Conecte-se agora

Jingle de Luziel Carvalho configura campanha antecipada?

Publicado

em

Na manhã desta segunda-feira, 16, o pré-candidato à prefeitura de Rio Branco pelo Progressistas, Luziel Carvalho, ex-superintendente do Ministério da Agricultura e Pecuária no Acre (MAPA), divulgou um áudio com uma música e a sugeriu como toque de celular.

Na gravação, a música tem como letra o seguinte conteúdo: “Luziel Carvalho é esperança, tem amor dentro de si e no peito o compromisso que pode nos unir”.

Luziel nunca escondeu que sonha em concorrer ao cargo de prefeito da capital acreana nas eleições do ano que vem

O problema é que muita gente que ouviu a música interpretou a exaltação como propaganda eleitoral antecipada, o que é proibido por lei.

O ac24horas foi ouvir quem entende do assunto. Três especialistas em direito eleitoral, que por uma questão ética não serão mencionados, já que dois são advogados que atuam na defesa de políticos e um pertence a própria justiça eleitoral, emitiram suas opiniões.

Um dos entrevistados afirmou que não entende como propaganda eleitoral antecipada. “Não creio. Pode até que muita gente, inclusive da justiça eleitoral, pense assim, mas não concordo. O que isso caracteriza é promoção pessoal e isso não é proibido. O que pode acontecer é mais na frente, se o Luziel vir a ser realmente candidato é alguém o acusá-lo de abuso de poder econômico, afirmando que seu nome já vinha sendo divulgado antes do prazo”, afirma.

Opinião parecida de um outro advogado, também especialista em direito eleitoral. “A corte eleitoral somente considera tais fatos como propaganda extemporânea o pedido expresso de voto, e, no caso desse áudio não existe, portanto é lícito. Nesse áudio ele apenas exalta suas qualidades pessoais. Porém,sem pedido de voto”, afirma.

Já o terceiro entrevistado pelo ac24horas discorda e acha que o áudio é propaganda eleitoral antecipada. “Isso me parece muito com propaganda eleitoral. Mas para que a justiça se pronuncie é necessário a provocação do Ministério Público Eleitoral ou de algum partido sobre o caso”.

Ouça a música:

 

Acre

Vídeo da acreana Jéssica Ingrede repercute em páginas famosas

Publicado

em

A Influenciadora acreana Jéssica Ingrede, que está no Catar acompanhado os jogos da Copa do Mundo, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), teve um de seus vídeos viralizados na internet e repercutido em várias páginas famosas na rede social.

Narrando o gol de Richarlison, que garantiu a vitória da seleção brasileira contra a Sérvia, por 2 a 0, as imagens ganharam espaço até em um noticiário da TV Globo. A blogueira comentou estar feliz demais com a conquista.

“Socorro, olha onde estamos, Brasil”, comemorou Ingrede.

A filmagem foi divulgada nas contas de ‘Gossip do Dia’, no ‘Mídia Ninja’, ‘100Critérios’ e ‘Futricas e ‘Fofocas’, Quase todos com mais de milhões de seguidores.

E teve diversos comentários, pedindo que ela fosse a comentarista oficial na televisão. “A melhor narradora e os melhores stories no Catar”, disse um dos canais que publicou o vídeo.

Jéssica garantiu a participação no maior evento de futebol do planeta, após um concurso da CBF, em que teve mais 14 mil votos e deve mostrar os bastidores e realizações de tudo que acontece no campeonato.

Veja o vídeo:

 

Continuar lendo

Acre

Novo presidente do TCE será escolhido dia 1° de dezembro

Publicado

em

O Tribunal de Contas do Estado do Acre deve ter seu novo presidente eleito na próxima semana, dia 1° de dezembro, na última sessão do ano. O novo gestor assumirá o cargo durante o biênio de 2023 a 2024.

Atualmente, o representante da repartição pública municipal é o conselheiro Ronald Polanco. O ex-deputado cumpre o mandato desde 2021.

Entre os aptos para concorrer o cargo, de acordo com a norma interna do TCE, estão os conselheiros Ribamar Trindade e Dulcinéia Benício, por nunca terem disputado eleição no órgão de controle.

Continuar lendo

Acre

Acre passa a realizar exames que detectam a Monkeypox

Publicado

em

Desde a última quinta-feira, 24, o Acre começou a fazer exames que detectam a Monkeypox. A iniciativa é realizada no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Antes, as amostras eram enviadas para fora do estado.

O método de análise utilizado é o mesmo no caso da covid-19, que se chama PCR, ou Reação em Cadeia da Polimerase, que consiste na amplificação de uma região específica de DNA, facilitando o reconhecimento do vírus em questão.

Foram enviados para a região, dois kits que rendem um total de 94 amostras cada, para análise. Segundo a gerente do Lacen, Janaína Mazaro, a quantidade é suficiente para suprir a demanda.

“Felizmente não temos um grande número de suspeita de casos de monkeypox aqui no estado, então, esses dois kits são suficientes porque eles rendem 94 amostras cada”, explicou.

O fluxo para a realização dos exames começa quando o paciente com suspeita da doença dá entrada em uma unidade de saúde e coleta a amostra, que será enviada para o Lacen e analisada.

Continuar lendo

Acre

MP vai investigar contrato de R$ 3,4 milhões em decoração de Natal

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) decidiu abrir uma investigação para apurar supostas irregularidades no contrato firmado pelo governo com a empresa que vai prestar serviço de locação de material para decoração natalina em prédios e locais públicos no Acre. O despacho foi publicado na edição do Diário Eletrônico de quarta-feira, 23.

De acordo com a divulgação do contrato em 17 de novembro, a Secretaria de Empreendedorismo e Turismo, destacou que o contrato compreende transporte, instalação/desinstalação, montagem/desmontagem, eventual substituição e manutenção. Na ata consta que o contribuinte acreano irá pagar R$ R$ 3.474.4364 para a empresa VACC Indústria Comércio e Serviços Eireli. A empresa está sediada em Petrópolis, no Rio de Janeiro, e existe desde o ano de 2016.

Contudo, o promotor Romeu Cordeiro Barbosa Filho, disse que o expediente CI/CAOP/DPP/N.º 59/2022, aponta a identificação da contratação em duplicidade da empresa VACC

INDÚSTRIA, COMÉRCIO E SERVIÇOS EIRELI – ME para realização da iluminação natalina no Estado do Acre, conforme publicações no Diário Oficial do Estado, edições n.º 13.404.

Além disso, as Adesões de Ata de Registro de Preços pela Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo – SEET e Secretaria da Casa Civil – SECC publicadas nas edições supramencionadas do Diário Oficial do Estado, totalizando na despesa de R$ 6.948.852,00 (seis milhões, novecentos e quarenta e oito mil reais e oitocentos e cinquenta e dois reais) ou seja, um valor superior ao mencionado anteriormente.

Para melhor avaliar o caso, o órgão controlador decidiu abrir um procedimento preparatório – que antecede o inquérito civil – para investigar o contrato. “Abrir procedimento preparatório com fulcro no artigo 129, inciso III, da Constituição da República, combinado com o artigo 22, caput, da Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa), artigo 8º, § 1º, da Lei nº 7.347/85 (Lei da Ação Civil Pública), e artigo 26, inciso I, da Lei nº 8.625/93 (Lei Orgânica Nacional), com o fim de promover diligências investigatórias visando apurar os fatos noticiados”, diz trecho do despacho.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.