Conecte-se agora

Acre oficializa o seu primeiro grupo de 50 investidores em ações da Bolsa de Valores

Publicado

em

São 50 pessoas que, sob a orientação do agente de investimento Gustavo Silveira, têm motivo de sobra para sorrir. Eles deixaram a tradição da poupança e arriscam melhores ganhos em ações da Bolsa de Valores

Poupar sempre foi a melhor garantia de futuro. E agora com a recuperação da economia brasileira e queda dos juros, continua sendo um desafio escolher a melhor forma de investir o dinheiro que sobra. A poupança, apesar da tradição, começa a perder espaço para investimentos menos conhecidos.

No Acre, um grupo de investidores se associaram a XP Investimentos e hoje comemoram a boa decisão em aplicar em fundos variados, garantido melhor rendimento de seus capitais.

São 50 pessoas que, sob a orientação do agente de investimento Gustavo Silveira, têm motivo de sobra para sorrir.

Nesta terça-feira (14), Gustavo bateu um papo com o jornalista Roberto Vaz, no Bar do Vaz. Veja a entrevista:

video

Anúncios

Acre

Acre já vacinou quase 4 mil pessoas contra o novo coronavírus

Publicado

em

Em cerca de seis dias, um total de 3.985 pessoas já foram vacinadas contra o novo coronavírus em todo o Acre. O estado começou a campanha de vacinação contra a Covid-19 no último dia 20 de janeiro, com a chegada do primeiro lote da CoronaVac. Só em Rio Branco, há atualmente 2.437 vacinados, em Cruzeiro do Sul, 576 doses foram aplicadas até agora.

O governo do Acre conta com ao menos 50.880 doses de vacina para combater o novo coronavírus. A secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), estima receber novas remessas do imunizante semanalmente, conforme o cronograma do Plano de Vacinação enviado do Ministério da Saúde.

O primeiro lote da vacina que chegou ao Acre, a CoronaVac, é o imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a China. O governador Gladson Cameli tem feito constantes viagens a Brasília e São Paulo em busca de apoio no recebimento das doses.

Continuar lendo

Acre

Suficiência econômica do Acre fica acima da média nacional

Publicado

em

A Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia divulgou nessa segunda-feira, 25, o novo relatório reafirmando que o repasse do Governo Federal em 2019 possibilitou ao Acre não apenas superar perdas de arrecadação, como promover folga de caixa acima da média nacional.

A suficiência do suporte, considerando todos os Estados, foi de cerca de 115,7% em 2019. Essa suficiência, segundo a Fazenda, ocorre para todos os Estados e Distrito Federal. Para o Acre, a conta é a seguinte: o suporte foi de R$625 milhões em 2020 ou 134,2% de suficiência ante ás perdas.

Usando gráfico de percentuais repassados, a Fazenda sugere que mais de 100% indica que suporte foi mais que suficiente para cobrir as perdas de arrecadação, lembra do que o pior resultado acumulado se deu em junho de 2020.

De outro lado, os dados mensais indicaram contínua melhora no comportamento da arrecadação nos últimos meses e dizem que a arrecadação dos Estados de janeiro a dezembro de 2020 foi 2,14% superior àquela de 2019. Apesar da pandemia.

As principais medidas de suporte no âmbito da LC 173 foram transferência de recursos e suspensão de dívida; A partir de junho, o arrecadado em 2020 com as medidas de suporte superam o valor do respectivo mês em 2019. “O auxílio recebido pelos Estados foi mais que suficiente para compensar as perdas de arrecadação sofridas”, conclui a secretaria.

O relatório pode ser acessado aqui: https://www.gov.br/economia/pt-br/centrais-de-conteudo/apresentacoes/2121/arrec-estados-e-municipios-25-1-21.pdf https://www.gov.br/economia/pt-br/centrais-de-conteudo/apresentacoes/2121/arrec-estados-e-municipios-25-1-21.pdf

Continuar lendo

Cotidiano

Na FIEAC, embaixador de Israel discute possibilidades de negócios com o Acre

Publicado

em

Yossi Shelley esteve reunido com empresários em agenda intermediada pelo deputado federal, Alan Rick

Com a intenção de prospectar possíveis negócios com o Acre, o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, esteve na manhã desta terça-feira, 26 de janeiro, reunido com empresários na sede da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC). A agenda foi intermediada pelo deputado federal Alan Rick, que também marcou presença.

Anfitrião do encontro, o presidente da FIEAC em exercício, João Paulo Pereira, agradeceu a visita do embaixador e destacou que uma parceria com o país do Oriente Médio pode render bons frutos. “Queremos estreitar uma relação comercial e tecnológica. Precisamos criar ambientes favoráveis para essa exportação e buscar benefícios, sobretudo, de todo avanço tecnológico que há em Israel no que diz respeito à produção”, ressaltou.

Para o deputado Alan Rick, o Acre tem um potencial enorme em diversos segmentos, em especial no setor industrial de frigoríficos. “Temos um gado de qualidade excepcional, que é certamente a melhor carne do Brasil. É um boi criado em pasto, sem confinamento. Nosso rebanho vai crescer conforme a demanda aumentar. E temos portas abertas no Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) para discutir essa possibilidade de exportação para Israel”, salientou o parlamentar.

Durante a reunião, o embaixador lembrou que essa é sua segunda visita à FIEAC. Na primeira, que ocorreu em setembro de 2020, Yossi Shelley prestigiou uma mostra de produtos acreanos. “Fizemos as primeiras discussões com empresários naquela oportunidade e verificamos o potencial de vários produtos. Agora voltamos para buscar avanços nessas discussões comerciais”, enfatizou Shelley.

Também participaram da reunião o secretário de Produção e Agronegócio do Estado, Edvan Azevedo, os empresários Adalberto Moreto, e Nene Junqueira (diretor do Sindicarnes), o assessor de Relações Institucionais da FIEAC, Assurbanipal Mesquita, e Francimar Cavalcante, o assessor do vice-governador do Acre.

Continuar lendo

Destaque 2

Por telefone, ministro diz que vai analisar pedido de Gladson para fechar fronteiras com a Bolívia e Peru

Publicado

em

O ministro de relações exteriores, Ernesto Araújo, telefonou na tarde desta terça-feira, 26, para o governador Gladson Cameli e ouviu as demandas do Estado do Acre com relação às fronteiras abertas, a pandemia da Covid-19 e a sobrecarga no sistema de saúde das cidades do Alto Acre.

Cameli pediu ao Ministro para que a União considerasse o conteúdo do ofício encaminhado pelo governo nesta semana solicitando o fechamento da fronteira do Estado com a Bolívia e o Peru devido a alta demanda de doentes por causa do Covid-19 desses países que estão sobrecarregando o sistema de saúde dos hospitais da região do Alto Acre, motivo que a região se encontra na faixa vermelha, na classificação de risco da pandemia do novo coronavírus.

O ac24horas apurou que diariamente centenas de bolivianos e peruanos estão atravessando a fronteira em busca de atendimento na rede pública de saúde no Acre nas cidades de Assis Brasil, Brasiléia e Epitaciolândia, em tratamento da Covid-19. Como os hospitais da região estão lotando, os estrangeiros estão sendo enviando para a capital Rio Branco sobrecarregando ainda mais o sistema.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.