Conecte-se agora

Paciente acreano vai parar no hospital por comer tijolo

Publicado

em

De hábitos alimentares duvidosos a costumes bizarros, quem não tem nenhuma mania estranha que atire a primeira pedra, ou coma uma. Nada demais, desde que esses hábitos sejam benéficos para a pessoa, pois quando passa a trazer incômodos ou impactos negativos, deixam de ser uma simples mania se transformando em algo extremamente perigoso e até patológico.

Exatamente o que aconteceu com José Leonilson Soares da Silva, de 42 anos de idade, por causa da estranha obsessão de comer tijolo, vício que ele tem há cerca de cinco meses. Isso não podia acabar bem e ele foi parar no hospital no mês passado, levado às pressas pela família. Quase morreu.

O paciente, morador de Cruzeiro do Sul, município distante 630 quilômetros de Rio Branco, ficou internado 12 dias na Unidade de Tratamento Intensivo, no Hospital do Juruá. O detalhe é que essa não foi a primeira vez que esteve à beira da morte. Leonilson já esteve na UTI outras três vezes, não apenas em consequência da sua compulsão em comer tijolo. Com uma saúde que já era debilitada por ser portador de insuficiência renal crônica e ter sido usuário de drogas por muitos anos, o paciente que realiza hemodiálise três vezes por semana, conta que começou a comer tijolo dois meses depois de largar o consumo de cocaína.

“Desde antes da adolescência, ainda quando criança, sempre gostei do cheiro do barro. Dois meses depois que deixei de cheirar cocaína comecei a comer tijolo e não parei mais. Na época estava trabalhando em uma construção, quando quebrando uma parede senti o cheiro do concreto que me atraiu de uma forma incontrolável. Passei a acordar de madrugada, depois que minha família dormia, para procurar tijolo e comer escondido. Já não conseguia parar, mesmo me sentindo mal e tendo cortes na boca, o desejo de continuar comendo tijolo era mais forte que eu”, lembra.

Consciente dos riscos, inclusive de morte, José Leonilson afirma que não come mais tijolo desde que deixou a UTI, mas confessa que a vontade é imensa em consumir o produto. “O médico me falou dos riscos, especialmente por ser paciente renal. Não me lembro dos dias que passei na UTI, mas sei que a situação era bem grave. A vontade de comer tijolo é imensa, mas evito andar atrás, passar em construções, onde sei que vou encontrar tijolo. Decidi que tenho uma vida, que tenho uma filha e que, portanto, não vou mais fazer isso comigo. Mas a vontade é imensa”, confessa.

Essa mania de comer coisas estranhas, sem gosto e bem nojentas tem um nome: alotriofagia, também conhecida como Síndrome de Pica, é uma rara condição e se caracteriza por um apetite por substâncias não nutritivas, como terra, alimentos crus, palito de dente, esmalte, desinfetante, carvão, tecido e tijolo. Essa condição de consumir substâncias não comestíveis pode causar sérios problemas de saúde, podendo facilmente levar à intoxicação e até à morte devido a deficiências nutricionais, obstrução intestinal, entre outras complicações mais graves, como explica o médico Victor Hugo Panont, que acompanhou José Leonilson Soares da Silva em Cruzeiro do Sul.

“Quando ele chegou ao hospital seu estado de saúde era tão grave que não foi possível nem realizar uma cirurgia de urgência para desobstrução intestinal, daí foi para a UTI para estabilizar. Por sorte o trânsito intestinal desobstruiu sozinho. Esse fato de comer tijolo é um risco muito grave, podendo ocorrer várias complicações, começando com lesões na boca até a consequência mais grave, como uma perfuração ou obstrução intestinal, como a que ocorreu com o paciente, que chegou com um quadro de abdome agudo obstrutivo”, informa Panont.

Nesta semana, em decorrência ainda dos resíduos de tijolo presos ao intestino, José Leonilson Soares da Silva voltou a ser internado no Hospital do Juruá com fortes dores abdominais. Os médicos avaliam o paciente e a possibilidade de operá-lo nos próximos dias, o que vai depender do seu estado de saúde para suportar a cirurgia.

Manias

Bizarras, esquisitas ou saudáveis, na maioria das vezes essas manias causam sofrimento e muito constrangimento para quem não consegue controlar suas obsessões. É o caso do próximo entrevistado, formado em Direito, que pediu para não ter o nome divulgado. Aos 35 anos de idade, o advogado trouxe à vida adulta um vício bastante peculiar na infância: chupar chupeta. Embora menos inofensivo à saúde, a mania pouco convencional para um adulto, precisa ser escondida a sete chaves pelo constrangimento da situação.

“Hoje moro sozinho, o que ficou mais fácil quando tenho vontade de chupar chupeta. Há uns dois anos, por um vacilo, uma garota que eu namorava descobriu minha mania, rindo e prometendo contar para nossos amigos. Aquilo me incomodou tanto que algumas semanas depois terminei com ela. As pessoas podem achar engraçado, fazer piadas. Mas a verdade é que todo mundo tem sua mania. É como um viciado em cigarros, por exemplo, quando a vontade bate, ele vai lá e fuma. É uma forma de aliviar a pressão e o estresse do dia. Tudo isso são manias e ninguém escapa de ter pelo menos uma delas ao longo da vida. Chupar chupeta não é tão bizarro assim. É apenas um hábito bobo que cresceu comigo, mas que ninguém entende ou respeita, por isso mantenho escondido”, conta.

Anúncios

Acre

Palmeiras do goleiro acreano Weverton é campeão da Copa do Brasil

Publicado

em

Após ser campeão da Libertadores da América, o Palmeiras do goleiro acreano Weverton se consagrou campeão da Copa do Brasil na tarde deste domingo, 07, ao derrotar novamente o Grêmio pelo placar de 2 a 0. Os gols foram de Gabriel Menino e Wesley.

No jogo de ida na Arena do Grêmio, o Palmeiras venceu com gol de Gustavo Gomez. No jogo de volta no Allianz Parque, o Palmeiras venceu por 2 a 0. No placar agregado, ficou 3 a 0 para a equipe palmeirense. Esse é o segundo título do ano que a equipe comandada por Abel Ferreira ergue uma taça.

Em campo, a final começou com tudo, com Pepê e Rony desperdiçando grandes oportunidades nos primeiros sete minutos.

A partida seguiu movimentada, e o Verdão chegou até a marcar com Raphael Veiga, aos 18, mas o lance foi anulado por impedimento de Rony na origem.

A resposta tricolor veio aos 23, quando Diego Souza cabeceou forte, mas Weverton agarrou firme, sem dar rebote.

Era lá e cá: cinco minutos depois, Veiga arriscou de fora da área e Paulo Victor pegou em dois tempos – Rony já aparecia bem para conferir a sobra.

A marcação gremista tinha dificuldades para “achar” Wesley em campo, e o atacante amarelou os dois zagueiros da equipe gaúcha em lances seguidos.

O Verdão seguiu ameaçando mais, e Zé Rafael experimentou da entrada da área, aos 40. Paulo Victor espalmou no canto e salvou.

Nos minutos finais, o Grêmio tentou ensaiar uma pressão, mas a partida foi com 0 a 0 para o intervalo.

Na volta dos vestiários, as duas equipes voltaram sem alterações, mas Renato avisou ao banco para que iniciasse aquecimento.

A 1ª boa chegada do 2º tempo foi do Palmeiras: Veiga soltou um balaço de fora da área, mas Paulo Victor fez a defesa.

O Imortal foi tendo que sair para o jogo, deixando o contra-ataque para o Verdão. E, esse tipo de lance, a equipe alviverde é mortal.

Aos 7 minutos, Raphael Veiga enfiou para Wesley, que invadiu a área e bateu no canto de Paulo Victor: 1 a 0.

Renato Gaúcho, então, teve que mexer: sacou Pepê e Alisson e colocou Ferreirinha e Guilherme Azevedo. Abel Ferreira respondeu trocando Zé Rafael por Patrick de Paula.

O tempo foi passando e o Grêmio teve que ir para cima de vez: saiu Thaciano e ingressou o talentoso Jean Pyerre.

Logo em seu 1º lance, Jean Pyerre teve grande oportunidade em ajeitada de Diego Souza, mas Patrick de Paula travou seu chute na hora H.

Abel, então, alterou o Palmeiras, com Willian, Mayke e Gabriel Menino assumindo as posições de Raphael Veiga, Luiz Adriano e Wesley.

Faltando 10 minutos para acabar, Renato foi para o tudo ou nada, colocando o atacante Churín no lugar do zagueiro Kannemann.

Mas quem fechou a conta foi o Palmeiras: em outro contra-ataque, Willian lançou Gabriel Menino, que bateu por baixo de Paulo Victor.

Continuar lendo

Acre

Faccionado que trocou o B13 pelo CV é executado a tiros na capital

Publicado

em

Francisco Geovane Araújo Nascimento, de 29 anos, vulgo “Goma” foi executado a tiros na madrugada deste domingo, 7, em um ramal localizado no km 14 da Rodovia AC-90, na zona rural da Estrada Transacreana, em Rio Branco (AC). 

De acordo com informações de amigos da vítima  repassadas a Polícia, Geovane é morador do bairro Preventório, mais conhecido como Morro do Marrosa, era membro da facção Bonde dos 13 (B13), e “rasgou a camisa” (expressão usada para quem troca de facção) e tornou-se membro da facção Comando Vermelho (CV) esta semana, após a organização criminosa tomar o território da região do Morro do Marrosa.

Amigos chegaram a relatar à Polícia, que Francisco Geovane e um amigo passaram o dia de sábado, 6, bebendo em uma colônia de um outro amigo e quando voltava no ramal com destino a sua casa, foi abordado por membros do “B13” que o executaram a tiros, por ter traído a facção. O amigo de Geovane conseguiu fugir do local.

Familiares e amigos encontraram o corpo de Geovane no ramal, colocaram na carroceria de um veículo modelo Saveiro e o levaram até a entrada da Estrada Transacreana. 

A ambulância do SAMU foi acionada, e o médico atestou a morte. A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos do Perito em criminalística, em seguida o corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

O caso já está sendo investigado pelos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia acredita que o crime está relacionado a guerra entre facções.

Continuar lendo

Acre

Pacientes com covid-19 são transferidos de Brasiléia para capital

Publicado

em

O agravamento dos casos de Covid-19 na regional do Alto Acre fez com que dois pacientes fossem transferidos em caráter de urgência neste final de semana do Hospital Regional de Brasiléia para o Pronto Socorro e o Into-Acre, em Rio Branco (AC).

Os pacientes, M. A. S. S., de 53 anos, e A. V., 71 anos, foram diagnosticados com o coronavírus e transportados pelo helicóptero Harpia 4, do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Segurança Pública do Estado, em um trabalho integrado com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu).

As transferências foram feitas na última sexta-feira, 5, mas a informação foi divulgada apenas na manhã deste domingo pela estatal Agência de Notícias do Acre. O comandante da aeronave Harpia 4, coronel Carlos Negreiros, disse que o serviço tem sido acionado em todo o estado.

“Estamos com diversos acionamentos em todo o Acre, ultimamente estamos fazendo resgate de pacientes com covid-19, e outros tipos de solicitações onde o helicóptero chega mais rápido. Existe toda uma preparação da equipe e o governo tem incentivado essa prática das operações aéreas em nosso estado”.

O Hospital Regional do Alto Acre, localizado em Brasiléia, é a única unidade hospitalar de referência para a Covid-19 nos municípios de Assis Brasil, Epitaciolândia, Brasiléia e Xapuri. No entanto, ainda não possui nenhum leito de UTI implantado.

Continuar lendo

Acre

Professor João Maia morre em decorrência da covid-19 no Into

Publicado

em

O tarauacaense João Maia, 71 anos, faleceu na manhã deste domingo, 07, no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) em decorrência da covid-19, em Rio Branco (AC). João era aposentado e passou pelo Banco da Amazônia (Basa). Ele era filho de Dona Nezia, também de Tarauacá (AC).

Segundo informações, João Maia decidiu continuar o seu tratamento no Acre apesar da família querer levá-lo para fora do estado. João era tido como profundo conhecedor da história Tarauacá.

Em uma publicação nas redes sociais, João era apelidado de “Google” da história de Tarauacá. Ele também foi professor, historiador e empresário. “Uma vida dedicada a conhecer a saga desse povo guerreiro que decidiu fincar em Tarauacá suas raízes”, afirmou um morador da terra do abacaxi .

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas