador Sérgio Petecão (PSD) e da deputada federal Mara Rocconsenso ha (MDB) ao Palácio Rio Branco.

Se a Mara foi a mais votada para a Câmara Federal da última eleição; o Petecão foi o mais votado entre todos os candidatos. Obteve mais votos do que o governador Gladson. Tanto o PSD como o MDB se encontram organizados em todos os municípios. Petecão leva uma certa vantagem por vir de uma candidatura majoritária de senador, que abrangeu campanha em todos os municípios. Já a eleição da Mara foi mais concentrada na região do Alto Acre. A campanha para valer nas ruas vai começar no próximo dia 16. Muitos eleitores não sabem nem quem são os candidatos ao governo.

Seja qual for o desfecho da campanha, a pergunta que fica no ar é a seguinte: havendo segundo turno, quem é que vai enfrentar o governador Gladson Cameli: o senador Sérgio Petecão (PSD) ou a deputada federal Mara Rocha (MDB)? Façam os seus jogos, senhores, que a roleta vai girar.

PODE ACONTECER, MAS NÃO É A LÓGICA

O GOVERNADOR Gladson Cameli pode não chegar ao segundo turno? Na política, tudo é possível. Mas todos os números mostram ser essa situação bem improvável.

NÃO É O CASO

QUANDO um governador está mal popularmente se sente nas conversas; aqui é uma aldeia, terra de muro baixo, onde as opiniões são sentidas. E não se ouve comentários que a imagem do governador é um desastre.

NEM DÁ PISTAS

O SENADOR Márcio Bittar (União Brasil), até ontem não deu nenhum sinal sobre qual será sua posição na campanha, após romper com o governador Gladson.

POR CONTA DOS BOATOS

ROLOU que a Márcia Bittar (PL) seria candidata ao Senado pelo MDB; que o Márcio Bittar disputaria o governo; que lançaria um nome ao governo. Mas tudo ficou restrito ao campo das especulações políticas.

VINTE DIAS DE CAMPANHA

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) diz que não se preocupa com outras candidaturas, e quer apenas 20 dias de campanha para subir a sua pontuação nas pesquisas. “Se há um caminho que conheço, é o da campanha,” comentou ao BLOG um otimista Petecão.

PLUS PRINCIPAL

PETECÃO tem como plus crescer durante as campanhas.

COM QUEM VAI A ESQUERDA?

SEM candidato ao governo até ontem, a pergunta que pode ser feita, é para onde penderá o eleitorado da esquerda? Tende ser para quem for menos bolsonarista.

NADA FECHADO

CONVERSEI ontem à noite com o presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo; e me garantiu que, a chapa para o Senado ainda não se encontra fechada.

CONTA DA ALEAC

NA SUA previsão, a chapa do MDB para deputado estadual deverá ficar com três cadeiras na ALEAC. “Nossa chapa é muito boa, três é certo”, previu ao BLOG o deputado federal Flaviano Melo (MDB).

CAMPANHA REDONDA

QUEM faz uma campanha redonda dentro da forte chapa para a ALEAC do PSD, é o Jeferson Pururuca. Fechou apoios que não teve em outras campanhas.

MAIS UMA MULHER NO JOGO

MAIS uma mulher entrou no jogo para a disputa de uma vaga na Assembleia Legislativa: a presidente da Câmara Municipal de Brasiléia, vereadora Arlete Amaral (PP). Quanto mais mulheres na política, o quadro se oxigena.

COM A MÃO NA PEDRA

FALTANDO dois dias para a data final das convenções regionais, para a escolha dos candidatos pelos partidos, quem tem a principal pedra no tabuleiro, é o senador Márcio Bittar (União Brasil). Dependendo da sua posição, o quadro atual poderá ser modificado.

MUDA A CONFIGURAÇÃO GERAL

CASO o Márcio Bittar se lance candidato ao governo, por exemplo, acontecerá uma reviravolta na formação da chapa do PP. Por isso, todos os olhos estão voltados para o que vai fazer o Bittar até a próxima sexta-feira.

MISTÉRIO ATÉ NO UNIÃO

ATÉ ONTEM à noite, no fechamento do BLOG, falei com alguns candidatos do União Brasil e, nenhum deles sabia qual vai ser a posição do Márcio Bittar no processo.

CONVENÇÕES MARCADAS

As convenções do PT, do PCdoB e PV, acontecerão, na próxima sexta-feira, no diretório do PT. O PP fará a sua convenção no ginásio Sesc Bosque; o MDB no antigo 14 BIS. Todas com início às 17 horas. Os demais partidos farão convenções internas nas suas sedes.

GOLPE, NÃO PASSA DE FALÁCIA

NÃO haverá golpe coisa alguma, por parte das Forças Armadas. Quem vencer a eleição será empossado. Não há clima para volta de nova ditadura militar. Só isso.

NENHUMA PROVA

NÃO se conhece nas mais de duas décadas de eleições com as urnas eletrônicas, uma única prova de fraude. No campo jurídico se debate com prova, não com achismo.

QUEM ESCOLHE É O CANDIDATO

PERGUNTEI ontem ao presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, quem será o vice na chapa do partido. “Quem escolhe o vice é o candidato ao governo”, foi a resposta pragmática.

FRASE MARCANTE

“Quando rezas estás perto de Deus. Quando sofres, Deus está perto de ti”. Urteaga

 

Continuar lendo

Blog do Crica

Um casamento de sucuri com jacaré-açu 

Publicado

em

O MDB caminha para formar uma chapa com a deputada federal Mara Rocha (MDB) para governadora; o pecuarista Fernando Zamora (PRTB) de vice, e o deputado Jenilson Leite (PSB) para o Senado. A engenharia foi admitida ontem ao BLOG do CRICA, como passível de acontecer, pelo presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo. Até aí, morreu Nero. Acontece que, este é um caldo de cultura difícil de ser entendido e digerido. Como Jack, o estripador de Londres, vamos por partes: Mara Rocha figura como integrante da ala extremista e mais radical do bolsonarismo. E, não faz questão de esconder isso.

O seu possível vice Fernando Zamora, é também um defensor declarado das ideias do Bolsonaro. E, como tal, ambos têm algo em comum: o ódio ideológico aos partidos de esquerda e aos defensores da candidatura do presidente Lula. Ela mesmo fez declarações na semana passada, que ela é o Jenilson não se afinam ideologicamente. Já o deputado Jenilson é a antítese de tudo o que pensam a Mara e o Zamora. Jenilson foi formado em Medicina, em Cuba; e é, portanto, um defensor do regime implantado por Fidel Castro; é de esquerda, e tem como bandeira política nesta eleição a defesa da candidatura do ex-presidente Lula.

Como é que a Mara vai se apresentar perante o eleitorado bolsonarista, para pedir votos para Jenilson ao Senado; e ele, vice e versa; para a candidatura dela a governadora, no eleitorado de esquerda? É uma pergunta a ser feita. Ou a Mara vai aderir às ideias da esquerda e do lulismo do Jenilson; ou o Jenilson vai virar bolsonarista. Não dá para falarem línguas diferentes na mesma chapa majoritária. É o que, é comumente chamado no meio político acreano como o casamento da Sucuri com o Jacaré-Açu, um terá que engolir o outro.

O MÁRCIO BITTAR VAI FALAR

O SENADOR Márcio Bittar (União Brasil) promete para hoje a sua posição sobre a sucessão estadual. Só tem duas saídas: ser candidato a governador; ou voltar cabisbaixo para o ninho camelista. Com a palavra, o Bittar. No MDB, está difícil de fazer uma composição.

NOMES DE DENSIDADE

Sargento Adonis, Deputados Wendy Lima e Antônio Pedro, Gilberto Lira (candidato do prefeito Mazinho Serafim), são alguns dos nomes com potencial, na chapa para deputado estadual do União Brasil.

PODE ACONTECER, MAS É IMPROVÁVEL

O PT fará a sua convenção regional na próxima sexta-feira. Na chapa majoritária há apenas a confirmação do Jorge Viana ao Senado. Pode aparecer até lá um nome a governador de última hora, mas isso é improvável.

ATÉ ENTRE OS ADVERSÁRIOS

HÁ UM CONSENSO até entre os seus adversários de que, a deputada federal Jéssica Sales (MDB) deverá se reeleger com uma expressiva votação. O grosso do seu eleitorado se encontra nos municípios do Juruá.

TUDO MUITO CONFUSO

PERGUNTEI ontem a vários candidatos do União Brasil, qual será o rumo do partido na disputa do governo. Nenhum conseguiu responder, acham tudo confuso.

CHAPA FECHA AMANHÃ

O MDB está prevendo o fechamento da sua chapa majoritária, para no máximo até quinta-feira. O último dia para convenções regionais, é na próxima sexta-feira.

PSD TRANQUILO

QUEM está tranquilo, é o PSD do senador Sérgio Petecão, que fechou a sua chapa majoritária para o governo, vice e senador, com uma boa antecedência.

CAMPANHA PARA O BOLSONARO

O PSD liberou os seus candidatos para escolher o candidato à presidente. A deputada federal Vanda Milani (PROS), que disputará o Senado, vai na sua campanha pedir votos pela reeleição do Bolsonaro.

ÉS TEMPRANO PARA LA FIESTA

A CAMPANHA começa de forma oficial no dia 16, quando todos os candidatos poderão colocar os seus blocos nas ruas. As pesquisas do fim deste mês já trarão um quadro a mais realista. Antes disso, é vender terreno na lua. Como dizem os bolivianos: És temprano para la fiesta.

UM PONTO A FAVOR

UMA das dificuldades de um candidato a deputado pela primeira vez, é se tornar conhecido dos eleitores. Isso não será problema para a candidata a deputada federal Socorro Neri (PP), que como prefeita da capital teve sua imagem popularizada. E, de forma muito positiva em meio à população, o que lhe ajuda a pedir votos.

DOBRADINHA QUE RENDE VOTOS

OS candidatos a deputado Federal Israel Milani (REPUBLICANOS); e a deputado estadual Tadeu Hassem (REPUBLICANOS); têm feito uma dobradinha que vai render votos a ambos. Acabam de fazer uma andança amarrando apoios em Feijó, Tarauacá e no Juruá.

ESPERANDO AS CONVENÇÕES

O ac24horas aguarda o fechamento dos registros das candidaturas nas convenções regionais, para fazer o sorteio das datas das entrevistas dos candidatos ao Senado e a Governador. Se houver segundo turno haverá debate. Dando voz a todos e sem privilégios.

NÃO AVALIO POR PARTIDO

QUANDO comento o trabalho de um deputado, não o faço olhando o partido. No bloco dos partidos de esquerda na ALEAC, nenhum foi mais combativo, com inteligência, propositivo, que o deputado Daniel Zen (PT). Tem credenciais para disputar a reeleição.

POUCO COMPETITIVA

NUMA eleição pode acontecer tudo, ou nada. A chapa de candidatos a deputado federal do PSB pode até eleger alguém, mas por seu esboço é pouco competitiva.

CUIDANDO DO MARKETING

A CAMPANHA do candidato ao Governo, senador Sérgio Petecão (PSD), já está com a sua equipe de marketing, que veio do Recife, em pleno vapor, inclusive, com os jingles prontos e esperando só a hora de rodar.

REFORÇA O SEGUNDO TURNO

SE VAI GANHAR, não sei, não faço previsões e não tenho bola de cristal. Mas, caso o senador Márcio Bittar (União Brasil) saia candidato a governador, reforça a eleição ser decidida no segundo turno. O União Brasil e o REPUBLICANOS têm boas chapas para federal e estadual; o PL uma chapa encorpada para estadual, tempo na televisão e um Fundo Eleitoral de 30 milhões. São partidos sob o comando do seu grupo político.

VOTO DE QUALIDADE

O DEPUTADO federal Flaviano Melo (MDB) disputa a sua última eleição. Por tudo o que já foi na política, governador, prefeito de Rio Branco, senador, pode ser visto como um voto de qualidade por sua contribuição.

NÃO CONSIGO VER INDÍCIO

A OPOSIÇÃO abusa do seu otimismo, quando tira o governador Gladson de um eventual segundo turno. Caso ocorra um segundo turno, não vejo hoje nenhum indício político que não o coloque dentro do cenário.

SAINDO DECEPCIONADOS

CANDIDATOS a deputados federais que esperavam receber em torno de 1 milhão de reais cada para tocar a campanha, já foram informados que os repasses encurtaram, e no máximo vão receber 20% do previsto.

NÃO JOGAM DINHEIRO PARA CIMA

AS DIREÇÕES NACIONAIS dos grandes partidos têm uma leitura original de cada estado, sobre as suas chapas para deputado federal. Sabem as que são fracas e tendem não eleger ninguém. Foi por isso que a executiva nacional do PL, cortou a verba da chapa no Acre a federal, por ser fraquinha.

VAGAS ABERTAS

MEIRE SERAFIM (União Brasil), Gérlen Diniz (PP), Roberto Duarte (REPUBLICANOS), Jenilson Leite (PSB), são deputados que não disputarão a eleição e, deixam quatro vagas abertas na ALEAC, porque seriam fortes se disputassem a reeleição.

ESQUEÇAM TUDO

A CAMPANHA oficial, e para valer, vai começar a partir do próximo dia 16. Esqueçam tudo o que aconteceu na pré-campanha. Até aqui, os jogos foram amistosos; o jogo do campeonato profissional se inicia a partir da data.

FRASE MARCANTE

“Ás vezes ouço o passar o vento; e só de ouvir o vento passar vale a pena ter nascido”. Fernando Pessoa.

Continuar lendo

Blog do Crica

Marcio Bittar se reúne com direção do União Brasil e pode voltar candidato ao governo

Publicado

em

O SENADOR Márcio Bittar (União Brasil), foto, embarcou hoje para São Paulo, onde deve se reunir amanhã, com a direção nacional do União Brasil, para colocar em discussão o cenário em que ele pode disputar o governo. Dentro desta hipótese, o partido teria ainda uma candidatura ao Senado; tudo dentro de uma aliança formada com o REPUBLICANOS e o PL. Há ainda a alternativa a ser discutida de o União Brasil indicar candidatos ao Senado e à vice na chapa do MDB. O encontro acabará com o impasse formado no UB, com o deputado federal Alan Rick (União Brasil) querendo ser o vice na chapa do governador Gladson Cameli (PP); o que contraria o presidente do partido, senador Márcio Bittar (União Brasil), adversário do Gladson. A briga interna tem que ser resolvida até o próximo sábado, último dia para a realização de convenções regionais e registros de candidaturas pelos partidos. Não dá mais para empurrar esta briga de vários capítulos com a barriga, envolvendo Márcio Bittar, Alan Rick e Gladson Cameli.

ATÉ O ÚLTIMO MINUTO
O GOVERNADOR Gladson Cameli deverá manter a escolha do deputado federal Alan Rick (União Brasil) como o seu vice até o tempo limite, e se houver impedimento legal, deverá partir para um Plano B.

ESTE É O IMPASSE
O que dificulta a escolha do Gladson, é que sem o aval do seu adversário Márcio Bittar (União Brasil), que é o presidente do partido, ele não conseguirá emplacar o deputado federal Alan Rick (União Brasil) como vice. Ao não ser pela improvável destituição de Bittar do comando da sigla. No popular: confusão para mais de metro.

FORA DE COGITAÇÃO
O BLOG teve informação de fonte do grupo Bittar de que, a única forma do reatamento da aliança com o governador Gladson Cameli, é a volta da Márcia Bittar (PL) para a sua chapa como vice, o que está descartado.

GLADSON DESPREOCUPADO COM O TEMPO
ALIADOS do governador Gladson Cameli revelaram ontem ao BLOG não haver nenhuma preocupação no quesito de tempo no horário eleitoral, com as defecções do União Brasil-PL e REPUBLICANOS. Ainda assim Cameli teria um bom tempo no rádio e na televisão.

NÃO ENDOSSO A TESE
NÃO endosso a tese da oposição de que o Gladson deve desabar na campanha, ao ponto de não ir ao segundo turno. Em qualquer cenário, volto a bisar no BLOG, o Gladson estará num eventual segundo turno. Ao não ser que aconteça um grande ponto fora da curva.

NINGUÉM TEM CORAGEM
PERGUNTEI ontem ao senador Sérgio Petecão (PSD) se já foi procurado por algum emissário de partido para negociar as retiradas das candidaturas do advogado João Tota (PSD) de vice e, da deputada federal Vanda Milani (PROS), para o Senado. Resposta: “Quem vier com uma proposta nem escuto, boto para correr”.

DATA LIMITE PARA CONVERSA
O MDB fixou para a próxima terça-feira a data final para a discussão com outros partidos, sobre uma aliança em torno dos nomes para vice e senador da sua chapa. E, depois dessa data fechará a sua chapa com um Plano B.

ÚNICA CHAPA COMPLETA
DOS GRANDES partidos, a única chapa majoritária que está fechada é a do PSD. O PT-MDB-PP, ainda não definiram. Terão até o limite de sábado para fazê-lo.

AINDA SONHA
O PT ainda sonha com o deputado Jenilson Leite (PSB) desistindo de disputar o Senado e ir para o governo, numa dobradinha com o Jorge Viana (PT) para senador.

FICA SEM CANDIDATO
CASO o deputado Jenilson Leite (PSB) mantenha a sua candidatura a senador; o PT não terá candidato a governador, apenas Jorge Viana (PT) para o Senado.

MUITO RELATIVO
NUM DISPUTA majoritária se ter o apoio de prefeitos é muito relativo; em alguns casos, irrelevante. Um prefeito mal avaliado tira mais votos que dá. Quem tem cargo de confiança pode até seguir a indicação do prefeito, o grosso do eleitorado vota na escolha pessoal.

FICOU ENCORPADA
COM a decisão da deputada federal Jéssica Sales (MDB) de disputar a reeleição, a chapa do MDB para a Câmara Federal ficou mais encorpada. Terá ainda Flaviano Melo, Major Rocha, Raphael Bastos, como puxadores de votos.

NOME MUITO FORTE
EM QUALQUER cenário em que ele disputar a única vaga para senador, o Jorge Viana (PT) será muito forte; porque seu eleitorado vai bem além dos muros do PT.

CHAPA FORTE E PARELHA
A TENDÊNCIA do União Brasil é eleger dois deputados federais. Tem nomes de peso como Meire Serafim, Fábio Rueda, Eduardo Veloso, Pedro Valério e Coronel Ulysses.

TENDÊNCIA NATURAL
COM a ida do deputado Gérlen Diniz (PP) para a disputa da Câmara Federal; a tendência é de que o candidato do prefeito Mazinho Serafim (União Brasil) à ALEAC, Gilberto Lira, pode liderar a votação em Sena Madureira.

CALAFATE ILUMINADO
A prefeitura já instalou mais de mil pontos de luz Led na região do Calafate. Também se vê muitas equipes de recuperação de ruas trabalhando. O prefeito Tião Bocalom aos poucos vai engrenando a sua gestão.

FRASE MARCANTE
“Quando aparece o sol, a vela se torna inútil”. Ditado espanhol.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!